conecte-se conosco



Política

Vacina: aprovada urgência para PL que multa “fura-fila”

Publicado

em


Evitar que indivíduos abusem de seus privilégios para receber a vacina da Covid antes da hora. Esse é o objetivo do Projeto de Lei (PL) 43/2021, apresentado pelo deputado Erick Musso (Republicanos). A matéria, que define penalidades para quem furar a fila de vacinação contra o novo coronavírus, teve o regime de urgência aprovado na sessão desta segunda-feira (22) e será analisada em Plenário pelas comissões de Justiça, Cidadania, Saúde e Finanças. 

De acordo com o PL, as sanções serão aplicadas nos casos de descumprimento da ordem de vacinação dos grupos prioritários definida nos planos nacional e estadual de imunização contra a Covid-19.

Tanto os agentes públicos responsáveis pela aplicação da vacina quanto as pessoas imunizadas podem ser penalizadas. As sanções serão impostas por meio de processo administrativo, assegurando-se o contraditório e a ampla defesa.

Penalidades

Ao agente público responsável pela aplicação da vacina que descumprir a ordem de vacinação – bem como seu superior hierárquico, caso comprovada a ordem ou o consentimento – será aplicada multa de R$ 25,5 mil.

À pessoa imunizada ou seu representante legal caberá multa de R$ 51 mil. Se o imunizado for agente público, a multa será de R$ 102 mil.

Os agentes públicos envolvidos – tanto os responsáveis pela vacinação quanto os imunizados indevidamente – deverão ser afastados de suas funções. Ao fim do processo administrativo, poderá haver rescisão do contrato ou exoneração. 

Se o agente público for detentor de mandato eletivo, ele poderá ser afastado, observados os ritos previstos na legislação em vigor.

As penalidades não se aplicam em casos devidamente justificados, nos quais a ordem de prioridade da vacinação não foi observada para evitar o desperdício de doses da vacina.

Os valores decorrentes das multas deverão ser revertidos ao financiamento de medidas de combate e prevenção à Covid-19.

O projeto prevê, ainda, a veiculação de campanhas de conscientização sobre a importância da vacinação e o respeito à ordem de prioridade estabelecida nos planos nacional e estadual de imunização contra a Covid-19.

Justificativa

De acordo com o autor da matéria, é preciso levar em conta a escassez de doses disponíveis da vacina: “O Espírito Santo já totalizou mais de 6 mil óbitos e mais de 300 mil casos confirmados de coronavírus. Deve-se coibir, rechaçar e punir os chamados ‘fura-fila’, que colocam em risco milhares de vidas. Busca-se, dessa maneira, evitar que o indivíduo use de privilégios, poder político ou financeiro para receber a imunização antes do previsto pelo plano de vacinação”, defende Erick Musso. 

Comente Abaixo
Saúde4 horas atrás

Fiocruz prevê produção de 1 milhão de vacinas por dia até final do mês

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) espera produzir um milhão de doses da vacina contra a covid-19 por dia até o...

Nacional4 horas atrás

“O Brasil é muito maior que Lula e Bolsonaro”, diz Doria

Reprodução: ACidade ON Doria criticou “extremos” Lula e Bolsonaro O governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB) ,...

Internacional5 horas atrás

Homem sobrevive a queda de balão a dezenas de metros de altura; veja vídeo

Reprodução Vídeo mostra momento de queda de homem de balão Um homem sobreviveu a uma queda de dezenas de metros...

Saúde5 horas atrás

Fiocruz prevê produção 1 milhão de vacinas por dia até final do mês

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) espera produzir um milhão de doses da vacina contra a covid-19 por dia até o...

Estadual5 horas atrás

Inspetor penitenciário impedido de entrar armado em banco tem indenização negada

A instituição bancária disse que o requerente não apresentou o porte de arma e a identidade funcional. Um inspetor penitenciário...

Estadual5 horas atrás

Escola da Magistratura recebe sugestões para criação de prêmio de gestão

A iniciativa tem o objetivo de estimular a melhoria da gestão das unidades administrativas e judiciárias da Justiça Estadual. A...

Política5 horas atrás

Contrariando decisão de Fachin, ministros do STF querem julgar suspeição de Moro

Nelson Jr./SCO/STF Recurso da PGR contra decisão que favoreceu Lula vai ao STF Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF)...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!