conecte-se conosco


Economia

Startup apresenta táxi voador com previsão de estreia em 2025

Publicado

em

IstoÉ Dinheiro


Táxi voador
Divulgação/Lilium

Táxi voador da Lilium Jet tem lançamento programado para 2025

Diversas companhias já anunciaram projetos e investimentos na produção de carros voadores, mas nenhuma parece estar mais perto de estrear no mercado que a startup alemã Lilium. A empresa de tecnologia com sede em Munique anunciou nesta quinta-feira (16) o Lilium Jet, um protótipo voador com espaço para cinco pessoas e que já passou por testes bem-sucedidos no início deste mês.

Leia também: Avião tubarão da Embraer faz sucesso e causa fascínio em turnê ao redor do mundo 

O carro do futuro faz parte de um projeto de táxis voadores com base em aplicativos, como Uber e Cabify, que a empresa espera que esteja em funcionamento em diversas metrópoles do mundo até 2025.

“Hoje estamos dando mais um grande passo para tornar a mobilidade aérea urbana uma realidade”, disse Daniel Wiegand, co-fundador e CEO da Lilium, em comunicado. “Sonhamos com um mundo onde qualquer um pode voar onde quiserem, quando quiserem.”

O Lilium Jet é movido à bateria, com autonomia para percorrer 300 quilômetros em uma hora. A ideia da companhia alemã é formar uma rede de plataformas de aterrissagem semelhantes aos atuais helipontos. A Lilium não revelou quanto será o serviço, mas disse que os preços serão compatíveis com a realidade dos táxis regulares.

Leia também: Natura lança propaganda com beijo lésbico e internautas pedem boicote

A empresa, fundada em 2015 e com investimentos de US$ 100 milhões, é o novo destaque de um mercado em expansão na viabilidade dos carros voadores. A Uber já anunciou uma parceria com a Nasa para tornar a ideia praticável até 2023, enquanto Boeing e Rolls Royce também já anunciaram investimentos na área.

Leia mais:  Governo Central registra déficit primário de quase R$ 23 bilhões em setembro

Fonte: IG Economia
Comentários do Facebook
publicidade

Economia

Senado aprova MP do capital estrangeiro nas aéreas e mantém bagagem gratuita

Publicado

em


avião da gol
Divulgação/Gol

O texto seguirá agora à sanção presidencial e Jair Bolsonaro (PSL) será aconselhado a vetar a franquia de bagagem gratuita

O Senado aprovou nesta quarta-feira (22) a medida provisória (MP) 863, que amplia de 20% para 100% a participação do capital estrangeiro nas empresas aéreas nacionais. A proposta passou na Câmara dos Deputados na noite de ontem (21)  com uma importante modificação no texto original: a obrigação de as companhias despacharem bagagens gratuitamente, revogando uma norma da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

O texto seguirá agora à sanção presidencial e Jair Bolsonaro (PSL) será aconselhado pelos órgãos responsáveis pela aviação civil a vetar a franquia de bagagem .

O governo teve que correr para evitar que a MP –  editada em dezembro, logo após o pedido de recuperação judicial da Avianca – perdesse a validade. O prazo de vigência se esgotaria nesta quarta-feira (22).

Por isso, o Executivo decidiu apoiar o texto aprovado pela Câmara e fez um acordo para resgatar alguns pontos defendidos pelos senadores, como a exigência para que as empresas beneficiadas operem voos regionais (aeroportos em municípios com mais de 600 mil habitantes ou 800 mil habitantes, no caso da Amazônia). 

Segundo o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB), o governo se comprometeu a tratar dessa questão no decreto que vai regulamentar a MP ou fazer uma modificação no projeto que trata da lei geral do turismo, fixando um percentual de 5% da malha aérea das companhias para voos regionais. O projeto passou pela Câmara e está no Senado.

A comissão mista do  Congresso que aprovou a MP do capital estrangeiro nas aéreas inclui essa obrigatoriedade no texto original, mas o dispositivo caiu na Câmara dos Deputados. O governo entende que a exigência pode reduzir  o interesse dos investidores no mercado brasileiro.

Leia mais:  Justiça fecha terminal da Vale em Mangaratiba e multa empresa em R$ 20 milhões

Leia também: Presidente da Anac confirma autorização para Air Europa operar no Brasil

O tema, contudo, foi muito defendido pelos senadores durante o encaminhamento da matéria. “Eles querem só o filé. Não querem comer carne de segunda”, disse o senador Jayme Campos, do DEM, ao se referir à estratégia das companhias aéreas em concentrar a malha nas rotas de maior densidade.

Fonte: IG Economia
Comentários do Facebook
Continue lendo
Nacional1 minuto atrás

Família de brasileiros é encontrada morta em apartamento durante férias no Chile

Reprodução/Facebook Família de brasileiros é encontrada morta por inalação de gás que vazou em apartamento alugado no Chile Seis turistas...

Nacional1 minuto atrás

Em 10 anos, acidentes de trânsito feriram 1,6 milhão e custaram R$ 2,9 bi ao SUS

Agência Brasil Seis de cada dez casos de acidentes graves envolvem pessoas entre 15 e 39 anos Os acidentes no...

Nacional1 minuto atrás

São Paulo registra aumento de 15% no número de mortes de civis por policiais

Reprodução/WhatsApp – 4.4.19 Nos três primeiros meses de 2019, houve 182 mortes de civis por policiais no estado de São...

Nacional1 minuto atrás

UE inicia hoje a eleição ‘mais importante da história’ para o bloco; entenda

Pietro Naj-Oleari/ European Parliament – 15.7.16 Bandeira da União Europeia a meio mastro, na sede do Parlamento Europeu na cidade...

Nacional1 minuto atrás

Família de brasileiros é encontrada morta em apartamento durante férias no Chile

Reprodução/Facebook Família de brasileiros é encontrada morta por inalação de gás que vazou em apartamento alugado no Chile Seis turistas...

Entretenimento1 minuto atrás

Autor brasileiro emplaca obra que pode ser o próximo “Harry Potter”

“Espírito Perdido” é o mais novo trabalho de P.J. Maia. Misturando o universo de deuses e humanos, a obra conta...

Esportes17 minutos atrás

VAR em ação! Confira os melhores memes sobre árbitro de vídeo na web

O VAR, que é a sigla em inglês de “Video Assistant Referee”, ou árbitro de vídeo , no português mais...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana