conecte-se conosco


Destaque

Hospital realiza primeiro parto humanizado de gêmeos

Publicado

em

Há seis meses o hospital oferece o serviço de parto humanizado.

LINHARES (ES) – Antes mesmo de engravidar a doceira Jhully Santos Inácio Martins, 22 anos, já sabia que queria passar pela experiência do parto normal, ideia essa que não mudou mesmo quando descobriu que estava grávida de gêmeas.
Jhully não só realizou seu desejo como entrou para história da maternidade do Hospital Rio Doce como o primeiro parto humanizado, gemelar, feito na banheira. Maria Vitória, 2.629g e Maria Cecília, 2.440g, nasceram no último dia 10 de setembro, com diferença de 40 minutos uma da outra.
“O parto normal é cercado de um medo e um tabu muito grande, mas eu sempre pensei que o dia que engravidasse queria parto normal, e o fato de serem dois bebês não me fez ter medo, nem mudar de ideia”, explica Jhully.
O parto durou 3h e meia e foi acompanhado por uma equipe multidisciplinar composta por médicos ginecologista e pediatra, enfermeiras obstétricas e doula, além do pai das crianças que esteve com a mãe durante todo tempo.
Dra Bárbara de Castro Alves, médica ginecologista que assistiu o parto, explica que Jhully já chegou ao hospital com todas as informações sobre o parto normal, o que facilitou bastante no decorrer de todo processo. “Parir é um processo natural, sem dúvida, a paciente que conhece as etapas do trabalho de parto se sente mais tranquila e menos insegura, ajudando bastante na evolução para o parto. Ela já chegou em estágio avançado de trabalho de parto e passou por métodos não medicamentosos de alívio da dor, como uso de  banheira e massagens, o que fez com que ficasse mais relaxada e tranquila para o nascimento das crianças”, comenta Dra Bárbara.  
A médica destaca ainda que “as bebês nasceram em um ambiente calmo e agradável, com uma música de fundo, o marido ao lado, dando todo apoio necessário. Foi um momento especial que ficará marcado na vida não só da paciente, como de toda a equipe”, finaliza.  
Parto humanizado é oferecido no HRD há 6 meses
Com quase 50 anos de tradição maternidade SUS do Hospital Rio Doce, referencia para Linhares, Rio Bananal e Sooretama, implantou há seis meses o serviço de parto humanizado. Idealizado pelas médicas ginecologistas Dra Karen Fuscaldi, Dra Maria Madalena Chaves Duarte e Dra Bárbara de Castro Alves, o projeto é oferecido nas redes privadas, SUS, e por meio de convênios.
A iniciativa de implantar o parto humanizado no Hospital Rio Doce, segundo Dra Madalena, veio da necessidade de oferecer as mulheres um parto mais respeitoso e tranquilo. “Nosso objetivo é proporcionar um trabalho de parto o mais facilitado e tranquilo possível, respeitando a individualidade de cada mulher, trazendo o acompanhante, trazendo a doula, para que o parto seja o mais natural possível”, destaca a médica.
A especialista lembra que “o parto humanizado tem ainda o intuito de diminuir o número de cesáreas que hoje representam 55% dos partos no Brasil”. As salas de parto humanizado são equipadas com bola de Pilates, cavalo, banqueta de parto, barra e tecido de ioga. Uma das salas conta ainda com banheira com água morna.
Dra Karen explica que o termo parto humanizado veio para resgatar o parto fisiológico, natural, no qual a mulher é o centro das atenções. “No parto humanizado os protagonistas são a gestante e o filho que está para nascer, significa realizar o mínimo de intervenções, a equipe de assistência apenas dá suporte para que o nascimento aconteça com segurança e tranquilidade”, salienta a médica. Dra Karen lembra, porém, que para isso “é preciso que gestante e bebê estejam bem e saudáveis”.
Sobre as vantagens desse tipo de parto, Dra Karen diz que são inúmeras.  “O parto, acontecendo de forma natural sem intervenções desnecessárias, facilita o restabelecimento da mãe, diminuindo o tempo de internação hospitalar, e os riscos de complicações para os bebês são menores. Além disso, o nascimento acontece de forma mais tranquila e a amamentação se estabelece ainda na sala de parto, promovendo o vínculo precoce entre mãe e filho, tão importante nesse começo de vida”.
 “Amigas da Maternidade” doam equipamentos para parto humanizado nas salas de parto do SUS
Os equipamentos que auxiliam no processo do parto humanizado à disposição das gestantes nas duas salas de parto da maternidade SUS do Hospital Rio Doce foram doados pelo grupo de voluntárias “Amigas da Maternidade”.
A Presidente do grupo Carolina Lavigne Castello Branco Moreira, explica que a iniciativa de doar os equipamentos faz parte do projeto de humanização da maternidade SUS do hospital. “É importante que a estrutura hospitalar favoreça o conforto da gestante e seu acompanhante durante o trabalho de parto, e esse é o nosso objetivo, incentivar e oferecer a essas mães um local adequado, equipado para o momento do parto”, pontual Carolina.
Além dos itens das salas de parto o grupo também fez doação de kit completo de enxoval para os leitos da maternidade, reformou e humanizou a UTIN, e adquiriu um boiler para aquecimento de água dos chuveiros por meio de energia solar.
 
 
 

Comentários do Facebook
Leia mais:  Polícia do Rio faz operação contra desvio de recursos da saúde em São Paulo
publicidade

Destaque

Menina revela ter sido estuprada pelo pai após se queixar de ‘dor na barriga’

Publicado

em

De acordo com a mãe da vítima, criança relatou que o pai a violentou dentro do banheiro da residência. Caso é investigado pela Delegacia da Mulher de Guarujá.

A Polícia Civil investiga um caso de estupro de uma menina de 10 anos em Guarujá, no litoral de São Paulo. Segundo depoimento da mãe aos policiais, a violência sexual contra a filha foi cometida em casa pelo pai da criança, de 30 anos, enquanto ela acompanhava um familiar hospitalizado. O suspeito ainda não foi localizado.

O crime ocorreu na residência em que a vítima vive com os pais e irmãos, localizada no bairro Aldeia, no Distrito de Vicente de Carvalho. Conforme relatado pela mãe da criança no boletim de ocorrência registrado pelos policiais, ela mantinha uma união estável com o homem, com quem tem quatro filhos.

A mãe relatou que, no início da tarde, saiu de casa para ficar como acompanhante de um familiar no hospital, deixando os filhos com o marido. De acordo com ela, por volta das 19h30 retornou à sua residência.

Ao chegar em casa, ela foi alertada pelo filho de 4 anos que o pai teria violentado a irmã. Ao conversar com a filha, a menina relatou que, durante a tarde, o pai, no banheiro da casa, havia tirado as suas roupas e a estuprado. A criança também se queixou de estar com dores na barriga devido a violência sexual.

A mãe afirmou aos policiais que levou a filha às pressas ao Pronto Socorro de Vicente de Carvalho e depois da criança ser atendida foi direto a delegacia, acompanhada de uma conselheira tutelar. Após relatar o caso, a vítima foi encaminhada para exame de corpo de delito.

O boletim de ocorrência foi registrado como estupro de vulnerável na Delegacia Sede de Guarujá. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o caso está sob segredo de Justiça e agora é investigado por meio de inquérito policial pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) da cidade.


(*G1)

Comentários do Facebook
Leia mais:  Jovem é morto com mais de 15 tiros em Vila Velha
Continue lendo
Entretenimento30 minutos atrás

Cotada para a Cultura, Regina Duarte recebe quase R$ 7 mil de pensão militar

A atriz Regina Duarte, convidada para assumir a Secretaria Especial de Cultura, pelo presidente Jair Bolsonaro, recebe R$ 6.843,34 mensais...

Agricultura31 minutos atrás

Brasil e Índia firmam cooperação técnica em produção animal

Os governos do Brasil e da Índia firmaram neste sábado (25) declaração conjunta para cooperação na área de produção animal. O...

Economia31 minutos atrás

Operadoras fixam valores competitivos para planos de celular no litoral paulista

Consumidores do litoral paulista podem até ter menos opções do que aqueles que moram na região metropolitana ou mesmo no...

Internacional44 minutos atrás

Número de infectados por novo coronavírus chega a quase 1.300 na China

Autoridades do setor de saúde da China afirmam que o número de mortos por um novo tipo de coronavírus aumentou...

Nacional1 hora atrás

Vale considerava 7 barragens mais críticas que a de Brumadinho

arrow-options Divulgação/Prefeitura de Brumadinho Rompimento da barragem deixou centenas de mortos e desaparecidos em Brumadinho A barragem I da Mina...

São Mateus1 hora atrás

Casagrande: “Porto da PetroCity é estratégico para o Estado

Ao participar de uma solenidade em Jaguaré, no Norte do Estado, quando assinou, nesta sexta-feira (24), a ordem de serviço...

Nacional2 horas atrás

Mortes em decorrência das chuvas em Belo Horizonte e região chegam a 14

arrow-options Telmo Ferreira/Agência O Globo Maior parte das mortes ocorreram por deslizamentos de terra O Corpo de Bombeiros e a...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana