conecte-se conosco


São Mateus

TSE marca julgamento do prefeito de São Mateus, Daniel da Açaí

Publicado

em

SÃO MATEUS (ES) – Pode está chegando ao final a sobrevida de Daniel Santana (PSDB), o Daniel da Açaí, à frente da Prefeitura de São Mateus, garantida pela liminar que ele obteve do desembargador Annibal Rezende, depois de ter seu mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES) no dia 30 de outubro de 2017.

O processo de cassação definitiva do prefeito vai, finalmente, a julgamento no plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na próxima terça-feira , dia 4 de dezembro. A ministra Rosa Weber, presidente da Corte e relatora do processo, pautou o julgamento do recurso especial interposto pela defesa de Daniel, depois que a própria ministra negou-lhe provimento à tentativa de reversão da decisão da justiça estadual.

O Ministério Público Federal não mudou uma vírgula em sua opinião sobre o destino do prefeito Daniel: a cassação. Especialistas consultados pelo FA Notícias  garantem que não tem mais volta para Daniel Santana e que é tradição do plenário da Corte a manutenção da decisão da Justiça estadual, quando os fatos são tão contundentes.

DESPRESTÍGIO Sem prestígio político e eleitoral, depois do fracasso de todos os candidatos que ele apoiou nas eleições de 2018, Daniel da Açaí (PSDB) está a caminho de perder o mandato e ter seus direitos políticos cassados por oito anos. A perda do mandato se estende ao seu vice-prefeito, José Carlos do Valle Araújo de Barros, que, entretanto, morreu no exercício do mandato.

O procurador da República Humberto Jacques manifestou-se no recurso especial de Daniel, cujo provimento foi negado pela ministra relatora, afirmando que não existe fato novo capaz de sustentar a pretensão de Daniel da Açaí e citou o acórdão do juiz federal Marcus Vinicíus Figueiredo de Oliveira Costa, que se pretende impugnar, e que diz:

“No caso em análise, restou comprovada nos autos a distribuição de água à população do município em caminhões contendo a logomarca da entidade Liga da Solidariedade e da empresa Açaí Água Mineral. Verifica-se, ainda, que não há dúvidas de que o candidato Daniel era sócio minoritário da empresa Açaí Água Mineral e que seu nome sempre esteve atrelado à pessoa jurídica em questão, conforme informação contida na própria contestação e peça recursal no sentido de que o candidato, além de sócio da empresa, já participou de outras disputas eleitorais com a alcunha de Daniel da Açaí.

Observa-se, ainda, que não se tratou de ato isolado, mas de prática contínua e que abrangeu diversos bairros do município de São Mateus, conforme se depreende dos documentos constantes do Anexo (procedimento preparatório instaurado pelo MP).

Nesse contexto, a distribuição reiterada de água potável à população durante uma grave crise hídrica ocorrida em período imediatamente precedente ao pleito eleitoral, através de veículos contendo o nome e a logomarca de empresa da qual o candidato é sócio e que está completamente vinculada ao seu nome – chegando a ser conhecido como Daniel “da açaí” – coloca o candidato indevidamente em posição de vantagem em relação aos demais candidatos, trazendo grave desequilíbrio ao pleito em razão do poder econômico, que configura por si só o abuso registrado na sentença.

Destaque-se, ainda, que tal ato, além do caráter de continuidade, teve ampla divulgação por meio de redes sociais (conforme documentos constantes do Anexo) e que o contexto de distribuição de água era a grave crise hídrica enfrentada pelo município, restando caracterizada a gravidade das circunstâncias requeridas pela lei para procedência da AIJE.

O fato de o candidato ter se servido do episódio para citar o então Prefeito do município – conforme se infere da transcrição do vídeo realizada na petição inicial e não impugnada pelo candidato – reforça o caráter político e eleitoral da atuação, não havendo que se falar em simples atividade de filantropia realizada por associação sem fins lucrativos, como fazem crer os recorrentes. (grifos originais)”.

E reitera o MPF a manifestação do juiz revisor do voto que ora pretendia-se impugnar: “Diante do conjunto probatório presente nos autos e no seu anexo, não resta dúvida de que efetivamente ocorreu a prática de abuso de poder econômico pelo candidato Daniel Santana Barbosa, através de ato de distribuição de água no Município de São Mateus, por empresa de qual é sócio”.

Finaliza, assim, o seu voto o Vice-Procurador Geral: “Nesse sentido, entende o Tribunal Superior Eleitoral que ‘não sendo indicada, especificamente e de forma adequada, a maneira pela qual o acórdão recorrido teria afrontado a norma legal ou negado vigência à lei federal, é deficiente a fundamentação do recurso especial eleitoral, em conformidade com o enunciado 284 da Súmula do Pretório Excelso’. Diante do exposto, o Ministério Público Eleitoral manifesta-se pelo não conhecimento do recurso especial e, subsdiariamente, pelo seu desprovimento”.

Abaixo publicação no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) do andamento do processo  e da composição da Corte para 146ª Sessão Ordinária Jurisdicional:

Comentários do Facebook
Leia mais:  Ferrovia do Noroeste e porto da Petrocity em São Mateus ganham força política
publicidade

São Mateus

Ladrão que atua no centro de São Mateus assalta duas mulheres e acaba preso

Publicado

em

SÃO MATEUS (ES) – Autor de uma série de assaltos em São Mateus, João Marcos dos Santos Teixeira, de 25 anos não teve seu dia de sorte. Nesta terça-feira (19) acabou sendo descoberto depois de um esforço da Polícia Militar que usou até o Serviço de Inteligência. O acusado foi localizado em sua residência na rua São Domingos, 95, no centro da cidade.

Os policiais militares tinham informação que João Marcos era o principal suspeito de roubos a funcionários da empresa Oxford, no Bairro São Benedito, também em São Mateus, mas ao prendê-lo acabaram por descobrir que também havia assaltado duas mulheres próximo a Casas Baldo e o Mercado Municipal, no centro, de quem roubou aparelhos celulares.

Após as buscas na casa de João Marcos, foi localizado um aparelho celular marca ASUS, cor prata e uma capinha transparente. O suspeito acabou confessando que o aparelho celular se trata de produto de roubo, tendo cometido o crime nas proximidades do comércio material de construção Casas Baldo, no Centro.

Em seguida o Serviço de Inteligência da PM localizou outras vítimas de João Marcos, identificadas como Jéssica e Raissa que o reconheceram como sendo o autor do roubo que foram vítimas e reconheceram os aparelhos celulares encontrados com o detido que foi conduzido para a 18ª Delegacia Regional de São Mateus para as providências.

Comentários do Facebook
Leia mais:  Bandidos mascarados invadem fazenda em São Mateus
Continue lendo

Votação

O eleitor mateense tem até 07 de março de 2019, a chance de indicar espontaneamente, o que pode ser no futuro o PREFEITO do Município. Escolha entre esses candidatos apresentados:

Esportes2 horas atrás

Ver o futebol brasileiro virou motivo para castigo e tortura

– Filho, você está de castigo . Quem mandou tacar fogo no lixo. Isso não se faz. E outra coisa:...

Entretenimento3 horas atrás

Realeza negra? Meghan Markle aparece como rainha em vídeo de Beyoncé

Aconteceu nesta quarta-feira (20) o prêmio Brit Awards, em Londres. Beyoncé e Jay-Z não puderam comparecer ao evento, porém, foram...

Esportes5 horas atrás

Corinthians vira sobre o Avenida-RS e se classifica na Copa do Brasil

Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians Timão sofreu, mas conseguiu virar nos últimos minutos, contra o Avenida-RS e vencer por...

Esportes5 horas atrás

Em jogo de viradas, City vence o Schalke; Atlético faz 2 a 0 na Juventus

Reprodução Sterling marcou o último gol contra o Schalke 04, sem auxílio do VAR Na rodada das oitavas de final...

Nacional7 horas atrás

Mega-Sena acumula de novo e prêmio pode chegar a R$ 37 milhões no sábado

Divulgação/ Wilson Dias/ Agência Brasil Aposta mínima da Mega-Sena (seis números) custa R$ 3,50 e pode ser feita em qualquer...

Nacional7 horas atrás

Em telefonema “acidental”, presidente pede que Onyx faça acordo com Bebianno

Divulgação/Governo de Transição Bolsonaro demonstra preocupação com o pagamento por ações judiciais em que Gustavo Bebianno atuou como advogado O...

Nacional7 horas atrás

STF determina prisão de mandante da morte da missionária Dorothy Stang

Divulgação Dorothy Stang foi assassinada em 2005 A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou a prisão do fazendeiro...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana