conecte-se conosco



Nacional

Sequestrado e morto pelo próprio pai, menino é identificado por exame de DNA

Publicado

em

Menino
Reprodução

Ao ser preso, homem confessou ter matado o filho de apenas um ano

Um exame de DNA confirmou que o corpo encontrado em uma rodovia da Bahia pertencia a Bernardo Osório, de 1 ano e 11 meses, que foi assassinado pelo próprio pai. A perícia foi realizada pelo Instituto de Pesquisa de DNA Forense do Distrito Federal (IPDNA) no sábado. Após a conclusão do inquérito, a Polícia Civil do Distrito Federal também confirmou que Paulo Roberto de Caldas Osório, funcionário do metrô do Distrito Federal, matou o filho dentro de sua casa, na Asa Sul, em 29 de novembro, mesma data em que o sequestrou.

Paulo Roberto confessou o crime no último dia 2, quando foi encontrado pela polícia em rota de fuga, em um hotel de Alagoinhas (BA), e autuado em flagrante. Bernardo estava desaparecido desde o dia 29, sexta-feira, quando Paulo Roberto o sequestrou após buscá-lo na creche. No mesmo dia, dopou a criança com três comprimidos diluídos em suco de uva, segundo a confissão. Em seguida, o criminoso enviou para a mãe de Bernardo áudios e mensagens em que revelava ter desavenças com ela e a mãe dela.

“Sua mãe é arrogante, metida a besta, que acha que só porque tem dinheiro pode fazer e acontecer na vida dos outros. Eu falei desde o início pra você que, se você aprontasse comigo, na minha vida, a saia da sua mãe não ia te proteger”, disse ele em áudio obtido pela Polícia Civil. “Tomei ódio principalmente da sua mãe, das merdas que ela fez na minha vida. Vocês nunca mais vão ver o Bernardo “.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Leonardo Ritt, Paulo Roberto enfrentava “restrições” para se aproximar da criança , o que teria motivado o sequestro . O criminoso disse à polícia que não tinha a intenção inicial de matar o menino, mas de “assustar a mãe e a avó da criança”, e esperava que Bernardo apenas adormeceria.

Ele alegou também que já estava em viagem quando descobriu que Bernardo estava morto. No entanto, as investigações da Polícia Civil confirmaram que Paulo Roberto matou o menino em sua própria casa, em Brasília, antes partir em fuga para a Bahia. A polícia encontrou manchas na cama onde Paulo Roberto o teria posto para dormir.

Em depoimento, Paulo Roberto declarou que havia abandonado o corpo de Bernardo “na estrada” durante uma tempestade, após avistar um trecho de mato alto. A polícia encontrou um cadáver na zona rural de Palmeiras, na Chapada Diamantina (BA), a cerca de mil quilômetros do endereço de Paulo Roberto em Brasília. Ao identificar a cadeirinha e o colar de âmbar que o menino usava, os policiais recolheram o corpo, suspeitando que se tratava de Bernardo — embora Paulo Roberto tivesse trocado as roupas do menino com o intuito de despistar a polícia. Os primeiros exames, realizados na Bahia, foram inconclusivos, dado o avançado estado de decomposição do corpo. Os restos mortais foram enviados, então, para o Distrito Federal, onde foram reconhecidos por exame de DNA .

Paulo Roberto teve a prisão preventiva decretada no último dia 4, após audiência de custódia, e ficará na cadeia por tempo indeterminado. “Cuida-se de homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver, que o autuado teria cometido contra o próprio filho, criança de 1 ano e 11 meses de idade”, disse o juiz.

Quando tinha 18 anos, Paulo Roberto matou a própria mãe. Devido ao diagnóstico de esquizofrenia, ele foi considerado inimputável, e por isso foi internado na ala psiquiátrica do presídio de Papuda, em Brasília, onde ficou por dez anos. O crime aconteceu na mesma casa onde Bernardo foi morto, na 712 Sul, no Distrito Federal. Após a confissão de Paulo Roberto, a Justiça do DF resolveu desarquivar o caso.


Fonte: IG Nacional

Comentários do Facebook

Nacional

Propaganda eleitoral começa hoje; veja o que candidatos podem e não podem fazer

Publicado

em


source
Urna
Agência Brasil

Propagandas no rádio e na televisão começam apenas em outubro.

Neste domingo (27), um dia após o término do prazo para o registro de candidaturas para as eleições municipais de 2020, começa a propaganda eleitoral em todo o Brasil. A partir de hoje, os candidatos poderão divulgar suas candidaturas e chapas para tentar conquistar votos no pleito, cujo primeiro turno está marcado para o dia 15 de novembro .

Entretanto, a Justiça Eleitoral estabeleceu regras que os candidatos a prefeitos e vereadores deverão cumprir na hora de fazerem suas propagandas. Confira abaixo o que eles podem fazer a partir de hoje:

Presencial

No campo presencial, os candidatos poderão distribuir santinhos e adesivos até as 22h do dia 14 de novembro, véspera da eleição . Os adesivos poderão ser colocados em bens privados – como carros e imóveis – desde que sigam o as regras de não ter mais que 0,5m² e conter CNPJ ou CPF do responsável por confeccionar o adesivo. O nome do contratante também deve estar visível.

Os candidatos poderão montar mesas para distribuir materiais de campanha ao longo das vias públicas, com a condição de não obstruírem o trânsito de pessoas ou veículos. Também está permitida a realização de comícios , desde que tenha uma autorização prévia da polícia local.   Anúncios na imprensa estão liberados desde que respeitam o tamanho máximo por edição.

Alto-falantes e amplificadores de som poderão ser utilizados dentro da legislação local e o uso de carros de som só será permitido em carreatas ou comícios – estando dentro do limite de 80 decibéis e respeitando as normas de cada localidade.

Online

A Justiça Eleitoral também estabelece regras para a campanha na Internet . Os candidatos poderão fazer propagandas nos próprios sites e nos portais dos partidos ou de suas coligações – o endereço eletrônico deverá ser enviado à Justiça. Mensagens eletrônicas poderão ser enviadas para endereços previamente cadastrados pelos candidatos ou por seus partidos e coligações.

A propaganda também poderá ser feita em blogs , sites de mensagem instantânea ou redes sociais , desde que os candidatos e suas equipes sejam responsáveis por gerar ou editar o material. A expressão ” Propaganda Eleitoral ” deverá estar presente no material, assim como o CPNJ do responsável.

O que é proibido?

No âmbito presencial, é proibida a propaganda através de serviços de telemarketing . Já na parte online, está proibido o disparo em massa de mensagens sem a autorização do destinatário. O impulsionamento de postagens ou mensagens por terceiros e propagandas em sites de pessoas jurídicas ou de entidades do poder público também estão vedados.

Rádio e na televisão

Apesar de começar nesse domingo, a propaganda eleitoral só chegará às rádios e emissoras de televisão no dia 9 de outubro.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Policial42 minutos atrás

Dois homens foram detidos com armas e drogas pela Polícia Militar em Vila Velha

. A equipe da Força Tática da 13ª Companhia Independente prendeu dois indivíduos em posse de uma arma de fogo,...

Entretenimento57 minutos atrás

Giulia Be aparece entre as cinco cantoras mais tocadas do Brasil; veja o ranking

Com apenas 21 anos, a cantora Giulia Be já mostrou a que veio e seu trabalho na música não para...

Mulher2 horas atrás

Fernanda Lima amamenta a filha após voltar de viagem: “Finalmente nossa hora”

A apresentadora Fernanda Lima compartilhou um momento entre mãe e filha na noite de sábado (26) no Instagram. Ela apareceu...

Economia2 horas atrás

Condomínio atrasado? Projeto de lei limita a 10% os juros cobrados; entenda

iStock O texto hoje em vigor do Código Civil autoriza a cobrança de juros moratórios superiores a 1% ao mês,...

Entretenimento2 horas atrás

Victor Sarro passa mal em gravação na Record e é internado às pressas

O humorista Victor Sarro passou por um susto enquanto gravava o programa “Hora do Faro”, na Record TV. Ele passou...

Entretenimento3 horas atrás

Após Luísa Sonza ser acusada de trair Vitão com MC Zaac, funkeiro abre o jogo

O cantor MC Zaac resolveu se pronunciar depois que foi divulgado que ele teve um recente affair com a cantora...

Polícia Federal3 horas atrás

Operação conjunta da Polícia Federal e Receita Federal realiza nova apreensão de cocaína no Porto de Paranaguá

. Paranaguá/PR- A Polícia Federal e a Receita Federal, em ação conjunta, realizaram no sábado, 26/9, a apreensão de 254...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!