conecte-se conosco


Nacional

Sobe para 165 o número de mortos em Brumadinho; 160 ainda estão desaparecidos

Publicado

em


Os trabalhos em Brumadinho começaram às 8h; 11 aeronaves foram utilizadas, além de 35 máquinas e 19 cães farejadores
Ricardo Stuckert/Fotos Públicas

Os trabalhos em Brumadinho começaram às 8h; 11 aeronaves foram utilizadas, além de 35 máquinas e 19 cães farejadores

Com a ajuda de 19 cães farejadores, as buscas por vítimas do rompimento da barragem 1 da Mina do Corrégo do Feijão, em Brumadinho (MG), entraram no 17º dia neste domingo (10). Até o momento, 165 mortes foram confirmadas e 165 pessoas continuam desaparecidas.

Leia também: Em 2018, governo de MG aprovou obras que colocavam Brumadinho em risco

Os trabalhos em Brumadinho começaram às 8h. Onze aeronaves foram utilizadas, além de 35 máquinas. O efetivo, segundo o Corpo de Bombeiros mineiro, soma 352 militares, sendo 150 de Minas Gerais e 129 de outros estados, 64 da Força Nacional e nove voluntários.

Por ora, os trabalhos se concentram na usina ITM, na área administrativa, que engloba refeitório, casa e estacionamento. Buscas também estão sendo feitas na área da ferrovia, em áreas de acúmulo de rejeito e no Rio Paraopeba . Ao todo, ainda de acordo com os bombeiros, são 35 equipes em campo.

A área de buscas foi dividida em quase 200 “micropontos”. Segundo o tenente-coronel Eduardo Ângelo, do Corpo de Bombeiros, o objetivo é possibilitar o maior alcance possível dos trabalhos. “Nossa expectativa é que, dentro em breve, a gente consiga varrer toda área à medida que a gente for encerrando as quadrículas [micropontos]”, explicou

A tragédia


Após a tragédia de Brumadinho, dois engenheiros e três funcionários da Vale foram presos; os cinco, porém, já estão soltos
Isac Nóbrega/Presidência da República

Após a tragédia de Brumadinho, dois engenheiros e três funcionários da Vale foram presos; os cinco, porém, já estão soltos

No início da tarde de 25 de janeiro, a barragem 1 da Mina do Corrégo do Feijão, que pertence à Vale e está localizada em Brumadinho, cidade da Região Metropolitana de Belo Horizonte, se rompeu. O município foi invadido pela lama e pelos rejeitos de minério, deixando centenas de mortos e feridos.

Leia mais:  Aliados do prefeito Daniel da Açaí pretendem fechar BR 101 Norte em São Mateus

Muitas das vítimas são funcionários ou terceirizados da própria Vale , que tinha um complexo administrativo no local. O refeitório da empresa ficava muito perto da barragem rompida e foi totalmente soterrado.

Integrantes do Governo Federal já admitiram que não será possível resgatar os corpos de todas as vítimas da tragédia. “Este é um episódio de muita gravidade. Algumas pessoas, triste e lamentavelmente, não serão recuperadas”, disse o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, após reunião do comitê de crise montado para acompanhar a situação.

Leia também: Inhotim reabre neste sábado e promete ajudar na recuperação de Brumadinho

Após a tragédia de  Brumadinho , dois engenheiros que atestaram a segurança da barragem, além de três funcionários da Vale, foram presos. Os cinco já foram soltos. O governo afirmou que “tomará medidas” para impedir tragédias parecidas e falou em aumentar a fiscalização. Ainda em recuperação no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) viajou à cidade mineira antes de ser internado.

Fonte: IG Nacional
Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

Enterro de catador que foi morto pelo exército será nesta sexta-feira (19)

Publicado

em


Família de Luciano Macedo
Reginaldo Pimenta/Agência O Dia

Família de Luciano Macedo pretende processar o Exército

O enterro do catador de material reciclável Luciano Macedo, 27 anos, acontecerá nesta sexta-feira (19) à tarde, no Cemitério de São Francisco Xavier, no Caju, zona portuária do Rio. A família não divulgou o horário do sepultamento.

Leia também: Morre catador baleado pelo Exército ao ajudar família alvo de 80 tiros no Rio

Luciano levou três tiros no domingo (7), ao tentar ajudar a família do músico Evaldo dos Santos Rosa, o Manduca, 51 anos, que teve o carro atingido por 83 tiros disparados por militares do Exército , quando passava por Guadalupe, zona norte do Rio. O músico morreu na hora. Os militares confundiram o carro de Evaldo com um veículo também branco que havia sido roubado por ladrões.

De acordo com informação da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Luciano morreu na madrugada de ontem (18), no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes. Em nota, a secretaria informou que “todos os esforços clínicos necessários foram realizados por profissionais multidisciplinares do Hospital Estadual Carlos Chagas com o objetivo de oferecer o melhor atendimento ao paciente Luciano Macedo, vítima de perfuração por arma de fogo que deu entrada na unidade no último dia 7″.

A SES esclareceu que o paciente “apresentava estado de saúde gravíssimo desde a entrada na unidade, o que impossibilitava sua transferência”. No dia 17, Luciano Macedo foi submetido a uma cirurgia torácica, mas acabou morrendo às 4h20 da madrugada de ontem (18). O catador deixou mulher, Daiana Horrara, grávida de cinco meses.

Leia também: Bolsonaro diz que “exército não matou ninguém” sobre tiros em músico

Leia mais:  Um ano após Charlottesville, americanos vão às ruas contra o racismo

A organização não governamental (ONG) Rio de Paz conseguiu, por meio de doações, enxoval para o bebê e dinheiro para alugar casa para a viúva. De acordo com o advogado da família do catador, João Tancredo, nove tiros disparados pelos militares do Exército atingiram outro veículo estacionado do outro lado da rua. 

Fonte: IG Nacional
Comentários do Facebook
Continue lendo
Direto de Brasília5 minutos atrás

Salles nomeia militares para acabar com “arcabouço ideológico” no Ministério

Jorge William/Agência O Globo O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, não comentou nomeação de militares Seguindo orientação do presidente...

Direto de Brasília5 minutos atrás

Alan García deixou carta de despedida onde nega subornos e diz que cumpriu dever

Alexandre Moreira/Brazil Photo Press/Agencia O Globo Alan García deixou carta de despedida onde nega subornos e diz que cumpriu sua...

Direto de Brasília5 minutos atrás

Explosão em casas deixa dois mortos e três feridos em Pernambuco

Reprodução/TV Globo A explosão atingiu três casas em Camaragibe e duas delas foram completamente destruídas Um vazamento de gás provocou...

Direto de Brasília5 minutos atrás

Acidente com ônibus que ia para enterro de ex-presidente do Peru deixa 8 mortos

Reprodução Acidente com ônibus que ia para enterro do ex-presidente do Peru deixou vários mortos e feridos Pelo menos oito...

Mulher2 horas atrás

‘Tinja o cabelo’: aluna de medicina faz lista com vezes que sofreu com machismo

Se você é mulher, certamente já ouviu frases como “Isso não é coisa de menina” ou “Você precisa se comportar...

Entretenimento2 horas atrás

Túlio Gadelha faz trocadilho e se derrete por Fátima Bernardes

Curtindo uma folga do “Encontro”, Fátima Bernardes está aproveitando s sexta-feira (19) ao lado de seu namorado, Túlio Gadêlha. Em...

Entretenimento2 horas atrás

Mulher que inspirou “Invocação do Mal” morre ao 92 anos

Na noite de quinta (18) para sexta-feira (19) Lorraine Warren, investigadora paranormal que inspirou a franquia de filmes “Invocação do...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana