conecte-se conosco


Estadual

Tarifa Social garante até 65% de desconto na fatura de energia para capixabas

Publicado

em

Clientes da EDP poderão também negociar débitos durante campanha de negociação que acontecerá até 22 de março

VITÓRIA (ES) – A Semana do Consumidor, que começa na próxima quinta-feira (14), vai oferecer uma boa oportunidade para os capixabas. Durante a campanha, serão cadastrados clientes na Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), que garante um desconto de até 65% na fatura de energia. 

Para ter direito ao desconto, o familiar precisa estar com o Número de Identificação Social (NIS) ativo no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). A EDP orienta que os consumidores com direito ao benefício e que não possuem o NIS, procurem os CRAS dos municípios para realizarem o cadastro.

Afonso Celso Ferreira é gestor executivo da EDP e explica que a Tarifa Social é um desconto na conta de luz concedido para os primeiros 220 kWh consumidos mensalmente por clientes residenciais classificados como de baixa renda e varia de acordo com a faixa de consumo mensal (kWh/mês). Além disso, o benefício é aplicado somente a uma unidade consumidora por família. “É importante frisar que a Tarifa Social é muito vantajosa para quem utiliza a energia de forma eficiente, pois quanto menor o consumo, maior o desconto”, explica Afonso.

Veja os documentos necessários para realização do cadastro:
– número de Identificação Social (NIS);

– número do Código Familiar (COD FAM), obtido na prefeitura municipal por meio do CRAS;

– conta de energia;

– CPF;

– Carteira de Identidade (ou outro documento de identificação social com foto) ou apenas Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI);

– contrato de aluguel, no caso de se enquadrar como inquilino do imóvel; 

– informar se a família é indígena ou quilombola, ou se há integrante na família que receba o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC), nesse caso, é preciso informar o Número do Benefício (NB);

– para o caso família inscrita no Cadastro Único com renda mensal de até 3 (três) salários mínimos, que tenha portador de doença ou deficiência cujo tratamento, procedimento médico ou terapêutico requeira o uso continuado de equipamentos que, para o seu funcionamento, demandem consumo de energia elétrica, apresentar o relatório e atestado subscrito por profissional médico;

Quem pode receber o benefício

– família inscrita no CadÚnico para Programas Sociais do Governo Federal, com renda familiar mensal per capita comprovadamente menor ou igual a meio salário mínimo nacional;

– Idosos com 65 (sessenta e cinco) anos ou mais e pessoas com deficiência que recebam o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social – BPC;

– Família inscrita no CadÚnico com renda mensal de até 3 (três) salários mínimos,

que tenha portador de doença ou patologia cujo tratamento ou procedimento

médico requeira uso continuado de aparelhos, equipamentos ou instrumentos

que dependam do consumo de energia elétrica;

– famílias indígenas ou quilombolas com inscrição no CadÚnico terão 100% de desconto nos primeiros 50 kWh/mês consumidos (as demais faixas de consumo terão os mesmos percentuais de desconto acima);

– para receber o benefício, o endereço da família que consta no Cadastro Único ou no cadastro de beneficiários do BPC deve estar localizado na área de concessão da distribuidora;

Negociação de débitos

Além da oportunidade de pagar menos na conta de luz, a EDP realizará um evento para negociação de débitos na Semana do Consumidor, a partir da próxima quita-feira (14).

Os capixabas com débitos em aberto, que procurarem um dos canais de atendimento da distribuidora, terão condições especiais para quitar os débitos, evitando a suspensão do fornecimento e restrição ao crédito.

 Os capixabas interessados devem procurar a agência mais próxima no seu município, ou acessar o site da empresa, ou pela central de atendimento pelo número 0800 721 0707. A campanha de negociação de débitos acontece até o dia 22/03.

”Estamos à disposição dos nossos clientes para auxiliá-los com possibilidades diversificadas de negociação, através de condições personalizadas podendo chegar a isenção de juros e correção monetária, e dependendo do caso, desconto de parte da dívida”, ressalta o gestor executivo. 


(*EDP e Folha Vitória)

Comentários do Facebook
Leia mais:  Mais de 24 milhões de brasileiros ficaram sem trabalho em 2016
publicidade

Estadual

Chuvas fortes causam alagamento e deixam 70 desabrigados em Vila Velha

Publicado

em

Vila Velha alagada
Reprodução/Twitter

Chuvas fortes na madrugada e manhã de sábado (18) causaram alagamentos e deixaram 70 desabrigados

Fortes chuvas na madrugada e na manhã deste sábado alagaram a região metropolitana de Vitória , no Espírito Santo. O prefeito de Vila Velha, Max Filho, anunciou que vai decretar situação de emergência, após 70 pessoas ficarem desabrigadas na cidade. A Terceira Ponte,  a maior do estado, que liga o município à capital, está parcialmente fechada. 

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais emitiu um aviso especial alertando para os riscos do acumulado de chuva e chuva intensa, de nível Atenção. Além de Vila Velha e Vitória
, os municípios atingidos são Anchieta, Aracruz, Cariacica, Conceição da Barra, Fundão, Governador Lindenberg, Guarapari, Itapemirim, Itaúnas, Jaguaré, Linhares, Marataízes, Nova Almeida, Piúma, Presidente Kennedy, Santa Cruz, São Mateus e Serra.

A chuva também interditou as rodovias BR-101 e BR-262, em Viana, alagou bairros inteiros e terminais de ônibus, e forçou o fechamento de uma maternidade. Os pacientes tiveram que ser transferidos para outras unidades hospitalares pelo Exército.

Ao G1, o governador do estado, Renato Casagrande (PSB), afirmou que é necessário continuar investindo em obras de infraestrutura e drenagem. Casagrande, porém, diz que volume de chuva registrado na região, nas últimas 24 horas, causaria transtornos em qualquer cidade do mundo.

“Um volume de chuva como esse não tem como não ter problema. São 250 milímetros de chuva em 24 horas e, em qualquer do mundo, seja no Brasil ou na Dinamarca, as pessoas terão problemas. De fato é necessário investimento para que essa água escoe com maior velocidade”, diz.

A Federação no Comércio (Fecomércio-ES) avalia prejuízo de R$ 15 milhões por causa da chuva na Grande Vitória, por causa da redução do movimento nas lojas. Como muitos comerciantes tiveram as lojas inundadas e perda de mercadorias, o prejuízo pode ser maior que estimado pela falta de faturamento.

Fonte: IG Mundo
Comentários do Facebook
Leia mais:  Assessoria do TRE diz que ainda não notificou Carlos Alberto para tomar posse
Continue lendo
Nacional43 minutos atrás

Vizinho dava biscoito para estuprar menina de 10 anos

Os abusos aconteciam no quintal da casa da menor quando a mãe dela ia trabalhar. O vizinho levava biscoitos e...

Nacional47 minutos atrás

Homem joga cadeira em ladrão para proteger família durante assalto e é morto.

Família estava jantando em casa quando foi abordada por dupla armada que fez todos reféns. Sogro do homem que foi...

Esportes11 horas atrás

Com um a menos, Atlético-MG vence Flamengo e assume vice-liderança

Divulgação O jogador Cazares, do Atlético-MG, fez um dos gols no Flamengo nesta noite de sábado (18) Em uma noite...

Esportes11 horas atrás

Palmeiras domina, goleia o Santos e se isola na liderança do Brasileiro

Cesar Grego/ Ag. Palmeiras/ Divulgação Deyverson fez um dos gols do Palmeiras no jogo contra o Santos neste sábado (18)...

Nacional11 horas atrás

Simulação de evacuação em Barão de Cocais tem menos de 30% do público esperado

Divulgação/Vale Existe a previsão de que a barragem de Barão de Cocais pode se romper a qualquer momento entre os...

Nacional11 horas atrás

Acumulou! Prêmio da Mega-Sena pode pagar R$ 12 milhões na quarta-feira

iG São Paulo Para concorrer ao prêmio da Mega-Sena, é preciso escolher pelo menos seis números entre os 60 disponíveis...

Estadual11 horas atrás

Chuvas fortes causam alagamento e deixam 70 desabrigados em Vila Velha

Reprodução/Twitter Chuvas fortes na madrugada e manhã de sábado (18) causaram alagamentos e deixaram 70 desabrigados Fortes chuvas na madrugada e...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana