conecte-se conosco



Internacional

Sequestrador de Washington Olivetto é extraditado para o Chile

Publicado

em

Norambuena arrow-options
Reprodução

Maurício Norambuena

O chileno Maurício Hernández Norambuena foi extraditado hoje (20) ao seu país após 16 anos preso no Brasil por participar do sequestro do publicitário Washington Olivetto, em 2001. A informação foi confirmada pelo presidente Jair Bolsonaro, em publicação na sua conta pessoal no Twitter.

Leia também: Vídeo mostra sequestrador de ônibus sendo baleado; assista

“É nossa política cooperar com outros países e não dar abrigo a criminosos ou terroristas. Vencidos problemas burocráticos entre Brasil e Chile, hoje estamos extraditando Norambuena, sequestrador do publicitário Washington Olivetto em 2001”, escreveu.

Também pelo Twitter, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, disse que Norambuena foi entregue nesta madrugada às autoridades chilenas. “Mais um criminoso que se foi. Extraditado com autorização do STF [Supremo Tribunal Federal], foi entregue nessa madrugada ao Chile para cumprir as penas, comutada a perpétua para 30 anos, as quais foi condenado naquele país. Brasil não é refúgio para criminosos”.

Na última quinta-feira (15), Norambuena foi transferido da Penitenciária de Avaré, no interior paulista, para a Superintendência da Polícia Federal, em São Paulo, onde aguardava os trâmites. A extradição foi possível após o governo chileno se comprometer formalmente a não submeter Norambuena à prisão perpétua, respeitando uma decisão do STF de 2004.

Na época, a Corte autorizou a extradição do sequestrador com algumas ressalvas a serem cumpridas pelo governo do país vizinho. Entre elas, o compromisso chileno de substituir as duas penas de prisão perpétua às quais Norambuena foi condenado em seu país por, no máximo, 30 anos de reclusão. Os ministros determinaram a substituição da pena porque a Constituição Brasileira não permite prisão perpétua para o crime de sequestro.

Leia também: Novo favorito à PGR escreveu texto criticando a democracia: “Farsa”

No Chile, Norambuena foi condenado à prisão perpétua por ter participado do assassinato do senador Jaime Guzmán, em abril de 1991, e do sequestro de Cristián Del Rio, filho do dono do jornal El Mercúrio, em setembro de 1991. No julgamento, foi condenado pelos crimes de homicídio, formação de quadrilha e extorsão mediante sequestro.

No Brasil, Norambuena foi condenado pela Justiça de São Paulo a 30 anos de prisão por participação no sequestro do publicitário Washington Olivetto , em 2001. Olivetto passou 53 dias em um cativeiro.

Comentários do Facebook

Internacional

Por que a OMS agora recomenda uso de máscara em público contra covid-19?

Publicado

em


source

BBC

A Organização Mundial da Saúde ( OMS ) mudou suas orientações sobre uso de máscaras e disse que elas devem ser usadas em público para ajudar a impedir a propagação do coronavírus .

Leia também: Bolsonaro ameaça tirar Brasil de OMS por “viés ideológico”

máscara
Pixabay

OMS mudou recomendação em relação a máscaras


O órgão disse que novas informações mostram que elas podem fornecer “uma barreira para gotículas potencialmente infecciosas”. Mas a OMS destaca que apenas as máscaras não são suficientes para evitar a disseminação do coronavírus.

Leia também: OMS aumenta prazo recomendado de isolamento para casos de Covid-19

Em alguns países ao redor do mundo, como no Brasil, já há recomendação ou exigência de que as pessoas usem máscaras para cobrir boca e nariz em público.

Antes, a OMS dizia que não havia evidências suficientes para dizer que pessoas saudáveis ​​deveriam usar máscaras. O conselho da OMS era o de que as máscaras médicas fossem usadas por pessoas doentes e por quem cuida delas.

A médica epidemiologista Maria Van Kerkhove, especialista técnica da OMS, disse à Reuters que a recomendação é que as pessoas usem uma “máscara de tecido – ou seja, uma máscara não médica” em áreas onde há risco de transmissão.

Globalmente, houve 6,7 milhões de casos confirmados de coronavírus e quase 400 mil mortes desde o início do surto no final do ano passado, segundo dados compilados pela Universidade Johns Hopkins.

Qual é a orientação da OMS?

A entidade disse que sua nova orientação foi motivada por estudos concluídos nas últimas semanas. “Estamos aconselhando os governos a encorajar o público em geral a usar uma máscara”, disse Van Kerkhove.

Ao mesmo tempo, a OMS enfatizou que as máscaras faciais eram apenas uma das várias ferramentas que poderiam ser usadas para reduzir o risco de transmissão – e que não deveriam dar às pessoas uma falsa sensação de proteção.

“Máscaras por si só não vão te proteger da covid-19”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

‘Grande mudança’

O editor de ciência da BBC, David Shukman, diz que se trata de uma grande mudança na orientação da OMS.

“Durante meses, os especialistas da organização mantiveram a linha que as máscaras encorajariam uma falsa sensação de segurança e privariam os profissionais médicos de equipamentos de proteção muito necessários.”

Ele aponta que esses argumentos não desapareceram, mas que a OMS passou a reconhecer o surgimento de novas evidências a respeito dos riscos de transmissão.

“Portanto, onde o distanciamento não é possível, como em transportes públicos e em locais como lojas, sugere-se que os rostos sejam cobertos com máscaras caseiras para evitar a transmissão do coronavírus”.

Pessoas com mais de 60 anos com doenças pré-existentes devem ir além, disse a OMS, e usar máscaras médicas para se protegerem melhor.

Brasil

No Brasil, o uso de máscaras já é parte de recomendações ou exigências de prefeituras e governos estaduais, como recurso de prevenção contra a covid-19.

Até esta sexta-feira (5), o Brasil registrava um total de 35.026 mortes e 645.771 casos de covid-19 desde a chegada do coronavírus ao país. Destes números, 1.005 mortes e 30.830 casos foram registrados apenas nas últimas 24 horas.

A divulgação dos dados sobre a covid-19 no país passou por contratempos e mudanças nesta semana, enquanto o número de mortes no país chegava a números recordes. Normalmente, os dados eram enviados à imprensa por volta das 19h. Na quarta-feira (3), foi enviada uma mensagem a jornalistas afirmando que, por “problemas técnicos”, as informações seriam enviadas “excepcionalmente” às 22h.

Perguntado sobre alterações no horário de divulgação, Bolsonaro brincou com o horário do Jornal Nacional, da TV Globo, normalmente exibido por volta de 20h30. “Acabou matéria no Jornal Nacional?”, disse, rindo.

Também houve alteração no tipo de dado informado à imprensa. Nesta sexta-feira, o boletim não trouxe mais números totais de mortes e casos de covid-19 — apenas dados para as últimas 24 horas.

Bolsonaro disse que pode retirar o Brasil da OMS se continuar na instituição o que ele chamou de “viés ideológico”. Bolsonaro, que inicialmente disse que o vírus era uma “gripezinha”, criticou as políticas de bloqueio recomendadas pela agência para combater a propagação da doença.

“O Trump cortou a grana deles, voltaram atrás em tudo. E adianto aqui: os Estados Unidos saíram da OMS, a gente estuda no futuro. Ou a OMS trabalha sem o viés ideológico, ou nós vamos estar fora também. Não precisamos de gente de fora dar palpite na saúde aqui dentro”, afirmou Bolsonaro.

Leia também: OMS atualiza orientação sobre o uso das máscaras faciais

Na semana passada, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou o “término da relação” do país com a OMS em plena pandemia de coronavírus. “A partir de hoje encerraremos nossa relação com a Organização Mundial da Saúde e redirecionaremos estas verbas para outras necessidades globais, urgentes e merecedoras na saúde”, afirmou o republicano, sem detalhar como tal rompimento seria feito.

Fonte: IG Mundo

Comentários do Facebook
Continue lendo
Política3 minutos atrás

Sem máscara, Bolsonaro chega ao Comando de Artilharia do Exército

Reprodução/Facebook Jair Bolsonaro com policial na base da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Formosa, Goiás Neste sábado (6), o presidente...

Estadual5 minutos atrás

Espírito Santo: cresce número de drogas enviadas pelos Correios durante a pandemia

Segundo a Polícia Federal (PF), nos meses após a chegada da pandemia, o número de registros subiu para nove O...

Saúde18 minutos atrás

Covid-19 é encontrado em 88% das amostras de esgotos de BH

. Amostras de monitoramento feitas em 24 pontos de coleta do sistema de esgotamento de Belo Horizonte e Contagem (MG)...

Polícia Federal23 minutos atrás

Operação conjunta apreende 4 kg de cloridrato de cocaína

. Jataí/GO – Operação conjunta entre as Polícias Federal e Militar resultou na apreensão de 4 kg de cloridrato de...

Agricultura29 minutos atrás

Ufes registra primeira cultivar de café conilon ‘Monte Pascoal’ para o estado da Bahia

  A Diretoria de Inovação Tecnológica (DIT) da Ufes conseguiu o registro de uma cultivar de Coffea canephora adaptada para...

Nacional32 minutos atrás

Mulher sofre violência doméstica, chama a polícia… e apanha; vídeo forte

  A vítima denunciou agressões sofrida por ela e pela mãe por parte do irmão, e acabou recebendo golpes de...

Internacional38 minutos atrás

Por que a OMS agora recomenda uso de máscara em público contra covid-19?

A Organização Mundial da Saúde ( OMS ) mudou suas orientações sobre uso de máscaras e disse que elas devem...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!