conecte-se conosco



Saúde

Seis meses após saída de médicos cubanos, governo não sabe como suprir demanda

Publicado

em

médicos cubanos
Luciano Lanes / PMPA

Médicos cubanos deixaram o programa Mais Médicos por decisão do país caribenho após eleição de Bolsonaro

O governo Bolsonaro parece ainda não ter encontrado uma solução para preencher as vagas deixadas por médicos cubanos no Brasil. Seis meses após o governo de Cuba anunciar o fim de sua participação no programa Mais Médicos, em decorrência de falas ameaçadoras de Bolsonaro à presença dos profissionais no país, 28 milhões de brasileiros estão sem assistência médica.

Leia também: Ministério da Saúde admite legitimidade do uso do termo “violência obstétrica”

Os dados sobre o desmonte da saúde no país foram expostos pelo The New York Times. Em recente reportagem, o jornal norte-amricano mostra que quase três mil municípios continuam desassistidos após a saída dos médicos cubanos , principalmente as comunidades indígenas e ribeirinhas e as populações das regiões periféricas. Uma situação que ocorre por conta do descaso com que o governo Bolsonaro trata a saúde pública, segundo avaliação do ex-ministro Arthur Chioro , em entrevista à Rádio Brasil Atual .

“São dirigentes inescrupulosos que fundamentam suas ações por um viés meramente ideológico, sendo incapazes de enfrentar a realidade e admitirem que o programa Mais Médicos poderia inclusive ser aperfeiçoado”, afirma o ex-ministro.

Em fevereiro, o Ministério da Saúde chegou a anunciar que as vagas deixadas tinham sido preenchidas por médicos brasileiros. No entanto, já em abril, milhares desses profissionais desistiram, muitos sequer compareceram ao trabalho. O governo afirmou que mais de mil municípios, além de dez Distritos Sanitários Especiais Indígenas, começariam a receber 1.975 médicos , a partir desta segunda-feira (24). Um número ainda abaixo da demanda.

Leia também: Brasil fecha acordo para Reino Unido ajudar com R$ 75 milhões na saúde pública

Estudo realizado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) mostra ainda que o Brasil poderá registrar, até 2030, 100 mil mortes consideradas evitáveis devido à paralisação do programa Mais Médicos e saída dos médicos cubanos  e do congelamento dos gastos federais na saúde do país com a Emenda Constitucional 95, conhecida como PEC do Teto de Gastos. “Lamentavelmente nós estamos lidando com um governo, um presidente da República e ministro da Saúde que não têm nenhum compromisso com a vida”, critica Chioro.

Comentários do Facebook

Saúde

Hospital de campanha para covid-19 começa a funcionar em Águas Lindas

Publicado

em


.

Será inaugurado hoje (5), às 8h30, o Hospital de Campanha (HCamp) de Águas Lindas (GO), para atender exclusivamente casos suspeitos ou confirmados de covid-19 na região do Entorno do Distrito Federal. Águas Lindas fica a cerca de 50 quilômetros de Brasília.

O presidente Jair Bolsonaro e o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, devem participar da cerimônia.

A unidade terá 200 leitos de internação, dos quais 190 de enfermaria e 10 de UTI, com rede de gás instalada. Essa rede, os geradores elétricos e camas foram adquiridos com recursos do Ministério da Saúde. Segundo a Secretaria de Saúde de Goiás, a estrutura permite ampliar o número de leitos de UTI conforme a necessidade.

O governo federal também será responsável pelo aluguel e a manutenção da estrutura física do hospital.

A unidade foi construído pelo governo federal, ao custo de R$ 10 milhões, e será mantido pelo governo de Goiás, que custeará insumos e equipes, com total de 263 colaboradores diretos – que incluem 45 médicos, 85 enfermeiros e técnicos em enfermagem, 23 fisioterapeutas, além de farmacêuticos, psicólogos e nutricionistas.

A Secretaria de Saúde informa que já enviou dez ventiladores pulmonares para a unidade, onde estão instalados monitores multiparamétricos para verificação dos sinais vitais dos pacientes graves. O hospital de campanha dispõe de tomógrafo computadorizado e laboratório clínico para a realização de exames (análise clínica completa).

O acordo de cooperação entre os governos federal e de Goiás prevê o funcionamento do HCamp por quatro meses, podendo ser prorrogado. A assinatura do acordo é de 22 de maio. Inicialmente, a estimativa era de que as obras do hospital fossem concluídas em abril.

Edição: Graça Adjuto

Fonte: EBC Saúde

Comentários do Facebook
Continue lendo
Internacional10 minutos atrás

Ministros da UE propõem bloqueio de fronteiras até julho

Os ministros do Interior da União Europeia chegaram a um acordo, nesta sexta-feira (05), para estender o fechamento das fronteiras...

Policial10 minutos atrás

Força Tática da 12ª Cia Independente apreende armas e detém indivíduo em Jabour

. Na tarde desta quinta-feira  (04), a Força Tática da 12ª Cia Independente apreendeu duas armas e deteve um indivíduo em...

São Mateus10 minutos atrás

Perseguição policial assusta moradores em São Mateus

  Uma perseguição policial no início da noite desta quinta-feira (04) causou medo e deixou moradores dos bairros Ideal, Centro...

Policial20 minutos atrás

Forças de segurança desencadeiam operação que resulta em 12 prisões em Pinheiros

. Na manhã desta quinta-feira (04), uma operação conjunta realizada no município de Pinheiros, resultou em 12 prisões. A ação...

Esportes55 minutos atrás

Bolívia estuda volta do futebol e jogo contra a Seleção Brasileira

.   Os primeiros jogos das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar, em 2022, estavam marcados para...

Polícia Federal1 hora atrás

OPERAÇÃO HÓRUS – Policiais realizam apreensão de 2 veículos carregados com cigarros paraguaios

. Guaíra/PR – Na madrugada desta quinta-feira (4/6), mais uma apreensão foi realizada por equipes que participam da OPERAÇÃO HÓRUS,...

Internacional1 hora atrás

Japão pode dar 300 milhões de dólares para projeto contra covid-19

. O primeiro-ministro do Japão, Abe Shinzo, prometeu 300 milhões de dólares em auxílio financeiro para uma organização internacional que...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!