conecte-se conosco


Educação

Transporte Escolar de São Mateus volta sob pressão

Publicado

em

SÃO MATEUS (ES) – Depois de uma paralisação na segunda-feira (09) que deixou milhares de alunos sem aula na rede municipal de ensino de São Mateus, os donos das empresas de transporte escolar voltaram às atividades na terça-feira (10), depois de uma reunião com a Secretária Municipal de Educação Zenilza Pauli.

Nesta reunião, segundo alguns donos de empresas, a secretária ameaçou contratar outras empresas em caráter emergencial para colocar no lugar de quem insistisse na paralisação.

Diante da pressão e com receio de ficar sem receber os atrasados – A prefeitura não pagava o transporte escolar desde novembro de 2017 – os donos das empresas decidiram voltar na terça-feira a circular. Com a volta à normalidade do transporte dos alunos, a prefeitura pagou o mês de novembro na terça-feira (10) e prometeu pagar no dia 22 de abril o mês de dezembro, ficando devendo o mês de maço que ainda não venceu. O mês de fevereiro já havia sido pago.

A Assessoria de Comunicação da Secretaria de Educação explicou que foi pega de surpresa com a informação nesta quarta-feira de que os alunos estariam sem ir às escolas por falta de transporte escolar, mas, em contato com o setor de transporte esclareceu que todos os ônibus voltaram a funcionar normalmente depois da paralisação da segunda-feira.

São Mateus possui atualmente 108 escolas da rede municipal que atendem uma demanda de pouco mais de 18 mil alunos. “Se ocorreu caso de algum ônibus não ter circulado pode ser na zona rural onde, devido às últimas chuvas, pode acontecer das estradas ficarem intransitáveis não permitindo acesso às escolas”, explicou a assessoria.

Comentários do Facebook
Leia mais:  Enem 2019 tem mais de 6 milhões de inscritos
publicidade

Educação

Quanto custa para emitir a nova carteirinha estudantil digital? Tire as dúvidas

Publicado

em

source
ID estudantil carteirinha estudante
Divulgação/MEC
Nova carteirinha estudantil será inteiramente digital e gratuita.

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro assinou uma MP que criou a carteirinha estudantil digital. Chamada de “ID Estudantil”, o novo documento será emitido para alunos do ensino fundamental, médio e superior.

A MP não proíbe que os movimentos estudantis continuem emitindo o documento. Ou seja, as carteirinhas que não possuem vínculo com o governo federal (estaduais, privadas e municipais) ainda serão aceitas nos estabelecimentos. E, assim como a carteirinha antiga, o novo documento será aceito em todo o território nacional.

Entretanto, apesar de tentar facilitar a vida do estudante, o anúncio do novo documento gerou algumas dúvidas. Tire algumas delas abaixo:

Quanto custa a emissão da carteirinha estudantil digital e como posso solicitá-la?

O novo documento criado pelo governo terá emissão gratuita e poderá ser baixada nas lojas Google Play e Apple Store. A carteirinha será inteiramente online, não havendo necessidade de impressão. Entretanto, caso alguma situação exija uma cópia física do documento, a impressão poderá ser feita em parceria com a Caixa Econômica Federal.

A partir de quando o documento estará disponível?

A previsão inicial é que a nova carteirinha estudantil comece a ser emitida 90 dias depois da assinatura da MP e da publicação no Diário Oficial. Entretanto, esse prazo é válido apenas para o ensino superior. Para os demais níveis da educação, o prazo para o começo da emissão pode se estender por até seis meses.

Quais dados são necessários para emitir a carteirinha?

Além dos dados pessoais, o estudante deverá fornecer dados escolares, como histórico escolar e frequência em sala de aula, para o governo. Com essas informações, o MEC espera conseguir elaborar um banco de dados que ajudará a elaborar novas políticas públicas.

Qual a diferença entre a nova carteirinha e as antigas?

Antes do anúncio, as carteirinhas de estudante que estavam em circulação eram emitidas por entidades estudantis, como a União Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Unbes) e custavam R$35,00. O novo documento será emitido gratuitamente sem qualquer interferência das entidades.

Fonte: IG Mundo
Comentários do Facebook
Leia mais:  Professor da rede estadual é o ‘Educador do Ano 2016’
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Carros e Motos40 minutos atrás

Renault Duster é revelado em versão conceitual com apelo aventureiro

arrow-options Divulgação Renault Duster conceitual é uma edição comemorativa mais recheada, pintado em uma cor amarela especial O Renault Duster...

Carros e Motos40 minutos atrás

Novo Hyundai HB20 mostra que evoluiu bastante nas primeiras impressões

arrow-options Caue Lira/iG Nova geração do Hyundai HB20 pode ter visual polêmico, mas seu comportamento dinâmico mostra clara evolução Oito...

Agricultura2 horas atrás

Ministros da Agricultura do Brics se reunirão no final do mês em Bonito (MS)

Os ministros da Agricultura dos países que compõem o Brics se reunirão nos próximos dias 25 e 26 de setembro...

Mulher2 horas atrás

Com dor ao usar salto alto, mulher descobre que cometeu gafe hilária

É verdade que, dependendo do modelo e altura, usar salto alto pode acabar com os pés. No caso de Ayleigh McGhee, de...

Mulher2 horas atrás

Saiba quais os sintomas, tratamentos e impactos da depressão na gravidez

Gerar um filho pode mudar completamente a vida de uma mulher. São inúmeras alterações hormonais, novos sentimentos e situações que...

Mulher2 horas atrás

Chapinha que não sai na água é solução para manter o efeito liso

Um dos maiores problemas para quem depende da chapinha para alisar os cabelos é a questão da água. Além de...

Entretenimento2 horas atrás

Encontro inusitado: Daniela Mercury recebe astros de Hollywood em show nos EUA

Daniela Mercury contou com uma presença VIP no show que fez em Nova York na noite de terça-feira (17). Ela...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana