conecte-se conosco


Direto de Brasília

Reguffe se filia ao Podemos depois de ficar três anos em mandato sem partido

Publicado

em

Reguffe arrow-options
Divulgação
Reguffe se filia ao Podemos após três anos sem partido


O senador Reguffe (DF) aderiu nesta quarta-feira (18)  à bancada do Podemos, depois de mais de três anos sem filiação partidária. Com isso, o partido se isola como o segundo maior do Senado, com 11 parlamentares — o maior é o MDB, que tem 13.

Leia também: Conselho de Ética e Decoro do Senado é instaurado com sete meses de atraso

Além de Reguffe , a senadora Selma Arruda (PSL-MT) anunciou também nesta quarta a sua mudança de bancada, que ainda precisa ser formalizada junto à Secretaria-Geral da Mesa. Quando isso acontecer, o Podemos chegará a 11 senadores.

Reguffe foi eleito em 2014 pelo PDT, mas deixou o partido em fevereiro de 2016, por discordar da posição de apoio ao governo da então presidente Dilma Rousseff, que já enfrentava processo de impeachment. Na época, ele adiantou que não se filiaria a nenhum partido imediatamente.

Leia também: CCJ do Senado confirma sabatina de Augusto Aras para o dia 25

O hiato acabou durando mais de três anos, e foi o período mais longo que um senador passou sem filiação desde a redemocratização do país. Nesse tempo, o parlamentar não relatou projetos de lei e não participou de comissões permanentes.

Juíza Selma foi eleita em 2018 pelo PSL, quando disputou pela primeira vez uma eleição. A senadora não explicitou seus motivos para deixar o partido do presidente da República, Jair Bolsonaro, mas afirmou que vai trabalhar para convencer outros parlamentares da legenda a fazerem a migração.

Leia também: Jorge Kajuru vai se filiar ao quarto partido em menos de nove meses como senador

“Chega da velha política, das oligarquias, chega de clãs mandando neste país. A submissão não pode ser mais uma regra quando se fala em democracia e em parlamento livre”, afirmou.

Leia mais:  Investigada por “fake news” rebate STF: “Prisão para esses bandidos de toga”

O líder do PSL, senador Major Olimpio (SP), participou do evento em que a ex-juíza federal anunciou sua filiação ao Podemos.

A bancada do Podemos começou o ano como a quarta maior, com cinco senadores. Quatro deles já tinham mandato em curso — Alvaro Dias (PR), Elmano Férrer (PI), Romário (RJ) e Rose de Freitas (ES) — e um fora eleito em 2018 — Oriovisto Guimarães (PR). De lá para cá, porém, o partido mais do que duplicou a sua representação. Os senadores Eduardo Girão (CE), eleito pelo Pros, e Styvenson Valentim (RN), pela Rede, se filiaram no início de fevereiro ao Podemos, bem como o 2º vice-presidente do Senado, Lasier Martins (RS), ex-PSD. Em agosto, foi a vez do senador Marcos do Val (ES), que era da bancada do partido Cidadania. Com as chegadas de Reguffe e Selma Arruda, o partido somará seis adesões no ano.

Comentários do Facebook
publicidade

Direto de Brasília

Alexandre de Moraes vota a favor de prisão após segunda instância

Publicado

em

source
Ministro Alexandre de Moares arrow-options
Rosinei Coutinho/SCO/STF

Ministro votou contra o ministro Marco Aurélio

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes votou a favor do cumprimento antecipado de pena após condenação em segunda instância . Com o voto, o placar está em 1 a 1 após o ministro Marco Aurélio Mello votar contra a pauta.

No início da leitura do voto, Moares disse que “toda vez que se altera a jurisprudência se fala em evolução”, mas que, às vezes, também há uma “involução”.

Acompanhe ao vivo: STF retoma julgamento sobre prisão em segunda instância

Em seguida, o ministro fez uma defesa da democracia e ciriticou ameaças à Corte. “Paixões políticas e ideológicas resultaram em ameaças ao STF, muito acima das salutares  manifestações de uma democracia. Relatores foram chamados de levianos e corruptos por ter uma posição contrária”, afirmou.

Na sustentação do voto, Moraes disse que “alterações de posicionamento não produziram nenhum impacto significativo no sistema penitenciário nacional” e que não vê que os princípios de presunção de inocência e de não culpabilidade serão feridos. “A decisão de segundo grau é fundamentada”, completou.

Comentários do Facebook
Leia mais:  Kajuru quer liminar do STF para reabrir impeachment de Gilmar Mendes e Lava Toga
Continue lendo
Carros e Motos46 minutos atrás

Veja 5 scooteres inéditos que estão no Salão Duas Rodas 2019

arrow-options Guilherme Menezes/iG Salão Duas Rodas 2019 conta com várias opções de scooteres para todos os gostos e bolsos O...

Estadual46 minutos atrás

Hospital Estadual de Urgência e Emergência promove ação no Dia Mundial do Diabetes

O Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), em Vitória, unidade hospitalar gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social...

Estadual46 minutos atrás

Maratona de programação movimenta o Epicentro nesta quarta (20)

O Hub de Inovação, Epicentro, localizado no Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), no Centro de Vitória, é um...

Estadual46 minutos atrás

SIC 2019: 48 cafés capixabas são selecionados para o Coffee of the Year

Cafeicultores do Espírito Santo participam em peso do concurso Coffee of the Year (COY), realizado durante a Semana Internacional do Café (SIC)....

Estadual46 minutos atrás

Policiais civis participam de curso sobre excelência no atendimento

Policiais civis que atuam na 2ª Delegacia Regional e nos Distritos Policiais de Vila Velha participam, nesta semana, de um...

Estadual46 minutos atrás

Cultura, gastronomia, história, música e tombo da polenta fazem parte da programação da RuralTur 2019

Quem prestigiar a 15ª Feira Nacional do Agroturismo Rural (RuralTur), que acontece entre quinta-feira (21) e domingo (24), em Venda...

Estadual47 minutos atrás

Vitória recebe Fórum Regional de Concessões e Parcerias

Na próxima segunda-feira (25), Vitória será sede do Fórum PPPs e Concessões– Espírito Santo, evento que reunirá investidores, empresários, consultorias...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana