conecte-se conosco



Estadual

Setor de oncologia do Hospital Infantil de Vitória em novo espaço

Publicado

em

A nova Unidade de Tratamento de Alta Complexidade em Onco-Hematologia (Unacon) pediátrica do Hospital Estadual Infantil Nossa Senhora da Glória (HINSG), em Vitória, foi inaugurada nesta sexta-feira (24) pelo governador Renato Casagrande. O setor, até então alocado na área do hospital que funciona em Santa Lúcia, passa a funcionar junto às instalações do Pronto-Socorro Dra. Milena Gottardi, anexo ao Hospital da Polícia Militar (HPM), em Bento Ferreira.

Habilitado pelo Ministério da Saúde, a Unacon tem por objetivo permitir o cuidado integral ao paciente pediátrico que chega de todo o Espírito Santo e também do leste de Minas Gerais e sul da Bahia, atuando no diagnóstico, estadiamento, tratamento e seguimento do câncer infantil, garantindo a qualidade da assistência oncológica e a segurança dos pequenos pacientes.

A partir de agora, a oncologia vai disponibilizar 26 leitos de internação (sete a mais do que no espaço anterior), 19 leitos hospital-dia (antes eram dez leitos desse tipo, voltado para a internação parcial), 14 consultórios multidisciplinares (seis a mais) e duas cabines para quimioterapia (uma nova). Também foram implantados um espaço família e uma farmácia de dispensação de medicamentos.

A Secretaria da Saúde (Sesa) investiu o valor de R$ 3.197.641,43 para a nova Unacon pediátrica do Hospital Estadual Infantil Nossa Senhora da Glória. A construção teve ainda recursos oriundos de doações que somaram R$ 607.470,00.

Na inauguração, o governador Renato Casagrande falou sobre a importância do investimento em infraestrutura para a geração de resultado. “Você consegue fazer um bom acolhimento em qualquer lugar, mas quando você tem uma estrutura adequada, moderna, clara e limpa, o acolhimento é ainda melhor. Mas é lógico que o trabalho do servidor é tudo. É mais do que a estrutura física. Ela ajuda muito nesse trabalho de acolhimento e na qualidade do atendimento”, afirmou o governador.

De acordo com o diretor geral do HINSG, Nélio Almeida dos Santos, o novo espaço vai substituir uma infraestrutura pequena, que já não comportava mais a demanda existente, melhorando a assistência às crianças que precisam de atendimento oncológico. “Atualmente a área do HINSG não comporta toda a demanda assistencial da onco-hematologia. Infelizmente há um aumento de casos de câncer infantojuvenil todos os anos, e é preciso oferecer humanização, segurança e qualidade da assistência com eficiência, eficácia e efetividade”, disse.

Casagrande também relembrou os graves problemas encontrados no Hospital Infantil no início do ano passado, quando o Corpo de Bombeiros precisou deslocar uma viatura para ficar 24 horas na unidade. “Infelizmente, recebemos um hospital inteiramente destruído e hoje já saímos daquele risco que tínhamos. Inaugurar uma estrutura dessa para a oncologia pediátrica é um passo em termos de humanidade com crianças tendo um ambiente adequado para serem acolhidas com as suas famílias”, destacou o governador.

Para o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, a inauguração da onco-hematologia do Hospital Infantil de Vitória é um grande salto de qualidade e uma expansão importante na capacidade da oferta de serviços no atendimento, e marca a história da oncologia pediátrica no Espírito Santo.

“Essa entrega é reflexo de uma maturidade institucional muito grande que há no Espírito Santo, com entidades sociais, que têm um protagonismo gigantesco com a Associação Capixaba Contra o Câncer Infantil (Accacci), e consegue envolver o Instituto Ronald McDonald, as universidades. Também há grande protagonismo dos próprios trabalhadores da Saúde. Quando tudo isso encontra um Governo arrojado, avançado e que tem pressa, consegue, como hoje, anunciar uma expansão nova e linda como essa e que impacta, de forma positiva e acolhedora, o paciente e a sua família”, apontou o secretário.

Ainda segundo Nésio Fernandes, a transferência da Unacon pediátrica de Santa Lúcia para Bento Ferreira vai possibilitar o aumento da oferta de atendimentos oncológicos, além de tornar o ambiente onde o serviço é prestado mais funcional e mais acolhedor para pacientes e profissionais.

