conecte-se conosco



Esportes

Tribunal Antidopagem estende punição de velejador Jorge Zarif

Publicado

em


.

O Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem (TJD-AD) estendeu de seis para 12 meses a punição ao velejador Jorge Zarif por uso de tamoxifeno, substância proibida pelo Código Mundial Antidoping. Como a punição é retroativa à data em que ele foi testado – 15 de agosto do ano passado – o brasileiro está impedido de competir até 14 de agosto, conforme lista divulgada pela Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD). Se a Olimpíada de Tóquio (Japão) não tivesse sido adiada para o ano que vem, Zarif estaria fora dos Jogos. A informação foi veiculada inicialmente pelo blog Olhar Olímpico, do UOL, e confirmada pela Agência Brasil.

O brasileiro foi flagrado em exame realizado durante evento-teste na baía de Enoshima (Japão), onde serão as disputas da vela na Olimpíada – Zarif terminou a etapa de agosto de 2019 em sexto lugar. Em janeiro deste ano, o próprio atleta reconheceu o uso da substância, colocou-se em suspensão preventiva pela ABCD e apresentou documentos e laudos médicos às autoridades. Em comunicado divulgado na ocasião, Zarif explicou que utilizou o tamoxifeno durante 20 dias, sob orientação médica, devido a uma ginecomastia bilateral (aumento do tecido mamário em homens) que lhe causava dores e limitava os movimentos. Ainda segundo o velejador, a opção pelo tratamento por medicamentos se deu para evitar um procedimento cirúrgico que o afastaria de atividades físicas por 45 dias.

Em março deste ano, após julgamento em primeira instância, o TJD havia dado ao velejador uma punição retroativa de seis meses – ou seja, ele estaria liberado para competir. No entanto, Zarif não chegou a competir, devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). Após a disseminação da covid-19 na Europa, houve o cancelamento ou adiamento de eventos, como o Troféu Princesa Sofia, que seria disputado entre 25 de março e 4 de abril em Mallorca (Espanha).

Campeão mundial da classe Finn em 2013, Zarif garantiu a vaga olímpica do Brasil na categoria ao chegar à medal race (corrida da medalha) do último Campeonato Europeu, em maio do ano passado, disputado em Atenas (Grécia). Ele representou o país nos Jogos de Londres (Reino Unido), ficando em 20º lugar, e Rio de Janeiro, terminando em quarto.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários do Facebook

Esportes

Por Tóquio, Guilherme Guido integra Missão Europa do COB

Publicado

em


.

Em busca da terceira olimpíada da carreira, o nadador paulista Guilherme Guido, 33 anos, será um dos 74 atletas de cinco modalidades diferentes que farão parte do primeiro grupo da Missão Europa do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) a viajar para Portugal. A saída dessa primeira turma será na próxima sexta (17). Guido e os outros 14 integrantes da equipe de natação ficarão instalados em Rio Maior, cidade da região metropolitana de Lisboa, que conta com o principal Centro de Treinamento Olímpico do país europeu.

“É um local bem conhecido dos brasileiros. Vamos lá sempre antes de competições importantes na Europa. Eu mesmo já treinei lá quatro vezes. É um CT muito bom. A parte de alimentação, a hospedagem e o deslocamento são excelentes. Portugal também já tem os casos da covid-19 bem mais controlados. Então, acredito que tem tudo para dar certo”, disse à Agência Brasil o atleta especialista no estilo costas.

Enquanto grande parte da delegação brasileira vai partir para a Europa dos aeroportos de Guarulhos e Campinas, Guido começará a viagem de Curitiba: “Minha esposa e a família dela são daqui. E decidi passar esses últimos dias antes de embarcar com eles. Vou fazer os exames por aqui também. Espero que dê tudo certo e que possa voltar ao trabalho de uma forma mais forte mesmo dentro da água. Estou treinando aqui em uma academia, mas é claro que não é a mesma coisa. É diferente quando você tem um grupo e o seu técnico contigo. Acredito que esse projeto vai ser determinante para o nosso resultado lá em Tóquio”.

Nesse período de pandemia, além da capital do Paraná, o nadador esteve em São Paulo, Limeira (SP) e Bombinhas (SC). “Treinei em São Paulo até 18 de março. Ainda segui por lá mais um pouco, pois não sabíamos bem a dimensão que esse vírus teria. Depois fiquei em Bombinhas por dois meses no apartamento da família da minha esposa. Mas estive fora da água por mais de 100 dias, aproveitei para fazer bastante trabalho de força nas academias de lá. Isso é vital para minhas provas. E agora nesse mês, como tenho uma academia na minha cidade, Limeira, abri o espaço só para que pudesse fazer um trabalho de base na água. Assim já vou partir direto para a parte mais forte da preparação lá em Portugal”, declara.

Melhor ciclo olímpico da carreira

Depois dos Jogos de 2016 (Rio de Janeiro), nos quais Guido conquistou o 6º lugar no revezamento 4×100 medley (ao lado de João Gomes Júnior, Henrique Martins e Marcelo Chierighini) e o 14º lugar nos 100 metros costas, o nadador considera que está vivendo o melhor ciclo olímpico da sua carreira, aos 33 anos. Foram duas finais em Mundiais de Piscinas Longas, em 2017 e em 2019, e prata nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019. “Uma sequência muito boa. Sem dúvida, está sendo o meu melhor ciclo. Muito em função dos meus treinos direcionando mais para a qualidade e deixando um pouco de lado o volume”, diz.

No Mundial de 2019, em Gwangju (Coreia do Sul), o atleta rompeu também uma barreira que vinha buscando há muitos anos, a marca dos 53 segundos nos 100 metros costas. Fez 52s95 e quebrou o recorde sul-americano da prova: “Aquilo me motivou ainda mais para melhorar minha marca dos Jogos do Rio. Preciso agora encontrar uma constância maior. Considero que, em Tóquio, dificilmente o pódio vai fechar 51 segundos. Então, se nadar 52 baixo, tenho muitas chances de voltar com uma medalha. Vou para Portugal buscando exatamente isso: tirar meio segundo do meu melhor tempo”.

No revezamento, o Brasil já tem a vaga olímpica. A conquista da equipe (composta pelo Guilherme Guido, Vinícius Lanza, João Gomes Júnior e Breno Correia) veio também na Coreia do Sul, com o tempo de 3min32s58. “O objetivo é estar no pódio também. Estamos batendo na trave desde 2009 um lugar em Mundiais e Olimpíadas. Todos sabem que têm potencial. Precisamos estar bem na hora e se doar 100% para chegar lá”, concluiu. Com a vaga olímpica já garantida no revezamento, a equipe brasileira para essa prova será definida apenas na seletiva nacional, prevista para o ano que vem no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários do Facebook
Continue lendo
Nacional6 minutos atrás

Celular explode e mãe encontra menina de 5 anos “em chamas”

Ao chegar no cômodo, Liliane Cristina Rodrigues Pissaia, 37, viu a filha em chamas. “Parecia barulho de tiro”, disse Uma...

Entretenimento9 minutos atrás

Rafa Kalimann posa completamente nua no Instagram: “Meu irmão não gostou”

Nas fotos publicadas no Instagram, a ex-BBB20 surge com um chapéu bem grande e usa os cabelos para tampar os...

Nacional9 minutos atrás

Respiradores roubados são apreendidos pela Polícia Civil de Minas Gerais

Agência Brasil Respirador é o principal equipamento usado em pacientes com a Covid-19 Uma carga de cinco respiradores avaliada em...

Nacional9 minutos atrás

Filho que velou mãe sozinho e recebeu vaquinha morre em incêndio

Reprodução/Facebook Zé Ricardo perdeu a mãe e foi o único a velá-la Um filho que teve seu caso viralizado nas...

Mulher9 minutos atrás

Casal faz chá revelação para filho trans: “Erramos há 17 anos”

Reprodução/Facebook Grey ganha Chá Revelação aos 17 anos Um relato emocionante de um casal fez sucesso no Facebook. Nele, Love Gwalney...

Nacional10 minutos atrás

Covid-19: Governo anuncia ações de proteção a crianças e adolescentes

Júlio Nascimento/PR Lançamento das medidas marca celebração dos 30 anos do ECA O governo apresentou, nesta segunda-feira (13), as medidas...

Policial10 minutos atrás

PRF sobe o “Morro do Macaco” em ação integrada com as Forças de Segurança do Espírito Santo

Uma equipe do Núcleo de Operações Especializadas (NOE), juntamente com o Grupo de Operação com Cães (GOC) da Polícia Rodoviária...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!