conecte-se conosco



Estadual

Secretaria da Saúde divulga 33º boletim da Covid-19

Publicado

em

.

O Espírito Santo tem 96 casos confirmados do novo Coronavírus (Covid-19) até esta terça-feira (31). O caso, que totalizaria 97, pertence a um paciente morador do Rio de Janeiro que possui empresa em solo capixaba e procurou serviço de saúde local. A confirmação desse paciente já foi repassada ao seu estado de origem pelo Centro de Informações Estratégicas e Respostas em Vigilância em Saúde (CIEVS), da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). O Espírito Santo já registra casos de transmissão comunitária da doença, ou seja, quando não há como identificar a origem da contaminação.

Dos casos confirmados, 13 pacientes já estão curados, 68 estão em isolamento residencial e 15 estão internados, sendo nove em UTI. Não há óbitos.

A Sesa lembra que os dados pessoais dos pacientes são invioláveis de acordo com a Constituição Federal, estando protegidos por sigilo pela Lei 13.709/2018 (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais), sendo vedada inclusive a divulgação de bairros em que se localiza a residência dos casos suspeitos ou confirmados. A violação destes direitos está sujeita a responsabilização administrativa, cível e criminal.

Município de

Residência

Caso

confirmado

Caso

Descartado

Caso

suspeito

Total

Afonso Cláudio

0

1

3

4

Água Doce do Norte

0

1

0

1

Alegre

0

2

0

2

Alfredo Chaves

0

5

1

6

Alto Rio Novo

1

0

0

1

Anchieta

0

1

5

6

Apiacá

0

0

12

12

Aracruz

0

7

15

22

Atílio Vivácqua

0

2

2

4

Barra de São Francisco

0

3

1

4

Boa Esperança

0

1

0

1

Bom Jesus do Norte

0

0

11

11

Cachoeiro de Itapemirim

1

24

12

37

Cariacica

5

72

78

155

Castelo

1

5

6

12

Colatina

0

14

8

22

Conceição da Barra

0

0

1

1

Divino de São Lourenço

0

1

0

1

Domingos Martins

0

8

3

11

Dores do Rio Preto

0

1

0

1

Fundão

0

0

16

16

Governador Lindenberg

0

0

1

1

Guaçuí

0

4

3

7

Guarapari

2

17

4

23

Ibiraçu

0

0

1

1

Iconha

0

4

2

6

Itaguaçu

0

1

0

1

Itapemirim

1

3

0

4

Itarana

0

2

0

2

Jaguaré

0

2

1

3

Jerônimo Monteiro

0

1

3

4

João Neiva

0

0

3

3

Laranja da Terra

0

1

0

1

Linhares

4

57

96

157

Mantenópolis

0

0

1

1

Marataízes

0

3

3

6

Marechal Floriano

0

0

3

3

Marilândia

0

0

5

5

Mimoso do Sul

0

2

4

6

Montanha

0

0

2

2

Mucurici

0

0

1

1

Muniz Freire

0

2

0

2

Muqui

0

0

1

1

Nova Venécia

0

5

1

6

Pancas

0

1

0

1

Pedro Canário

0

3

1

4

Pinheiros

0

2

6

8

Piúma

0

7

7

14

Ponto Belo

0

1

0

1

Rio Bananal

0

2

2

4

Rio Novo do Sul

0

1

1

2

Santa Maria de Jetibá

0

6

0

6

Santa Teresa

1

1

0

2

São Gabriel da Palha

0

1

1

2

São José do Calçado

0

1

0

1

São Mateus

1

10

8

19

São Roque do Canaã

1

0

2

3

Serra

14

82

281

377

Sooretama

0

0

6

6

Vargem Alta

0

2

0

2

Venda Nova do Imigrante

0

3

2

5

Viana

1

8

37

46

Vila Pavão

0

1

0

1

Vila Velha

35

211

192

438

Vitória

28

155

121

304

Total

96 + 1*

750

976

1.823

 

Como prevenir

Até o momento não há um tratamento específico para a doença, que é transmitida por gotículas de saliva e catarro que se espalham pelo ambiente. Por isso, é fundamental manter alguns cuidados com a higiene pessoal que também valem para afastar o risco de gripe e outras tantas doenças respiratórias.

– Lavar as mãos frequentemente por pelo menos 20 segundos com água e sabão;

– Utilizar antisséptico de mãos à base de álcool para higienização;

– Cobrir com a parte interna do cotovelo a boca e o nariz ao tossir ou espirrar;

– Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

– Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

– Não compartilhar objetos de uso pessoal;

– Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado.

 

Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sesa
Syria Luppi / Kárita Iana / Paula Lima / Luciana Almeida / Thaísa Côrtes
[email protected]

 

Fonte: Governo ES

Comentários do Facebook

Estadual

Espírito Santo registra mais de 12 mil casos de chikungunya

Publicado

em

 

.

Em meio a pandemia enfrentada no Espírito Santo devido ao novo Coronavírus (Covid-19), a população capixaba também precisa estar atenta aos casos da chikungunya. Em 2020 foram registrados 12.121 casos da doença, representando quase 16% a mais em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 762 casos confirmados. Os dados são do último boletim epidemiológico divulgado pela Secretária da Saúde (Sesa), nesta quinta-feira (04).

O chefe do Núcleo Especial de Vigilância Ambiental, Roberto Laperriere Júnior, explica os motivos que levaram ao de casos. “No começo do ano tivemos o período sazonal, devido à questão da suscetibilidade da população em relação ao vírus da Chikungunya. Além disso, o mosquito possuí o clima favorável para a proliferação, o que ocasiona no aumento de casos”, explicou Roberto Laperrieri.

Para evitar a propagação do inseto é necessário que toda população esteja empenhada em eliminar os focos do mosquito. De acordo com o Ministério da Saúde, 80% dos criadouros estão nas residências. Segundo Laperriere, a limpeza dos quintais e objetos que acumulam água deve ser feita semanalmente.

“É importante fazer a limpeza minimamente semanal, pois temos que considerar o ciclo biológico do mosquito que ocorre entre três a oito dias. Eliminando o foco nesse período, conseguimos inibir a proliferação”, ressaltou.

Ciclo de vida do Aedes aegypti

O mosquito Aedes aegypti é transmissor da dengue, zika e chikungunya. Seu ciclo de vida é dividido em quatro etapas: ovo, larva, pupa (estágio intermediário entre a larva e o adulto) e adulto. A fêmea do mosquito deposita seus ovos nas bordas dos recipientes com água limpa e parada. Dois ou três dias após o contato com o líquido, os ovos viram larvas e dias depois chegam na fase da pupa. Esse ciclo dura cerca de 48 horas e, ao término, se transformam em mosquitos adultos.

Sintomas da chikungunya

Febre alta. A dor, nesse caso, é súbita, intensa e chega a ser incapacitante, impedindo a pessoa de realizar suas atividades comuns do dia a dia. A dor se concentra nas articulações e pode ocorrer rigidez matinal nas articulações (principalmente mãos). A vermelhidão surge a partir do quarto dia e, diferentemente das demais, pode causar aftas.

Como prevenir:

– Limpar o quintal, jogando fora o que não é utilizado;

– Tirar água dos pratos de plantas;

– Colocar garrafas vazias de cabeça para baixo;

– Tampar tonéis, depósitos de água, caixas d’água e qualquer tipo de recipiente que possa reservar água;

– Manter os quintais bem varridos, eliminando recipientes que possam acumular água, como tampinha de garrafa, folhas e sacolas plásticas;

– Escovar bem as bordas dos recipientes (vasilha de água e comida de animais, pratos de plantas, tonéis e caixas d’água) e mantê-los sempre limpos.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Nacional3 minutos atrás

Patroa responderá por morte do filho de 5 anos de doméstica em PE

Mulher deixou garoto pegar elevador sozinho para ir atrás da mãe. Detida, pagou fiança de R$ 20 mil e responde...

Entretenimento4 minutos atrás

Lembra dela? Lady Lu fala de depressão e abstinência após relacionamento

Lady Lu, que foi uma das mulheres mais desejadas dos anos 1990, foi entrevistada pela jornalista Lisa Gomes em seu...

Nacional10 minutos atrás

SEST SENAT vai realizar testes rápidos da covid-19 em 30 mil trabalhadores do transporte

  No Espírito Santo os postos de vacinação vai acontecer em Cariacica e na Serra O SEST SENAT (Serviço Social...

Esportes14 minutos atrás

Covid-19: sem vacina até dezembro, "não haverá Olimpíada", diz Conrado

. O presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Mizael Conrado, entende que os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio (Japão),...

Nacional14 minutos atrás

Protesto pela morte de garoto que caiu de prédio em Recife acontecerá amanhã (5)

      Reprodução/Twitter Garoto foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos causados pela queda. Um protesto pela morte de...

Entretenimento19 minutos atrás

Maitê Proença critica Bolsonaro e Ricardo Salles: “Só há plano para destruir”

Maitê Proença compartilhou as opiniões dela sobre o governo Bolsonaro . A atriz e ativista ambiental criticou em entrevista ao...

Nacional29 minutos atrás

Pandemia trará desordem social ao Brasil, prevê especialista em desigualdade

Pam Santos/@soupamsantos Manifestações contra ou a favor do governo já têm sido frequentes nas ruas de grandes cidades como São...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!