 

Como era

Como fica no novo espaço

O que mudou

– 19 leitos de internação

– 3 banheiros

– 26 leitos de internação

– 18 banheiros

– Mais 7 leitos de internação

– Mais 15 banheiros

– 10 leitos hospital dia

– 2 banheiros

– 19 leitos hospital dia

– 10 banheiros

– Mais 9 leitos hospital dia

– Mais 8 banheiros

– 8 consultórios ambulatoriais

– 5 banheiros

– 14 consultórios multidisciplinares

– 10 banheiros

– Mais 6 consultórios

– Mais 5 banheiros

– 01 cabine para quimioterapia

– 2 cabines para quimioterapia

– Mais uma cabine para quimioterapia

 

– Espaço família

– Espaço família

– Recepção interna

– Recepção interna e externa

– Implantação de recepção externa

 

– Farmácia de dispensação

– Implantação de farmácia de dispensação

 

– Cabines temporárias exclusivas para todos os resíduos (comuns, infectantes e químicos)

– Ambulatório e HD

– Implantação de cabines temporárias exclusivas para todos os resíduos (comuns, infectantes e químicos)

– Implantação de ambulatório e HD

Com o deslocamento e ampliação do Serviço de Oncologia Pediátrica do HINSG, o Hospital Dia contará com uma área específica para transfusões ambulatoriais de urgência e eletivas, administração de antineoplásicos (medicamentos utilizados para destruir células malignas e evitar ou inibir o crescimento e a disseminação de tumores) e medicações de suporte, coleta de exames específicos, atendimento de urgência e emergência em decorrência de reações graves durante a infusão de quimioterapias.

Além disso, a mudança também garante o serviço de fisioterapia no acompanhamento horizontal do tratamento oncológico, e acessibilidade compatível com as necessidades dos usuários.

Investimentos

No local, foram executados os serviços de reformas em telhado, esgotamento sanitário, instalações elétricas, revisão de pintura, forro, reforma de todas as salas cirúrgicas, construção de abrigo de resíduos para a unidade hospitalar, adequações físicas, aquisição de mobiliário e equipamentos.

Além do valor investido pelo Estado, a obra recebeu recursos oriundos da Universidade de Vila Velha (UVV) e da Accacci, proveniente campanha “MC Dia Feliz” – ação nacional coordenada pelo Instituto Ronald MC Donald’s. Foram destinados mais de R$ 600 mil para a ampliação da Unidade, sendo R$ 230.000,00 provenientes da UVV e R$ 377.470,00 do Instituto.

Novos leitos em Santa Lúcia

Com a desocupação da área da oncologia no Hospital Infantil de Vitória em Santa Lúcia, o espaço irá abrigar um ambulatório para atendimento a crianças com lábio leporino e fenda de palatina (fissura labial), que são más-formações congênitas que ocorrem durante o desenvolvimento do embrião, provocando uma abertura que começa na lateral do lábio superior e o divide.

O tratamento requer uma abordagem multidisciplinar, isto é, a participação de especialistas de áreas como cirurgia plástica, otorrinolaringologia, odontologia, fonoaudiologia, entre outros.

Brinquedoteca com móveis produzidos por reeducandos do sistema prisional

Móveis de brinquedos, produzidos por internos que cumprem pena na Penitenciária Estadual de Vila Velha III (PEVV III), no Xuri, farão parte da nova Unidade de Tratamento de Alta Complexidade em Onco-Hematologia (Unacon) pediátrica do Hospital Infantil de Vitória.

Os materiais, entre eles, uma cozinha montada com geladeira, fogão, pia com armário embutido, mesa com cadeiras e berços para bonecas, feitos em MDF e pintados à mão, irão compor a brinquedoteca do setor de oncologia do hospital. Os brinquedos têm o tamanho proporcional ao de crianças entre 3 e 5 anos de idade.

Ao todo, são 16 peças produzidas por internos da Marcenaria Jequitibá que funciona dentro da unidade prisional. A ideia de produzir os materiais para o hospital partiu da missionária capelã, Marta Alves Pereira Passos e da assistente social do Hospital Infantil, Tania Mara Lopes Bitti Bortolini, em parceria com a Advocacia Geral da União (AGU).

“Vimos a necessidade de quebrar o preconceito em relação à pessoa privada de liberdade. É possível ver a expressão de amor, esperança e recomeço em cada peça produzida pelos internos da Marcenaria”, enfatiza Marta.

O diretor da PEVV III, Franzailson Ribeiro Barbosa, lembra que a iniciativa da doação dos brinquedos fomenta a solidariedade e a empatia entre os internos que participam do projeto além de contribuir com a vida das crianças que são submetidas ao tratamento do câncer, minimizando os sofrimentos durante sua realização.

Criada em 2017, a marcenaria conta, atualmente, com o trabalho de nove internos da unidade. O trabalho passou a ser desenvolvido após uma parceria da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) com o empresário do setor que contribuiu com o maquinário, a estrutura montada no local e capacitação dos detentos.

Além disso, empresas de transporte e logística contribuem com a doação de pallets, principal matéria-prima usada na marcenaria. O trabalho dos internos inclui a fase de estudo e projeto dos materiais a serem fabricados.

Todos os internos que trabalham na marcenaria têm direito ao benefício da remição da pena, previsto na Lei de Execução Penal. Isso significa que a cada três dias de trabalho, é possível reduzir um dia da pena.

Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação do Governo
Raphael Marques
(27) 98895-0843

Assessoria de Comunicação da Sesa
Syria Luppi / Kárita Iana / Paula Lima / Luciana Almeida / Thaísa Côrtes
(27) 3347-5642 / 3347-5643
[email protected]

Assessoria de Comunicação da Sejus
Sandra Dalton / Karla Danielle Secatto
(27) 3636-5732 / 99933-8195 / 98849-9664
[email protected]

 

Fonte: Governo ES

Comentários do Facebook

Estadual

Petroleiros suspendem greve e denunciam manobra para privatização da Petrobras

Publicado

em

Categoria aprovou fim provisório do movimento em assembleia, mas mantém negociação nacional

“A Petrobras não tem e nunca teve qualquer problema financeiro, essa é uma mentira que virou verdade”, disse o economista Cláudio Oliveira, aposentado da empresa, ao denunciar, juntamente com outros petroleiros, manobras para privatizar a empresa, nesta quinta-feira (21), que marcou a suspensão da greve da categoria. 

Os pronunciamentos ocorreram no seminário “A privatização da Petrobras e os preços dos combustíveis”, promovido na Assembleia Legislativa por iniciativa da deputada estadual Iriny Lopes e o deputado federal Helder Salomão, ambos do PT, com a participação de representantes de entidades da sociedade civil, de partidos de esquerda e da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). 

O economista apresentou números de balanço da empresa por ele analisados, desconhecidos pela maioria dos brasileiros, demonstrando que a Petrobras nunca esteve “quebrada”. Citou a liquidez corrente da empresa, em 2015, da ordem de R$ 25 bilhões de dólares.

A categoria esteve reunida em assembleia extraordinária no antigo aeroporto e avaliaram que o momento é de acumular forças para buscar o atendimento da pauta de reivindicações que a gestão da Petrobras tem se recusado a negociar.

A votação aprovou a suspensão provisória da greve. Entretanto, o movimento informa que não irá parar. A Comissão Permanente de Negociação da FUP vai participar na sexta-feira (21) da negociação no Tribunal Superior do Trabalho (TST), junto com representantes do Ministério Público do Trabalho. Caso não haja avanços na mediação feita pelo Tribunal, a orientação é que a greve seja retomada.

“Seguimos unidos e fortalecidos, nossa luta é em defesa dos empregos, contra o desmonte do Sistema Petrobras e por preços justos para os combustíveis. A suspensão provisória da greve é o momento para acumular forças para as próximas negociações”, explica o diretor do sindicato, Valnisio Hoffmann.

“Essa unidade demonstrada na greve trouxe esperança para os trabalhadores da Fafen [Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná] e para as nossas famílias. Foi a greve que obrigou a Petrobras a suspender as demissões em massa e a reverter as que já haviam sido aplicadas contra 144 companheiros”, afirma o petroquímico Ademir Jacinto, diretor do Sindiquímica-PR e um dos integrantes da Comissão Permanente de Negociação da FUP, que há 20 dias ocupa uma sala na sede da Petrobras no Rio de Janeiro.


(*Seculo Diario)

Comentários do Facebook
Continue lendo
Esportes3 minutos atrás

Cruzeiro vence Sesc-RJ, que anuncia fim da equipe após Superliga

O Cruzeiro está mais líder do que nunca Superliga de Vôlei 2019/2020. O Cabuloso, como gosta de dizer a torcida...

Policial2 horas atrás

PRF realiza reunião de alinhamento para a operação Carnaval da PRF no ES

Na manhã desta quinta-feira (20), foi realizada a segunda reunião de alinhamento com os Chefes de Delegacia e NPF’s visando...

Estadual2 horas atrás

Petroleiros suspendem greve e denunciam manobra para privatização da Petrobras

Categoria aprovou fim provisório do movimento em assembleia, mas mantém negociação nacional “A Petrobras não tem e nunca teve qualquer...

Entretenimento2 horas atrás

Acusados de golpe, Larissa Manoela e seus pais são alvos de processo milionário

O produtor de eventos Davi Dantas está processando Larissa Manoela e os pais da atriz, Silva e Gilberto, em uma...

São Mateus2 horas atrás

Serra e São Mateus empatam pelo Campeonato Capixaba 2020

Vandão abre o placar, mas Tallys deixa tudo igual no Robertão Vice-líder do Campeonato Capixabão 2020, até o início da sexta...

Estadual3 horas atrás

Condomínio deve pagar indenização após estrutura se desprender e atingir uma pessoa

Além de sofrer lesões, o veículo do autor também foi danificado pela queda da estrutura. Um condomínio foi condenado a...

Estadual3 horas atrás

Pleno julga inconstitucional lei que altera grade curricular de ensino da rede municipal de Vila Velha

A sessão desta quinta-feira, 20, foi presidida pelo vice-presidente do TJES, desembargador José Paulo Calmon Nogueira da Gama, em razão...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana