conecte-se conosco



Estadual

Segunda fase de testes estima que mais de 200 mil já tiveram coronavírus no ES

Publicado

em

 

Governador Renato Casagrande divulgou o número na manhã desta segunda-feira (1º).

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), disse que a segunda fase do “Inquérito Sorológico” – campanha de testagem da população para detecção de anticorpos do novo coronavírus – apontou que mais de 200 mil pessoas já contraíram Covid-19 no estado.
A informação foi publicada nas redes sociais do governador nesta segunda-feira (1º). Segundo ele, 206.559 já tiveram a doença, o que representa 5,14% da população do estado.
Ainda de acordo com o governador, mais detalhes sobre os resultados da segunda fase serão divulgados em uma coletiva de imprensa.
A segunda fase da testagem aconteceu entre 27 e 29 de maio em 19 cidades capixabas: Afonso Cláudio, Alegre, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Colatina, Linhares, Nova Venécia, São Mateus, Serra, Vila Velha, Vitória, Baixo Guandu, Conceição da Barra, Ecoporanga, Iúna, Marataízes, Santa Maria de Jetibá, Sooretama e Viana.
O inquérito vai permitir que o governo possa obter uma fotografia da situação epidemiológica no Espírito Santo, já que os resultados coletados servirão para abastecer uma base de dados.

Cronograma
  • Etapa 3
Data: 8, 9 e 10 de junho
Municípios: Afonso Cláudio, Alegre, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Colatina, Linhares, Nova Venécia, São Mateus, Serra, Vila Velha, Vitória, Aracruz, Barra de São Francisco, Castelo, Guaçuí, Guarapari, Pedro Canário, São Gabriel da Palha e Venda Nova do Imigrante.
  • Etapa 4
Data: 22, 23 e 24 de junho
Municípios: Afonso Cláudio, Alegre, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Colatina, Linhares, Nova Venécia, São Mateus, Serra, Vila Velha, Vitória, Baixo Guandu, Conceição da Barra, Ecoporanga, Iúna, Marataízes, Santa Maria de Jetibá, Sooretama e Viana.

Comentários do Facebook

Estadual

Programa “Soluções Pré-Processuais das Demandas de Consumo” é tema de Podcast

Publicado

em


.

Consumidores e Fornecedores podem solucionar seus conflitosatravés de plataformas disponíveis na página da Coordenadoriados Juizados Especiais.

O novo episódio do Just Talk – o Podcast do TJES – fala sobre o Programa de Soluções Pré-Processuais de Demandas de Consumo, criado pela Supervisão dos Juizados Especiais. A iniciativa cria canais para aproximar consumidores e fornecedores para que cheguem a um acordo, de forma virtual, antes mesmo de ingressarem com uma ação no Judiciário.

Quem explica o assunto é o coordenador dos Juizados Especiais, juiz Leonardo Alvarenga: “O objetivo é facilitar a negociação, através de plataformas que facilitam o diálogo entre consumidores e representam um caminho muito útil para a resolução das demandas, sem a intervenção direta da ação processual”.

As plataformas podem ser acessadas pelo site do TJES, na página da Coordenadoria dos Juizados Especiais. A primeira, disponibilizada pelo Ministério da Justiça, é consumidor.gov.br e a segunda é da Samsung, chamada Hotline. Ambas projetam o consumidor diretamente para um cadastro, que é feito antes de se registrar a reclamação e depois para um período de trânsito, que dura de 5 a 10 dias, que tem obtido alta resolutividade na solução das questões apresentadas pelos consumidores.

De acordo com o juiz, nas plataformas podem ser discutidas os mais variados tipos de situação: vício do produto, falta de entrega, atraso, assistência técnica inadequada, aumento abusivo nos preços, entre outros.

“O uso das plataformas é prático tanto para o consumidor quanto para empresa. O consumidor poupa tempo, deslocamento e consegue uma resolução eficaz das suas demandas. As empresas refinam o seu negócio, a sua atividade econômica, melhoram o seu pós-venda, diminuem o seu passivo de demandas judiciais”.

Para o magistrado o programa é mais uma forma de ampliar o acesso dos cidadãos à justiça: “Hoje, nós trabalhamos um conceito de Justiça Multiportas, que significa dizer que a Justiça não é somente uma instituição, não é um prédio, não é física. Ela está em todos os lugares, incluindo a internet.”

“E o acesso à Justiça significa acesso à ordem jurídica justa, aquilo que o cidadão tem direito de receber através dos mecanismos, inclusive esses de negociação, de conciliação, de composição, fora do sistema adversarial que nós conhecemos de ação processual, de citação, de sentença. É a oportunidade do cidadão construir sua própria verdade e fazê-lo em um tempo muito mais rápido, através de um sistema muito eficiente, nesse mundo cada vez mais virtualizado”, finaliza.

Ouça o episódio na íntegra.

Leia a transcrição completa.

Vitória, 03 de julho de 2020

 

Informações à Imprensa

Assessoria de Imprensa e Comunicação Social do TJES
Texto: Tais Valle | [email protected]

Maira Ferreira
Assessora de Comunicação do TJES

[email protected]
www.tjes.jus.br

Fonte: TJES

Comentários do Facebook
Continue lendo
Política5 minutos atrás

Lava Jato: Moro critica Aras e teme mudanças na operação

Agência Brasil Ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro disse que Bolsonaro errou ao escolher Aras como Procurador-Geral O juiz Sergio Moro,...

Nacional5 minutos atrás

Prédio desaba no Paraná e deixa cinco pessoas da mesma família feridas

Reprodução/Twitter Segundo informações, todas as vítimas foram resgatadas com vida Na madrugada deste sábado(4), o desabamento de um prédio em...

Internacional2 horas atrás

Tóquio registra 131 novos casos de coronavírus

. Fontes no governo metropolitano de Tóquio informam que foram confirmados 131 novos casos de coronavírus no sábado (4). Trata-se...

Policial2 horas atrás

Polícia Militar Ambiental apreende redes de pesca irregulares em São Mateus

. Nesta sexta-feira (03), policiais militares da Terceira Companhia do Batalhão de Polícia Militar Ambiental realizaram mais uma etapa da...

Internacional2 horas atrás

Crânios e restos humanos são vendidos no mercado negro do Facebook

Ashlee Gray/Getty Images Crânios e restos mortais costumam ser roubados em sítios arqueológicos e cemitérios Em 2013, um colecionador americano...

Internacional2 horas atrás

Sete policiais são feridos ao tentar acabar com festa ilegal em Londres; assista

Reprodução Vídeos mostram toda a confusão após a chegada da polícia no local Na noite desta sexta-feira (3), um evento...

Entretenimento2 horas atrás

Paolla Oliveira lamenta por minissérie: “Virou uma cena de bunda”

Uma cena protagonizada pela atriz Paolla Oliveira na minissérie da Globo “Felizes Para Sempre?”, de 2015, teve uma repercussão imensa...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!