Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
conecte-se conosco


Nacional

TSE conclui apuração e diz que 117 milhões de eleitores foram às urnas

Publicado

em


Número de abstenções no primeiro turno das eleições 2018 é o maior desde 1998
Nelson Jr./ ASICS/ TSE

Número de abstenções no primeiro turno das eleições 2018 é o maior desde 1998

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nesta terça-feira a conclusão da apuração dos votos do primeiro turno das Eleições 2018 . Do total de 147.306.295 eleitores, 117.364.560 compareceram às urnas, número equivalente a 79,67% do eleitorado.

Os votos válidos totalizaram 107.050.673, equivalentes a 91,21%. O total de votos nulos foi de 7.206.205, equivalentes a 6,14%, e os votos brancos somaram 3.106.936 (2,65%). Já a abstenção alcançou 29.941.265 e representou 20,33%. Foram apuradas 454.490 urnas no primeiro turno das eleições 2018, a última delas na cidade de Houston, nos EUA.

Comparados com os números das últimas eleições gerais, a abstenção, votos nulos e em branco (29,12%) apresentam uma tendência de crescimento. As taxas de abstenção e voto nulo neste ano são as mais altas desde 1998.

Pelos resultados, será realizado um segundo turno de votação para o próximo presidente da República, assim como os governadores de 13 estados (Amazonas, Amapá, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, Rio Grande do Sul, Rondônia, Rio Grande do Norte, Sergipe, Roraima, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo ) e do Distrito Federal. A próxima votação acontece no dia 28 de outubro.

No primeiro turno das eleições presidenciais, o candidato que recebeu o maior número de votos foi Jair Bolsonaro, com 49.276.990 (46,03% dos votos válidos). Ele disputará o segundo turno com Fernando Haddad, que obteve 31.342.005 (29,28%). 

Primeiro turno das eleições evidenciou polarização


Primeiro turno das eleições levou Bolsonaro e Haddad para disputa no segundo turno
Agência Brasil/Tânia Regô e Marcelo Camargo

Primeiro turno das eleições levou Bolsonaro e Haddad para disputa no segundo turno

O resultado no âmbito nacional salienta a polarização entre forças anti-PT e anti-Bolsonaro, que deram o tom de toda a campanha eleitoral. Os dois candidatos que avançam ao segundo turno da eleição são também aqueles que detêm os maiores índices de rejeição.

Leia mais:  Quadrilha com mais de 100 homens causa madrugada de terror em cidade do Maranhão

De acordo com as últimas pesquisas de intenções de voto, Jair Bolsonaro é favorito a vencer a disputa contra Haddad, mas os dois empatam dentro da margem de erro.

O resultado também marca o derretimento de figuras tradicionais e até então populares da política brasileira, a começar por Marina Silva (Rede Sustentabilidade). Dona de mais de 22 milhões de votos nas eleições de 2014, a ex-ministra do Meio Ambiente surgia na pré-campanha como principal candidata a desafiar Bolsonaro em um cenário sem Lula, mas não conseguiu cativar o eleitorado com sua proposta de terceira via.

Após a confirmação de  Fernando Haddad na disputa, o que se viu foi uma ininterrupta desidratação de Marina, que perdeu para candidatos como Cabo Daciolo (Avante) e João Amoêdo (Novo) e corre o risco de ficar sem relevância no cenário nacional.

Geraldo Alckmin (PSDB) também sai menor do que entrou em sua segunda corrida presidencial. O preferido do “centrão” fica abixo dos 5% dos votos, apesar de ter dominado metade do tempo destinado aos candidatos na propaganda eleitoral em rádio e TV.

Parte de seus aliados abandonou a campanha antes mesmo do fim, aderindo ao ascendente Bolsonaro. O posicionamento do PSDB no segundo turno permanece uma incógnita, e analistas cogitam até um “racha” entre caciques do partido, como Fernando Henrique Cardoso e Tasso Jereissati, e as alas mais jovens.

Amoêdo, por sua vez, colocou o partido Novo, surgido na esteira dos protestos pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, à frente de nomes mais tradicionais, como Marina, ou com campanhas mais caras, como a de Henrique Meirelles (MDB), no primeiro turno das eleições . A legenda ainda pode ter uma oportunidade de mostrar rapidamente como seria no poder, caso vença o segundo turno em Minas Gerais com Romeu Zema .

Leia mais:  Marcha das Mulheres Negras protesta contra o feminicídio no Rio de Janeiro

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

Bolsonaro nega que Michelle queira remover obras sacras: “Querem nos desgastar”

Publicado

em


Segundo informações repercutidas, a esposa de Jair Bolsonaro teria pedido para retirar obras sacras do Palácio da Alvorada
Reprodução/Flickr

Segundo informações repercutidas, a esposa de Jair Bolsonaro teria pedido para retirar obras sacras do Palácio da Alvorada

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, negou nesta terça-feira (18), em sua conta do Twitter, que sua esposa, Michelle Bolsonaro, retiraria imagens sacras do Palácio da Alvorada, a futura residência dos dois em Brasília. 

Leia também: Casa Branca informa que Trump não virá para a posse de Bolsonaro como presidente

Jair Bolsonaro é católico, enquanto Michelle é evangélica. Em seu Twitter, o presidente eleito disse que a “acusação” não é verdade e que “criam narrativas” para desgastá-lo a todo o custo. A informação de que a futura primeira-dama tiraria imagens católicas da residência oficial foi obtida pelo jornal Folha de S.Paulo , que conversou com funcionários do local. 

Segundo os relatos de três funcionários, Michelle teria pedido a transferência das obras para o Palácio do Jaburu. Hoje, a residência oficial tem cinco peças de simbologia católica, um par de anjos barrocos tocheiros, na biblioteca, e quatro estátuas de santos nas salas de música e de estado.

Uma delas é uma representação em madeira de Santa Bárbara. Segundo a Folha , o vice-presidente eleito, Hamilton Mourão, teria confirmado que a obra seria transferida. “Uma imagem de Santa Bárbara irá para o Palácio do Jaburu. Ela é, inclusive, padroeira da artilharia”, disse. 

Leia também: “Tem como explorar”, diz Bolsonaro sobre reserva indígena Raposa Serra do Sol

Leia mais:  Supertufão chega às Filipinas com ventos de 285 km/h e ameaça milhões de pessoas

As denominações evangélicas não costumam adorar imagens de santos porque seguem o mandamento bíblico de não fazer “imagem de escultura” do que “há em cima nos céus”.  O presidente Michel Temer também fez modificações na decoração da residência oficial. No caso dele, quando assumiu, pediu a troca dos sofás por cores mais claras.

Após a repercussão da reportagem sobre a mudança das obras com motivos sacros, o Palácio do Planalto informou, por meio de nota, que “não há pedido sobre a transferência de local”.

Hoje, a 15 dias da cerimônia de posse de  Jair Bolsonaro , agendada para o dia 1º de janeiro de 2019, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, o Palácio do Planalto divulgou a sua estimativa de público. Segundo o governo, são esperadas entre 250 mil e 500 mil pessoas no evento. 

Continue lendo
Entretenimento16 minutos atrás

Claudia Raia e Miguel Falabella são condenados a pagar indenização milionária

Na última quarta-feira (12), o Superior Tribunal de Justiça negou o recurso dos atores Claudia Raia e Miguel Falabella em...

Entretenimento16 minutos atrás

Giovanna Ewbank posa de bumbum empinado e faz sucesso nas redes sociais

Giovanna Ewbank compartilhou um registro de seu bumbum empinadinho nesta manhã de terça-feira (18) em sua conta do Instagram , e...

Política16 minutos atrás

Diplomação em SP é marcada por briga entre Alexandre Frota e filiado do PSOL

Reprodução Alexandre Frota e Jesus dos Santos trocaram empurrões durante diplomação A diplomação do governador eleito João Doria (PSDB), seu...

Economia24 minutos atrás

Com reajuste de salário mínimo, México pretende “quitar dívida histórica”; veja

Divulgação/Twitter México anunciou reajuste do salário mínimo, e ministra fala em “quitar dívida histórica” com os trabalhadores O governo, empresários...

Esportes35 minutos atrás

Conmebol divulga calendário da Copa América 2019; Confira horários e partidas

Reprodução Copa América do Brasil, em 2019, começa no dia 14 de junho e vai até 07 de julho Nesta...

Nacional35 minutos atrás

Bolsonaro nega que Michelle queira remover obras sacras: “Querem nos desgastar”

Reprodução/Flickr Segundo informações repercutidas, a esposa de Jair Bolsonaro teria pedido para retirar obras sacras do Palácio da Alvorada O...

Carros e Motos46 minutos atrás

Loja para quem gosta de carros clássicos é inaugurada em São Paulo

Se você é fã da linha retrô automobilística , não pode perder a oportunidade de visitar a Cia 66 Motorsports,...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana