conecte-se conosco


Direto de Brasília

Senado instaura hoje CPI para apurar causas da tragédia de Brumadinho

Publicado

em


Tragédia de Brumadinho já teve 200 mortes confirmadas
Divulgação/Corpo de Bombeiros de MG

Tragédia de Brumadinho já teve 200 mortes confirmadas

Após 47 dias do rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, o Senado instaura nesta quarta-feira (13) à tarde a  Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as causas da tragédia de Brumadinho. Na primeira reunião da CPI, marcada para as 14h, será eleito o comando da comissão, proposta pelos senadores Carlos Viana (PSD-MG) e Otto Alencar (PSD-BA).

Leia também: Total de mortos na tragédia de Brumadinho chega a 200

Além de Viana e Alencar, vão integrar a CPI de Brumadinho os senadores Antonio Anastasia (PSDB-MG), Roberto Rocha (PSDB-MA), Dário Berger (MDB-SC), Márcio Bittar (MDB-AC), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Jorge Kajuru (PSB-GO), Telmário Mota (Pros-RR), Jean Paul Prates (PT-RN), Wellington Fagundes (PR-MT), Selma Arruda (PSL-MT), Rose de Freitas (Pode-ES) e Leila Barros (PSB-DF).

A CPI de Brumadinho recebeu o apoio de 42 senadores. Conforme o requerimento de criação, apresentado no dia 7 de fevereiro, o prazo para apuração das causas do rompimento da barragem da mineradora Vale será de 180 dias. O levantamento mais recente da Defesa Civil de Minas Gerais confirma 197 mortes e 111 desaparecidos na área atingida pela lama da barragem.

Os senadores anunciaram a intenção de convocar os responsáveis pela fiscalização da barragem, representantes do Ministério Público, do governo estadual e dos órgãos ambientais. Devem ser ouvidos representantes da Agência Nacional de Águas (ANA) e da Agência Nacional de Mineração (ANM). Para Alencar, a apuração das responsabilidades vai permitir a elaboração de normas para evitar outras tragédias da mesma natureza.

“É preciso investigar e dar resposta à sociedade, sobretudo ao povo de Minas, que anseia pela investigação e punição, não só no que se refere à Vale, mas aos homens da empresa e do governo de Minas que favoreceram a instalação da barragem. O Rio Paraopeba está praticamente sem oxigênio, está morto e pode continuar assim por 30 anos. Temos que impedir que novas tragédias aconteçam em um setor importante para o país, mas que não pode se autorregular”, afirmou.

Leia mais:  Fux diz que suspendeu investigações do caso Queiroz para preservar as provas

Leia também: Justiça manda prender falsas vítimas de Brumadinho

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse que a Casa esperou para instalar uma CPI Mista, mas a Câmara não indicou os deputados para integrar a comissão de investigação. “Tentamos diálogo com a Câmara para que fosse constituída uma comissão mista”, afirmou Alcolumbre, acrescentando que o acordo com os líderes partidários foi esperar as indicações da Câmara até a segunda-feira (11). “O compromisso assumido com líderes e senadores, que querem exercer seu papel fiscalizador, está sendo cumprido”, completou.

O número de mortos da tragédia de Brumadinho chegou a 200, segundo informações da Defesa Civil do estado de Minas Gerais. O número de vítimas do rompimento da barragem foi atualizado nesta segunda-feira. Todos os corpos encontrados já foram identificados. 108 pessoas ainda estão desaparecidas.

Fonte: IG Política
Comentários do Facebook
publicidade

Direto de Brasília

Alckmin diz que “radicalismo” de Bolsonaro “faz lembrar o PT, só que às avessas”

Publicado

em


Geraldo Alckmin defendeu que governo Bolsonaro dê prioridade e foco aos interesses nacionais, e não no de outros países
Ciete Silvério/Divulgação – 6.9.18

Geraldo Alckmin defendeu que governo Bolsonaro dê prioridade e foco aos interesses nacionais, e não no de outros países

O ex-governador de São Paulo e presidente nacional do PSDB, Geraldo Alckmin, fez críticas ao governo de Jair Bolsonaro nesta segunda-feira (18) e afirmou que é hora de diminuir o “sectarismo e o radicalismo”. 

Leia também: Aprovação de Bolsonaro cai após semana de polêmicas, diz XP/Ipespe

“Não pode viver radicalismo do ‘nós contra eles’. Isso faz lembrar o PT, só que às avessas”, afirmou  Alckmin , em conversa com jornalistas após uma palestra. Ele ainda disse o presidente deveria ser mais tolerante às críticas, que “constroem, aperfeiçoam e evitam erros” do governo.

O ex-governador falou ainda sobre a agenda diplomática de Bolsonaro , que está em viagem aos Estados Unidos nesta semana para se encontrar com o presidente Donald Trump. Para ele, é preciso ter mais foco nos interesses do Brasil. 

Leia também: Bolsonaro tem jantar com embaixador brasileiro e encontro com Olavo, nos EUA

“Eu torço pelo governo, torço pelo Brasil. Mas é preciso ter foco no interesse nacional, não no de outros países. Você não pode brigar com a China, um dos maiores parceiros comerciais. Não faz sentido”, defendeu. Alckmin também afirmou que a posição do PSDB será de “ajudar o Brasil”, mas que o partido não participará do governo. 

Durante a palestra, o ex-governador disse que, a princípio, todos os parlamentares do PSDB devem votar a favor da reforma da Previdência. No entanto, questionado sobre o assunto após o evento, afirmou que ainda não há uma posição definida e que o tema ainda está sendo discutido pelo partido, mas que a tendência é a aprovação com algumas ressalvas.

Leia mais:  Mourão diz que fala de Bolsonaro sobre eleições deve ser “relevada”

Leia também: Após esforço de 60 horas na Assembleia de SP, PSDB barra CPI sobre Paulo Preto

O tucano também cobrou do governo a apresentação da reforma para os militares, e afirmou que não pode haver diferença de tratamento. “A regra precisa ser para todos. Caso contrário se perde o argumento. Há um grande déficit, que precisa ser corrigido. Mas vai ter que mudar para todo mundo. O governo vai mandar, acredito. Já deveria ter feito”, defendeu  Alckmin .

Fonte: IG Política
Comentários do Facebook
Continue lendo
Variedades3 horas atrás

Casados há mais de 7 décadas na BA, idoso de 104 e mulher de 94 anos

Casal mora em povoado de Vitória da Conquista, na região sudoeste da Bahia, têm 5 filhos, 18 netos e 24...

Nacional3 horas atrás

Google e WhatsApp devem remover imagens da boneca ‘Momo’

Imagens da boneca têm sido utilizadas por criminosos da internet para convencer crianças e jovens a cometerem atos ilícitos e...

Estadual4 horas atrás

Detenta foge de hospital em Vitória e deixa filho de dois meses internado

Aline Barreto Alcântara cumpria pena no Centro Prisional Feminino de Cariacica por furto qualificado. Presa fugiu por uma báscula após...

Mulher4 horas atrás

Aline Riscado posa de biquíni na praia e ganha elogios: ‘Parece uma escultura’

Beldade divulgou foto nas redes sociais RIO DE JANEIRO (RJ) – Aline Riscado aproveitou o finalzinho da tarde de domingo...

Nacional5 horas atrás

Menina se mata com a arma do pai em São Paulo

Ele estava tomando banho quando ouviu o barulho do tiro SÃO CAETANO (SP) – Uma menina de 10 anos se...

Nacional6 horas atrás

Homem pega no pênis de menino de 13 anos e diz: “quero sentir endurecer”

CUIABÁ (MT) – Um homem, identificado como E.L.R., 47 anos, foi preso em flagrante por abusar sexualmente de um garoto...

Agricultura7 horas atrás

Em Washington, ministra ressalta importância da reaproximação com os EUA

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), que acompanha viagem do presidente Jair Bolsonaro aos Estados Unidos, comentou nesta...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana