conecte-se conosco


Carros e Motos

Veja quais são os 5 scooteres novos mais baratos do Brasil

Publicado

em

Além das motocicletas street e as cubs (ou utilitárias), os scooteres são definitivamente uma das melhores escolhas que se pode fazer em uma realidade em que se roda por longas horas nas cidades. Mesmo que, de modo geral, as street
possam oferecer mais maciez — por conta de sua estrutura possuir quadro, no qual o condutor anda montado — os scooteres mais baratos oferecem uma posição de dirigir onde se guia sentado, e com isso, é possível manter-se em uma postura mais adequada.

LEIA MAIS: Veja quais são as 5 motos mais em conta à venda atualmente no Brasil

E as virtudes dos scooteres mais baratos
não param por aí. Há uma melhor proteção contra vento e chuva para as pernas; tal como as “primas” cubs, oferecem maior praticidade quando se tem que ficar parando durante os congestionamentos e nos semáforos; contam com maior capacidade de bagagem e, por muitos, são consideradas mais estilosas.

De todo o modo, são mais vulneráveis a buracos, os condutores sentem mais os solavancos e passam menos confiança ao guidão quando o piso está molhado. Enfim, tudo relacionado aos pneus mais largos e menores. Veja quais são os scooteres mais baratos 0km, sem repetir marca.

5 – Dafra Cityclass 200i: R$ 10.990


Dafra
Divulgação
Esta 200 da Dafra é, por uma boa margem, o modelo com o maior motor entre os scooteres mais baratos

Da lista, o chinês é o que traz o maior motor por uma boa margem. O modelo é, basicamente, o “irmão” menor da mais famosa Citycom 300i, que sai por R$ 19.990. Entre a lista de equipamentos, traz itens como entrada USB, GPS, abertura do compartimento sob o banco na ignição (sem precisar desligar a moto), painel com relógio, indicador de combustível, alerta de manutenção, gancho para sacola e bagageiro já preparado para instalação de um baú.

Leia mais:  Novo SUV Renault Arkana tem patentes registradas noBrasil

LEIA MAIS: Veja 5 motos com ABS mais vendidas do Brasil que custam até R$ 20 mil

Falando de chassi e conjuntos mecânicos, a Dafra Cityclass é equipada com um motor monocilíndrico injetado, de 199 cc, que desenvolve 13,8 cv e 1,41 kgfm, além da transmissão automática CVT. Enquanto isso, o freio dianteiro traz disco de 240 mm com pinça de três pistões, e o traseiro com 220 mm de disco e um pistão de 35mm.

Já a suspensão, na frente se apoia em um garfo telescópico com 87 mm de curso, enquanto traz dois amortecimentos ajustáveis atrás, com 65,6 mm de curso máximo. As rodas de 16 polegadas são grandes para a sua categoria, algo que favorece a dirigibilidade.

4 – Honda Elite 125: R$ 8.500


Honda Elite
Divulgação
Por conta do peso da marca, é extremamente popular não só em seu segmento, mas entre todas as motos baratas

O scooter surgiu no lugar do Lead recentemente, em dezembro de 2018, e conseguiu superar a antecessora Lead em alguns aspectos. O maior deles foi o motor monocilíndrico de 4 tempos e injeção eletrônica. O único combustível aceito é gasolina, que com o qual gera 9,34 cv e 1,05 kgfm, sob a administração do câmbio automático CVT. Além disso, a fabricante diz que revisou o sistema de suspensão com a intenção de aprimorar o seu equilíbrio e o conforto em terrenos mais irregulares.

LEIA MAIS: Confira quais são as 5 motos mais caras do Brasil, legalizadas para as ruas

Quanto ao visual, o Honda Elite
125 é moderno, diferentemente do design mais convencional do antecessor Lead. Há luzes de LEDs à frente, entretanto, as rodas são pequenas como no antepassado (12 polegadas na dianteira e 10 na traseira).

Leia mais:  Fiat 500 comemora 62 anos e relembra a Dolce Vitta, glamour italiano dos anos 60

Isso indica que o scooter tem vocação bem urbana, mesmo que ainda não prometa dominar tanto os buracos maiores das ruas mal conservadas. O painel digital conta com velocímetro digital, conta-giros analógico, hodômetros total e parcial, além medidor de combustível e relógio.

3 – Yamaha Neo 125: R$ 8.390


Yamaha Neo
Divulgação
Surgiu com design fora do padrão, com cortes futuristas e agressivos na carenagem, e ditou tendência ao segmento

Por quase o mesmo preço da Honda Elite, o Yamaha Neo
traz certa vantagem com as suas rodas 14 polegadas, uma vez que promete maior capacidade de lidar com a baixa qualidade do nosso asfalto. Além desse ponto que toca a sua estabilidade, após as mudanças com a chegada da versão atual, o scooter da Yamaha de fato evoluiu, incluindo o seu visual mais moderno.

LEIA MAIS: Veja o que mudou no scooter Honda PCX 2019

Além do motor de 125cc com arrefecimento a ar, que desenvolve 9,8 cv, traz câmbio CVT, pesa apenas 92 kg (ante os 104 da Honda, para efeito de comparação) e 135 mm de altura livre em relação ao solo. Entre os equipamentos — não tão modernos quanto os da Honda — traz medidor de economia de combustível no painel e faróis de LED. Entre os seus acessórios, estão o baú, bagageiro para fixar o baú e capacete aberto que cabe no seu compartimento.

2 – Haojue Lindy 125: R$ 7.487


Haojue
Divulgação
Mesmo que seja o segundo colocado da lista, pode-se dizer que traz o melhor custo-benefício

O “irmão gêmeo de pais diferentes” Suzuki Burgman
, que era vendido por R$ 8.280 antes de sair de linha em janeiro deste ano, era como se fosse uma “variante mais refinada” do Haojue Lindy
, com diversos componentes e design em comum, uma vez que a montadora chinesa é uma joint venture com a Suzuki.

Leia mais:  VW Golf conectado será primeiro lançamento da nova era de híbridos e elétricos

Além disso, por uma boa margem é o scooter mais em conta que se pode comprar na categoria das 125 cc e receberia o nosso “troféu” de melhor custo-benefício — mesmo que seja carburado e conte apenas com ignição eletrônica, pontos onde se começam a perceber algumas diferenças em relação à Burgman.

Entre os seus equipamentos, traz baú de 26 litros que segundo a marca comporta um capacete grande, bagageiro de 11 litros debaixo do banco, porta-objetos com gancho frontal, trava magnética, partida elétrica e descanso de pé dobrável.

Quanto à mecânica e as demais especificações do Haojue Lindy, dispõe de 125 mm de altura livre do solo, rodas de apenas 10 polegadas, 8,4 cv e 0,92 kgfm de potência e torque respectivamente, suspensão convencional (com amortecimento hidráulico e molas helicoidais) e freio a disco na dianteira com pinça de um pistão. Segundo a marca, é capaz de fazer até 35 km/l.

1 – Shineray Retrô EX 50: R$ 7.470


Shineray
Divulgação
Eis a vitoriosa na nossa lista dos scooteres mais baratos! Apesar de ser uma “cinquentinha”

Se a Dafra lá do 5º lugar é, de longe, o modelo com maior motor, este é, também de longe, a opção com o menor. E mesmo que seja apenas “ 1 Big Mac” (R$ 17) mais em conta que a Haojue Lindy, com motor de 125 cc, não há de se negar que é o scooter mais em conta do Brasil.

Entre os seus únicos equipamentos, vem com bagageiro traseiro regulável, rodas de 12 polegadas, freio à disco na dianteira, porta objetos abaixo do assento e suspensão com duplo amortecimento na frente e atrás. Sua distância do solo é de 100 mm.

LEIA MAIS: Yamaha Neo: o scooter volta mais forte e melhor adequado às novas tendências

Já o trem de força do top 1 entre os scooteres mais baratos
é composto por partida elétrica por pedal, carburador, sistema de ignição por descarga capacitativa e câmbio CVT. Por último, mas não menos importante, o seu motor é um monocilíndrico de quatro tempos, com duas válvulas, que desenvolve 2,95 cv e 3,4 kgfm.

Fonte: IG Carros
Comentários do Facebook
publicidade

Carros e Motos

Novos carros elétricos da Ford vão usar a plataforma MEB da Volkswagen

Publicado

em

Carros elétricos arrow-options
Divulgação
Plataforma MEB será a base para o desenvolvimento do novo modelo que iniciará a Ford entre os carros elétricos

A aliança entre a VW e a Ford está cada vez mais trazendo novidades. Além da confirmação das novas gerações das picapes Ranger e Amarok para 2022, a montadora norte-americana anunciou que utilizará a plataforma MEB da Volks para seus próximos carros elétricos. O desenvolvimento deste projeto está sob a responsabilidade do centro de pesquisas da Ford em Merkenich, nas proximidades de Colônia (Alemanha), e deverá ser concluído em 2023.

LEIA MAIS: Veja 5 fatos que já sabemos sobre o novo Toyota Corolla

É neste ano que a empresa promete colocar a novidade do segmento de carros elétricos para emplacar uma quantidade audaciosa de 600 mil unidades nos seis anos seguintes. Segundo o CEO responsável pela aliança VW-Ford , Herbert Diess: “Olhando para o futuro, ainda mais clientes e o meio ambiente se beneficiarão da arquitetura EV da Volkswagen. Nossa aliança global está começando a demonstrar uma promessa ainda maior, e continuamos a analisar outras áreas nas quais podemos colaborar”.

Plataforma MEB arrow-options
Divulgação
Plataforma de Volkswagen elétrico e cada um de seus componentes, que formam o trem de força

Além da novidade, já foi antecipado por ambas as montadoras que, nesse meio tempo, também vão desenvolver outro elétrico com a plataforma MEB , mas com foco na Europa. Enquanto isso, para os EUA, planejam a picape elétrica F-150 EV e o futuro SUV inspirado no Mustang, mas ambos virão forma independente.

LEIA MAIS: JAC Motors terá cinco veículos elétricos no Brasil até meados de 2020

Outro ponto importante se refere à empresa Argo AI, responsável por desenvolver tecnologias de condução autônoma. Com foco nos novos carros elétricos, tanto a Ford quanto a VW possuem participação conjunta nas ações, que quando somadas, detém a porção majoritária do conselho. A Argo é avaliada em US$ 7 bilhões e, após o acordo, receberá pelo menos US$ 1 bilhão em investimentos.

Leia mais:  Mustang Bullitt: aceleramos dois ícones nas ruas de São Paulo

Mais expectativas

VW I.D arrow-options
Divulgação
VW I.D: O futuro “Pai’ de todos os elétricos da VW, Ford e das outras duas montadoras a serem anunciadas pela aliança

O Grupo Volkswagen espera que 10 milhões de veículos sejam produzidos sobre a MEB já na primeira leva. Por enquanto, há poucas informações práticas sobre a plataforma, como os tamanhos de carro que ela pode proporcionar, ou o entre-eixos deles. Outra grande expectativa fica por conta de saber exatamente como serão os detalhes dos modelos que receberão a nova plataforma, mas garantiu que, até 2023, 27 deles e 4 marcas diferentes (Ford, Volks e mais duas) usarão a MEB.

LEIA MAIS: Novas tecnologias substituem estações de recarga de carros elétricos

Segundo a Volkswagen, os novos modelos também contarão com baterias mais eficientes. Em carregadores rápidos, uma recarga de 80% vai levar cerca de 30 minutos — algo já obtido em alguns elétricos atuais e, na maioria dos casos, garantirá uma autonomia entre 400, 500 e até 600 km antes de qualquer recarga. Ao todo, o equivalente a R$ 5,3 bilhões já foram investidos — de uma verba total de mais de R$ 26 bilhões — para o desenvolvimento das novas tecnologias. Com isso, vai se tornar a maior planta de desenvolvimento de carros elétricos de toda a Europa.

Fonte: IG Carros
Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Entretenimento18 minutos atrás

Marina Ruy Barbosa tem o Instagram hackeado: “providências estão sendo tomadas”

A atriz Marina Ruy Barbosa teve seu Instagram hackeado na manhã desta terça-feira (16). A informação foi confirmada por sua...

Entretenimento18 minutos atrás

Christian Chávez no Brasil: Alinne Rosa é participação confirmada em show no Rio

A vinda do mexicano Christian Chavéz ao Brasil está cada vez mais perto! Com quatro apresentações no mês de setembro,...

Entretenimento18 minutos atrás

Globoplay aposta em Luan Santana para atrair mais assinantes

A Globoplay está investindo pesado para bater de frente com sua principal concorrente do streaming: a Netflix. Depois de adquirir...

Entretenimento18 minutos atrás

Grazi Massafera conta com ajuda de veteranos para emplacar em nova novela

Grazi Massafera já acumula uma extensa carreira na televisão. Das dúvidas do tempo de “BBB” não restou mais nada, e...

Direto de Brasília19 minutos atrás

Operação Muzema prende milicianos ligados a construções ilegais

arrow-options Divulgação Operação Muzema mira milicianos ligados a construções ilegais A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) faz,...

Direto de Brasília19 minutos atrás

Contrato com empresa privada prevê cobrança de taxa em Noronha até 2025

arrow-options Arquivo pessoal/Ricardo Mello Parque em Fernando de Noronha é administrado pela Econoronha Defendida pelo presidente Jair Bolsonaro, a extinção do...

Direto de Brasília19 minutos atrás

Insatisfeito com Dodge, coordenador da operação Lava Jato na PGR deixa o cargo

arrow-options Divulgação/ José Cruz/ Agência Brasil Insatisfeito com Dodge, coordenador da operação Lava Jato na PGR deixa o cargo Em...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana