conecte-se conosco


Política

Três prefeitos cassados continuam no comando das cidades no ES

Publicado

em

Luiz Carlos Piassi, Daniel da Açaí e Carlos Henrique Storck seguem à frente das prefeituras de São Mateus, Castelo e Irupi, respectivamente, enquanto aguardam seus recursos

VITÓRIA (ES) – Os mandatos dos prefeitos eleitos em 2016 – eles tomaram posse em janeiro de 2017 – chegou à metade, mas três deles, no Espírito Santo, ainda estão em compasso de espera, cassados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES), junto com os respectivos vices, mas com recursos pendentes. Assim, permanecem nos cargos. Até quando, não se sabe.

Um dos casos mais rumorosos é o do chefe do Executivo de São Mateus, Daniel Santana Barbosa (PSDB), o Daniel da Açaí. O TRE cassou o prefeito por abuso de poder econômico – ele é acusado de distribuir água e caixas d’água à população da cidade durante uma crise hídrica em ano pré-eleitoral e também no próprio ano de 2016. A cassação se deu em 2017. Mas o presidente da Corte, Annibal de Rezende Lima, concedeu a ele uma liminar (decisão provisória) com efeito suspensivo. Isso quer dizer que ao menos até que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgue o recurso apresentado pela defesa, o tucano fica na cadeira de prefeito. Não há data para o julgamento.

“A defesa do prefeito tem muita confiança no recurso especial e certeza que o prefeito não cometeu nenhum ato ilícito na campanha. Não há dúvida por parte da defesa de que ele vai terminar o mandato dele, não chegou a ser afastado nem um dia”, pontua o advogado Rodrigo Lisboa. No TSE, quem defende Daniel da Açaí é Henrique Neves, um ex-ministro da própria Corte.

CASTELO
Em situação similar está o prefeito de Castelo, Luiz Carlos Piassi (MDB). O TRE determinou a cassação em março do ano passado. O motivo foi uma condenação por improbidade administrativa que levou à suspensão dos direitos políticos de Piassi a partir de 2013. Uma liminar garantiu a participação do emedebista no pleito, mas acabou revogada.

“Ele continua no cargo porque em relação à decisão do TRE nós entramos com um pedido ao presidente para que até o TSE decidir ele fique no exercício da função, é a mesma situação do prefeito de São Mateus”, descreve o advogado Amulio Finamore Filho.

“Esse processo deve entrar em pauta em fevereiro (no TSE)”, complementa. Na ação a defesa destaca que a condenação por improbidade se deu porque em 1996, quando era prefeito, Piassi contratou uma empresa para realização de transporte escolar por R$ 8.830,00, ultrapassando o limite de dispensa de licitação, fixado em R$ 8.000,00.

IRUPI
Outro caso é o do prefeito de Irupi, Carlos Henrique Emerick Storck, reeleito pelo PSDB em 2016. Há duas decisões em relação a ele no TRE. Uma delas é uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral por abuso de poder .

O Ministério Público apontou conduta vedada por conta de um casamento comunitário promovido pela administração municipal “com a utilização de serviços públicos, visando à promoção do candidato à prefeitura, capaz de provocar desequilíbrio e anormalidade nas eleições municipais de 2016”. A defesa alegou que não houve pedido formal de voto. Mas em 22 de agosto de 2018 o Tribunal Regional Eleitoral determinou a cassação do prefeito e do vice, Leandro Purcino de Almeida.

“Ele continua no cargo e há recursos a serem julgados pelo TRE. Tem embargos, talvez embargos dos embargos. O processo não está no TSE, o recurso ainda não subiu para lá”, conta o advogado Diego Libardi

Ele ressalta que a tramitação do caso provocou debates e divergências entre os integrantes da Corte, levando a pedidos de vista. “E há plena possibilidade de haver suspensão para que isso seja decidido pelo TSE”, pontua

Houve outra cassação dos mandatos do prefeito e do vice de Irupi, em julho do ano passado, desta vez pela utilização de máquinas da prefeitura para serviços em terreno de particular. De acordo com o Ministério Público, “objetivando captar votos naquelas eleições, aproveitando-se do seu poder político e econômico”. Na ação, a defesa destacou que todos os agricultores atendidos pelo programa “Mais Máquina” disseram ao MP que o serviço não foi oferecido em troca de máquinas

Clima de incerteza afeta o dia a dia dos cidadãos
Se o desfecho dos casos dos prefeitos e vices de São Mateus, Castelo e Irupi for a manutenção das cassações, novas eleições serão convocadas nas cidades. Interinamente, quem assume é o respectivo presidente da Câmara Municipal. Mas como não se sabe se e quando isso ocorreria, há uma certa instabilidade.

“Tem uma incerteza. O prefeito tem que usar energia para se defender, evitar a perda do mandato. E essa incerteza acaba contaminando a administração. A burocracia municipal termina fazendo escolhas voltadas ao curto prazo para dar legitimidade ao prefeito que está sendo contestado na Justiça”, avalia o professor do Departamento de Sociologia e Política da PUC-RJ Ricardo Ismael.

O cientista político Fernando Pignaton segue a mesma linha: “Mesmo se ao final não forem cassados também é muito ruim. Tem uma administração com instabilidade, falta de segurança para planejar os passos de médio e longo prazo. A liderança fica em xeque”, afirmou.

“Na metade do mandato, a situação já deveria estar definida. Os recursos são uma tradição no Brasil e não é diferente quando se trata de políticos eleitos. Quem fica prejudicada é a população. As coisas ficam muito complicadas”, afirma Ismael.

LEIS

“Mas a Justiça brasileira depende das leis, que permitem recursos até chegar à instância máxima, não depende só de quem está trabalhando lá na Justiça. Quem faz as leis que regem o processo é o legislador (ou seja, políticos)”, ressalva Pignaton

Procurado pela reportagem, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES) não se manifestou.

ENTENDA


São Mateus
Em 2017, o TRE cassou, por abuso de poder econômico, o prefeito de São Mateus, Daniel da Açaí e o vice José Carlos do Valle Araújo de Barros. Os efeitos da decisão estão suspensos até o TSE julgar recurso

No ano passado, o TRE cassou Luiz Carlos Piassi, prefeito de Castelo, e o vice, Pedro Nunes de Almeida. Piassi estava com os direitos políticos suspensos por conta de uma condenação por improbidade administrativa. Também há recurso no TSE sobre o caso e o prefeito segue no cargo

Há duas ações que determinaram a cassação do prefeito de Irupi, Carlos Henrique Emerick Storck, e do vice Leandro Purcino de Almeida. Uma por uso político de um casamento comunitário e outra por uso de máquinas públicas em serviços particulares. A defesa recorre.


(*Com informações do Gazeta on line)

Comentários do Facebook
Leia mais:  Dado como morto no Espírito Santo, agricultor ‘reaparece’ em Minas Gerais
publicidade

Política

Polícia Militar apreende drogas e menor em Nova Venécia

Publicado

em

O infrator tem envolvimento com o tráfico de drogas e outros atos infracionais na cidade, disse o Comandante do 2º Batalhão.

NOVA VENÉCIA (ES) – Policiais Militares apreenderam na noite desta sexta-feira (15) em Nova Venécia, um adolescente de 17 anos, acusado de ato infracional de tráfico de drogas. Com o infrator foram apreendidas 72 pedras de crack, R$ 360,00 em dinheiro proveniente da venda de drogas, além de dois celulares.

Segundo o Comandante do 2º Batalhão, Tenente-Coronel Mario Marcelo Dal Col, a ação policial aconteceu no Bairro Bela Vista e foi realizada pelos Militares da Força Tática de Unidade, durante o patrulhamento tático motorizado.

JVLS, 17 anos, estava saindo de uma casa abandonada, quando foi abordado e apreendido pelos Militares. Durante a abordagem o suspeito tentou se evadir, mas não obteve sucesso. Ao revista-lo os Militares encontraram o dinheiro e um celular. Dando continuidade as buscas, foram encontradas mais 72 pedras de crack e outro celular no quintal da casa abandonada.

O menor infrator e os materiais apreendidos foram encaminhados ao DPJ de São Mateus, onde foi realizado o flagrante.

De acordo com o Tenente-coronel Dal Col, o adolescente já é um velho conhecido da Polícia suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas e outros atos infracionais na cidade.

Comentários do Facebook
Leia mais:  Inscrições para o Prouni começam no fim de janeiro
Continue lendo

Votação

O eleitor mateense tem até 07 de março de 2019, a chance de indicar espontaneamente, o que pode ser no futuro o PREFEITO do Município. Escolha entre esses candidatos apresentados:

Entretenimento4 minutos atrás

“Lembro mais dos Corvos” é filme-relato das dores e desejos de uma mulher trans

Quem tem dúvidas do vigor do cinema independente brasileiro precisa assistir “Lembro Mais dos Corvos”, um filme testamento de uma...

Entretenimento4 minutos atrás

Sob escrutínio racial, “Green Book” quer ser “A Forma da Água” do Oscar 2019

Pode não parecer, mas “Green Book: O Guia” é o filme que despertou mais polêmica nessa temporada de premiações. O...

Entretenimento4 minutos atrás

“Todos Já Sabem” é melodrama poderoso com inspirada trinca de atores

O cinema de Asghar Farhadi (“A Separação”, “O Passado” ) é pautado pelo interesse quase que antropológico de observar o...

Esportes2 horas atrás

Ver o futebol brasileiro virou motivo para castigo e tortura

– Filho, você está de castigo . Quem mandou tacar fogo no lixo. Isso não se faz. E outra coisa:...

Entretenimento3 horas atrás

Realeza negra? Meghan Markle aparece como rainha em vídeo de Beyoncé

Aconteceu nesta quarta-feira (20) o prêmio Brit Awards, em Londres. Beyoncé e Jay-Z não puderam comparecer ao evento, porém, foram...

Esportes5 horas atrás

Corinthians vira sobre o Avenida-RS e se classifica na Copa do Brasil

Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians Timão sofreu, mas conseguiu virar nos últimos minutos, contra o Avenida-RS e vencer por...

Esportes5 horas atrás

Em jogo de viradas, City vence o Schalke; Atlético faz 2 a 0 na Juventus

Reprodução Sterling marcou o último gol contra o Schalke 04, sem auxílio do VAR Na rodada das oitavas de final...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana