conecte-se conosco


Nacional

Witzel discorda de federalização do caso Marielle e questiona competência da PF

Publicado

em

Witzel arrow-options
Nelson Perez / GovRJ
Witzel discorda de federalização do caso Marielle e questiona competência da PF

O governador Wilson Witzel reagiu nesta quarta-feira (18) ao pedido de federalização do caso Marielle. Ele disse discordar que a investigação sobre os mandantes dos assassinatos da vereadora Marielle Franco e de Anderson Gomes, que trabalhava como motorista na ocasião, fique com a Polícia Federal. Em seu último dia como procuradora da República,  Raquel Dodge pediu a federalização da investigação ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Leia também: “Profundamente desrespeitoso”, diz viúva de Marielle sobre pedido de Dodge

“Tenho respeito pelos delegados de Polícia Federal, mas sabem investigar lavagem de dinheiro, tráfico internacional, corrupção. A PF não tem expertise nenhuma na investigação de crimes de homicídio”, disse Witzel . “Será que a Polícia Federal tem mais capacidade técnica do que as polícias para investigar? A PF não tem departamento de homicídios”, acrescentou, durante evento na Academia Estadual de Polícia Sylvio Terra (Acadepol).

O diretor do Departamento Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa (DGHPP), delegado Antônio Ricardo Nunes, declarou que a Polícia Civil do Rio chegará aos mandantes do crime .

“Tivemos um pedido de federalização, mas podemos afirmar que nós vamos chegar nos mandantes. Se tiverem, nós vamos chegar. Esses desmembramentos já geraram frutos. Temos alguns desmembramentos em andamento e em breve, nós teremos algumas respostas e pessoas serão presas”, disse o delegado Antônio Ricardo Nunes.

Caso o pedido de federalização seja aceito pelo STJ, caberá à Justiça Federal , e não mais ao Judiciário local, o julgamento do caso. No mesmo pedido de deslocamento da competência para julgamento, Dodge apresentou pedido de abertura de um novo inquérito contra suspeitos que teriam participado de uma “encenação de investigação” para conduzir a apuração a falsos mandantes e esconder a verdadeira autoria dos assassinatos.

Leia mais:  Trens da Linha 15-Prata do monotrilho colidem na zona leste de São Paulo

O pedido foi feito após a procuradora analisar a tentativa de obstrução das investigações. Durante o processo de análise da federalização do caso, uma cópia da investigação que estava em andamento na Justiça do Rio foi solicitada pela procuradora, mas o compartilhamento de informações foi rejeitado pelo juiz responsável pelo caso.

Leia também: Autor de violência doméstica será obrigado a ressarcir o SUS

Além da federalização e a abertura de um novo inquérito, Dodge apresentou denúncia no STJ contra o conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ) Domingos Brazão, o delegado da Polícia Federal (PF) Hélio Kristian e mais quatro pessoas. Segundo a procuradoria, todos tentaram atrapalhar as investigações. “Eles todos participaram de uma encenação, que conduziu ao desvirtuamento”, afirmou a procuradora.

Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

Após sentir cutucada no ânus, homem destrói casa de Candomblé

Publicado

em

Suspeito chegou a dizer à polícia que achava que os vizinhos o haviam enfeitiçado

Um homem de 40 anos foi preso depois de invadir a casa de um vizinho, destruir tudo e se justificar dizendo não aguentar mais ouvir e ver a prática de Candomblé no local.

O caso aconteceu no Bairro Tijucal, em Cuiabá, por volta das 03h10. Conforme o boletim de ocorrência, o vizinho entrou na casa sem permissão e começou a atirar pedras em toda a residência.

Ele causou danos em diversas partes da casa e em muitos objetos, incluindo no veículo dos proprietários da casa.

Ele chegou a ir embora, mas logo retornou com um podão (objeto semelhante a um facão) e começou a ameaçar todas as pessoas que estavam no local, proprietários e visitantes.

A Polícia Militar foi acionada e, ao questionar o motivo da ação do suspeito, ele alegou não suportar mais ficar escutando e visualizando a prática religiosa de seus vizinhos, praticantes do Candomblé.

“Ainda dizia que sentia cutucadas na região do ânus e acreditava que era feitiçaria vinda de seus vizinhos”, consta no boletim de ocorrência.

O suspeito e as vítimas foram encaminhadas para a Central de Flagrantes de Cuiabá, onde o caso foi registrado como ameça, dano, violação de domicílio, pertubação do trabalho ou sossego alheios e praticar, induzir, ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, ou procedência nacional.

Comentários do Facebook
Leia mais:  Sem dinheiro, sindicatos planejam ato unificado para o Dia do Trabalho
Continue lendo
Polícia Federal12 minutos atrás

PF investiga grupo especializado em estelionato e obtenção de empréstimos fraudulentos no DF

Brasília/DF – A Polícia Federal deflagrou na quarta-feira (4/12) a Operação Hemera, com o objetivo de aprofundar as investigações sobre...

Estadual16 minutos atrás

Corpo de homem aparece boiando no canal de Guarapari

O corpo de um homem ainda não identificado foi encontrado na manhã desta quinta-feira (05), boiando no canal próximo a...

Mulher32 minutos atrás

Orgasmo feminino: Ginecologista dá sete dicas para as mulheres

A dificuldade de atingir o clímax durante a relação sexual pode estar relacionada a vários fatores diários, como estresse, nervoso,...

Mulher39 minutos atrás

Dona de sex shop fala qual produto mais vendido: “Faz perder o senso”

Em entrevista, a empresária confessa que se surpreendeu com a quantidade de clientes que a procuram Ju Malaguti é uma...

Estadual50 minutos atrás

Marinha emite alerta de ventos de até 74 km/h para o Espírito Santo

A marinha do Brasil, por meio do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), emitiu um alerta de ventos com intensidade...

Entretenimento59 minutos atrás

A moda pegou! Diplo posa nu tomando sol nas partes íntimas

Nas últimas semanas um assunto tem tomado conta das redes sociais: os benefícios de tomar sol nas partes íntimas ....

Polícia Federal59 minutos atrás

PF combate fraudes contra instituições financeiras em Feira de Santana

Feira de Santana/BA – A Polícia Federal deflagra nesta quarta-feira (4/12) a Operação ASSEPTICUS, com o objetivo de desarticular organização...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana