conecte-se conosco


Economia

“Uma conversa conserta tudo”, diz Guedes sobre ação de Bolsonaro na Petrobras

Publicado

em


Paulo Guedes
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Ministro da Economia, Paulo Guedes fez ressalva de que o presidente Jair Bolsonaro já fez muitas coisas certas

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse hoje em Washington que, caso o presidente Jair Bolsonaro faça alguma coisa “que não seja muito razoável” tem certeza de que conseguirá “consertar”. Questionado sobre a decisão do governo de ceder a uma demanda da categoria dos caminhoneiros para que a Petrobras não reajuste o preço do diesel, Guedes disse que concorda com a preocupação, mas fez a ressalva de que o presidente já fez muitas coisas certas.

“O presidente tem muitas virtudes, fez muita coisa acertada e ele já disse que não conhece muito economia. Se ele eventualmente fizer alguma coisa que não seja muito razoável, eu tenho certeza de que nós conseguimos consertar. Uma conversa conserta tudo”, afirmou Paulo Guedes

Guedes está em Washington desde quarta-feira, onde participa de reuniões do FMI e do Banco Mundial. O anúncio de que o reajuste não seria levado adiante foi feito pela Petrobras na quinta. O ministro disse que o presidente não é especialista em economia e que pode ter levado em conta na sua decisão questões políticas.

Leia também: Com intervenção de Bolsonaro, Petrobras perde R$ 32 bilhões em valor de mercado

“O presidente já disse para vocês que ele não era um especialista em economia. Então é possível que alguma coisa tenha acontecido lá. Ele, ao mesmo tempo, é preocupado com efeitos políticos, estavam falando em greve dos caminhoneiros, esse tipo de coisa, então é possível que ele esteja lá, tentando manobrar com isso”, disse Guedes.

Leia mais:  IPVA à vista ou parcelado: qual é a melhor forma de pagar o imposto?

A categoria dos caminhoneiros ameaça novos protestos caso haja um reajuste no preço dos combustíveis, embora ainda não haja um indicativo de greve. Os caminhoneiros afirmam que a tabela do frete não está sendo cumprida pela maioria dos embarcadores e transportadoras e questionam o aumento do preço do diesel.

O ministro afirmou que  ainda não conversou com o presidente sobre a questão. “Eu vou me informar e conversar com ele.”

Guedes garante que em nenhuma das reuniões em Washington foi questionado sobre a intervenção na Petrobras . Segundo ele, os investidores estavam interessados em falar sobre as possibilidades de investimento na economia brasileira e disse que está tendo “excelentes reuniões” para “reverter uma imagem muito ruim” do país.

“Aí tem uma notícia lá embaixo, que eu não estava lá, não sei o que houve exatamente. Eu prefiro não comentar. Eu prefiro me informar melhor. Aparentemente já houve um efeito ruim lá embaixo. Então eu estou preferindo trabalhar nos fronts onde eu consigo construir alguma coisa. Assim que eu chegar lá, eu me informar e vou falar sobre isso”, explicou.

Fonte: IG Economia
Comentários do Facebook
publicidade

Economia

Não é só Bitcoin! Conheça outras criptomoedas importantes

Publicado

em

A primeira moeda virtual criada no mundo é também a mais famosa. Até quem não entende sobre o mercado de criptomoedas já ouviu falar e sabe o que é Bitcoin. Tal fama pode ser explicada pelos grandes picos de valorização que a moeda sofre – em 2014, por exemplo, atingiu uma marca histórica ao valorizar aproximadamente 1900%, enquanto a bolsa subiu 28% no mesmo período. A força do Bitcoin só não é maior devido à sua volatilidade: os preços podem cair ou subir muito em apenas um dia.

Leia também: Entenda como funcionam as criptomoedas

Porém, recentemente, especialistas voltaram a falar das criptomoedas prevendo um novo boom e a consolidação delas no mercado. O investidor Josh Rager sugeriu que a possibilidade de uma pessoa comum comprar um Bitcoin inteiro pode estar chegando ao fim porque “O valor especulativo depois de 2021 poderá estar fora do alcance para a maioria”. 


A imagem é uma representação da cotação de diferentes criptomoedas
shutterstock

Outras criptomoedas disputam mercado com o Bitcoin


Nesse cenário outras moedas criptografadas menos conhecidas competem com o Bitcoin pelo mercado. Com custo mais baixo e picos de valorização, elas também podem representar boas opções de investimento. Conheça as principais e mais valiosas.

Bitcoin Cash (BCH)

A Bitcoin Cash foi criada para substituir o Bitcoin. A intenção era diminuir o tempo de transação do Bitcoin, que chega a ser de um dia. Porém, não houve muita aceitação do mercado e a BCH se tornou uma altcoin com funcionalidades parecidas com as do BTC, mas com algumas melhoras.

Ethereum (ETH)

Quando o assunto é as moedas virtuais mais valiosas, a Ether (ETH) fica atrás apenas do Bitcoin e da Bitcoin Cash. Ela foi criada para funcionar dentro da plataforma de blockchain Ethereum, capaz de executar contratos inteligentes e aplicações descentralizadas.

Leia mais:  Temer veta Refis do Supersimples invocando Lei de Responsabilidade Fiscal

Além da baixa no mercado de moedas criptografadas o ETH sofre com problemas de escalabilidade, mas um novo sistema de PoW/PoS, chamado Casper, pode consertar o problema e alavancar o preço da moeda virtual nos próximos anos.

Ripple (XRP)

O Ripple (XRP) foi desenvolvido pela organização OpenCoin, que idealizou um sistema de pagamentos em código aberto. A ideia é permitir que o dinheiro circule livremente e com segurança, sem as taxas normalmente cobradas pelas instituições financeiras tradicionais.

Como existe uma grande quantidade dessa moeda criptografada circulando, o custo dela é baixo e os grandes picos de valorização, comuns ao Bitcoin, são raros. Por ter ligação com bancos, como o Western Union, o XRP tem uma boa projeção.

Litecoin (LTC)

Sustentada por uma rede peer-to-peer, a Litecoin (LTC) é inspirada no Bitcoin e tecnicamente muito parecida com a moeda virtual mais famosa do mercado. A principal diferença entre elas é a leveza de processamento: a LTC possibilita sua mineração com hadwares mais modestos.

Passou a ser considerada uma boa alternativa ao Bitcoin por ser mais estável e ter taxas mais baratas. A rapidez das transações também é um ponto positivo.

Zcash (ZEC)

Privacidade é o pilar da moeda criptografada Zcash (ZEC) e por isso ela é muito procurada por quem deseja fazer transações mais particulares. Foi criada em 2016 após o Bitcoin apresentar falhas em manter pessoas e empresas anônimas. 

A garantia da privacidade é o grande motivo da Zcash ter se tornado conhecida em pouco tempo. Em cada transação os dados de quem realizou e de quem recebeu a quantia são ocultados automaticamente.

Existem milhares de criptomoedas além das citadas acima. Antes de investir em alguma delas, analise o preço e o histórico de variação, a popularidade, o volume financeiro e suas parcerias no mercado. Essa pesquisa ajuda a entender o risco que a moeda virtual pouco conhecida pode representar.

Leia mais:  Em outubro, número de saques na poupança foi maior do que o de depósitos

Fonte: IG Economia
Comentários do Facebook
Continue lendo

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana