conecte-se conosco


Política

Vigília por Lula tem adesão até de policiais federais à espera de soltura

Publicado

em

Lula
Reprodução/Mídia Ninja

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está arrumando as malas. O petista está preso desde o ano passado na sede da Polícia Federal, em Curitiba.

O entorno do prédio da Polícia Federal, em Curitiba está em clima de vigília. Isso porque hoje é o possível dia da soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva , detido desde o ano passado. Até o momento, manifestantes se reúnem em tranquilidade no local à espera de Lula .

Ainda no período da manhã, manifestantes entoaram um ‘bom dia’ coletivo, por volta das 9h. Dois policiais federais à paisana entrevistados pela Folha disseram que compraram camisetas com as estampa de Lula na feira montada dentro da vigília. “Pode ser o último dia, aproveitei para comprar. Não é todo mundo que apoia o governo”, disse o escrivão Farley Dias, de 43 anos.

Desde a manhã desta sexta-feira (8) que alguns grupos estão reunidos no local com manifestações e cantorias. A vigília foi montada em frente ao prédio em abril do ano passado, quando o petista foi preso.

A expectativa era que ao menos 500 militantes circulassem pelo local no período da tarde, além de caravanas do interior do estado. Segundo informações da Folha de São Paulo, no final da manhã caminhões com estruturas de palco estacionaram em frente ao local.

Alvará de soltura

O juiz Danilo Pereira Júnior determinou nesta sexta-feira (8) a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva depois que o Supremo Tribunal Federal determinou que a execução antecipada de pena em segunda instância passou a ser inconstitucional.

“Determino, em face das situações já verificadas no curso do processo, que as autoridades públicas e os advogados do réu ajustem os protocolos de segurança para o adequado cumprimento da ordem, evitando-se situações de tumulto e risco à segurança pública”, escreveu Pereira Júnior, que atua na 12ª Vara Federal de Curitiba em substituição da juíza Carolina Lebbos, que está de férias.

Leia mais:  Bolsonaro diz que vai manter Trabalho com status de ministério

Fonte: IG Política

Comentários do Facebook
publicidade

Política

Câncer de próstata: preconceito ainda mata

Publicado

em

Novembro tornou-se nos últimos anos um período simbólico para discussão da saúde masculina, dentro da campanha conhecida como “Novembro Azul” de conscientização e combate ao câncer de próstata. Em 2009 o Brasil instituiu a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem, colocando o país, ao lado de Irlanda e Austrália, na vanguarda do enfrentamento ao segundo câncer mais comum entre os homens, ficando atrás apenas do de pele.

Em 2018, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), foram 68.220 novos casos registrados e 14 mil óbitos no País.  A estatística revelou que a cada 100 mil brasileiros, 66 foram diagnosticados com o nódulo. Dados da Secretaria de Estado da Saúde apontam que no Espírito Santo, 1.510 casos de câncer de próstata foram registrados no último ano. De janeiro a agosto de 2019 o Estado diagnosticou 577 novos pacientes e 216 capixabas perderam a vida com a doença. A maior parte das vítimas fatais tinha entre 60 e 79 anos.

Nos últimos anos sociedade e poder público se uniram em torno da conscientização sobre a importância dos exames que detectam cânceres masculinos, como o de próstata e o de testículos. As campanhas informativas abordaram, principalmente, o preconceito: maior obstáculo na prevenção da doença.

Embora o trabalho de conscientização e informação tenha aberto caminho para a abordagem da enfermidade, a população masculina ainda resiste aos exames de detecção do nódulo.

Fatores de risco e taxas de mortalidade

Embora a recomendação de que o exame seja feito a partir de 40 anos, a Sesa informa que o risco de adquirir a doença aumenta conforme o avanço da idade, e não podemos vacilar. No Brasil, segundo a secretaria, cinco em cada nove pacientes diagnosticados têm mais de 55 anos.  Além disso, homens com casos de câncer na família, fumantes ou com sobrepeso também apresentam maior chance de desenvolver a doença.

Leia mais:  Após polêmicas, Viviane Araújo evita Belo e Gracyanne Barbosa

Sintomas e prevenção

Estudos apontam que na fase inicial o câncer de próstata costuma não apresentar sintomas. Por isso, segundo o INCA, é importante observar fatores como dificuldade durante o ato de urinar, sangue na urina e diminuição do fluxo, além de necessidade de urinar muitas vezes ao dia.

Para prevenir, além de ter uma alimentação saudável, especialistas recomendam 30 minutos diários de atividades físicas, controlar o peso, evitar álcool e o fumo.  A prevenção, no entanto, continua sendo a melhor maneira de identificar a doença logo no início.

Exames

O exame mais popular e menos invasivo ainda é o PSA, que embora eficaz, tem uma taxa considerável de falsos positivos. De acordo com o urologista Dr. Gotardo Zini, embora existam literaturas acerca de novos exames e até mesmo testes de vacinas para prevenir a doença, a Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que sejam utilizados os procedimentos já conhecidos, como o exame de sangue e o de toque e, em casos de suspeitas, a realização da biópsia.

Em alguns casos, é recomendada também a ressonância multiparamédica, que mapeia possíveis áreas afetadas pela neoplasia. Vale lembrar que o Sistema Único de Saúde oferta os exames de sangue, toque e a ressonância.

“O que detecta o câncer de próstata é a biópsia e não os exames de sangue e toque. Em muitos casos, o paciente acredita que apenas os exames detectam a doença e isso é um engano”, afirma o especialista.

Combate à doença no ES

Para diagnosticar e combater a doença, o Estado conta com o Centro de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon) e seis estabelecimentos de saúde habilitados como Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) para o tratamento de câncer de próstata.

O Hospital Santa Rita de Cássia (HSRC-AFECC) – instituição filantrópica conveniada ao Sistema Único de Saúde (SUS) é classificada como Cacon. São classificadas como Unacon: Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim (HECI); Hospital Universitário Cassiano Antônio de Moraes (Hucam); Hospital Santa Casa de Misericórdia de Vitória (HSCMV); Hospital Evangélico de Vila Velha (HEVV); Hospital Maternidade São José (HMSJ); e o Hospital Rio Doce.

Leia mais:  PT vê ‘armação’ contra o partido em inquérito de invasão de celular de Moro

Mutirão

A Comissão de Saúde e Saneamento da Ales promoverá um mutirão de conscientização e prevenção do câncer de próstata e do diabetes no dia 26 de novembro, às 8 horas, em frente ao Shopping Vitória.

Para o presidente da comissão, deputado Dr. Hércules (MDB), a conscientização deve ser reforçada durante todo o ano. “O Novembro Azul é apenas uma data em que reforçamos a necessidade de realizar os exames, mas a conscientização deve ser constante. O quanto antes a doença for diagnosticada, maiores serão as chances de cura”, lembra.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Esportes3 minutos atrás

Brasileiros fecham sétimo dia do Mundial de Dubai com oito medalhas

O Brasil encerrou a participação nesta quarta-feira (13) no Mundial de Atletismo Paralímpico, em Dubai (Emirados Árabes Unidos) com oito...

Esportes3 minutos atrás

Hamilton prega sustentabilidade na F1 e quer ampliar "legado" de Senna

Lewis Hamilton já está em São Paulo para a disputa do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, no próximo...

Política3 minutos atrás

Câncer de próstata: preconceito ainda mata

Novembro tornou-se nos últimos anos um período simbólico para discussão da saúde masculina, dentro da campanha conhecida como “Novembro Azul”...

Política3 minutos atrás

Ales homenageia produtores de café com Comenda Dário Martinelli

Mais de 80 mil famílias no Espírito Santo têm a cafeicultura de conilon como principal atividade. E, de acordo com...

Política3 minutos atrás

Audiência discute segurança em Vila Velha

A criminalidade e os desafios na segurança pública das regiões 3 e 4 de Vila Velha (ver lista dos 28...

Política3 minutos atrás

Ales reconhece atuação da Igreja Presbiteriana do Brasil

A Assembleia Legislativa (Ales) reconheceu os trabalhos sociais desempenhados pela Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB) ao longo de seus 160...

Entretenimento37 minutos atrás

Confira as abdominais queridinhas das celebridades para esse verão

As celebridades sempre compartilham em suas redes sociais algumas partes dos seus treinos na academia. Agora que o verão está...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana