conecte-se conosco


Economia

Reformas e ajustes “são essenciais” para manter a inflação baixa, diz Goldfajn

Publicado

em


O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, disse que as reformas estruturais  são importantes para manter inflação baixa
José Cruz/Arquivo/Agência Brasil

O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, disse que as reformas estruturais são importantes para manter inflação baixa

O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, afirmou nesta sexta-feira (11), em um evento no Rio de Janeiro, que fazer reformas e ajustes estruturais na economia brasileira são medidas “essenciais” para manter a inflação baixa no País.

Leia também: O que é a capitalização, que estará na proposta de reforma da Previdência

De acordo com ele, essas medidas, além de combater a inflação, devem segurar também as taxas de juros e auxiliar na recuperação econômica. “Manter o controle da inflação é um trabalho contínuo, sabendo que reformas e ajustes necessários à economia brasileira são essenciais para manter a inflação baixa no médio e no longo prazos, para a queda estrutural das taxas de juros e para a recuperação sustentável da economia”, disse.

A declaração foi dada no mesmo dia em que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do Brasil. O indicador fechou o ano a 3,75% .

Ilan Goldfajn lembrou que o índice ficou dentro da meta estipulada pelo BC, que era de 4,5% com intervalo de tolerância entre 3% e 6%. Segundo ele, a confiança na política monetária é fundamental para as expectativas do mercado.

“O mais importante é que as perspectivas de inflação para os próximos anos continuam dentro da meta”, afirmou. No primeiro Boletim Focus de 2019 , divulgado pelo Banco Central, a projeção de inflação para o fim deste ano ficou em 4,01%, com meta de 4,25% e intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%.

Goldfajn fica no cargo deaté março, quando será substituído por Roberto Campos Neto, indicado do ministro da Economia, Paulo Guedes.

Leia mais:  Brasileiro gasta acima do previsto e consumo consciente regride

Conheça Roberto Campos Neto, o próximo presidente do Banco Central


Caberá a Roberto Campos Neto, futuro chefe do Banco Central, zelar pela política cambial, fixar a taxa de juros, regular o sistema bancário e perseguir as metas de inflação fixadas pelo governo
José Cruz/Agência Brasil

Caberá a Roberto Campos Neto, futuro chefe do Banco Central, zelar pela política cambial, fixar a taxa de juros, regular o sistema bancário e perseguir as metas de inflação fixadas pelo governo

Campos Neto, como sugere seu nome, é neto de Roberto Campos, que foi ministro do Planejamento de Castelo Branco durante a ditadura militar. Ele tem 49 anos e construiu sua carreira como operador financeiro. Para tomar posse, seu nome terá ainda de passar por uma sabatina na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal.

Apesar da indicação de Campos Neto,  a preferência dos consultores econômicos do presidente Jair Bolsonaro, inclusive do ministro Paulo Guedes, era pela preferência de Ilan Goldfajn. Ele, contudo, preferiu deixar o posto.

Leia também: Os 27 nomes que compõem a equipe econômica de Paulo Guedes

Cabe ao chefe do Banco Central – uma autarquia ligada ao ministério da Fazenda que tem status de ministério – zelar pela política cambial do país, fixar a taxa de juros básica, regular o sistema bancário nacional, bem como perseguir as metas de inflação fixadas pelo governo.

Comentários do Facebook
publicidade

Economia

Bolsonaro analisa proposta de aposentadoria para militares nesta quarta-feira

Publicado

em


Bolsonaro desembarcou nesta quarta-feira (20) em Brasília para analisar proposta de aposentadoria dos militares; Mourão participa de reunião
Alan Santos/PR

Bolsonaro desembarcou nesta quarta-feira (20) em Brasília para analisar proposta de aposentadoria dos militares; Mourão participa de reunião


A proposta de reforma para a aposentadoria dos militares está sendo analisada, nesta quarta-feira (20), pelo presidente Jair Bolsonaro. Desde às 10h, ele está reunido, no Palácio da Alvorada, com o vice-presidente, Hamilton Mourão, os comandantes do Exército, da Aeronáutica e da Marinha, além do ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva e outros membros da equipe econômica.

Leia também: Previdência deve ser votada na CCJ nos primeiros dias de abril, diz Francischini

A expectativa é que, depois de discutido e aprovado por Bolsonaro, o projeto de aposentadoria dos militares seja encaminhado ainda hoje ao Congresso Nacional, iniciando, assim, a tramitação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

De acordo com Mourão, a reforma da Previdência para os militares já está finalizada. ‘Está tudo ajustado. Ele [o ministro] vai apresentar para o presidente, para o presidente fechar esse pacote. Não tem nada faltando definir da parte do Ministério da Defesa. É só a decisão presidencial agora”, explicou.

No domingo (17), o Bolsonaro havia dito que, até o momento, não tinha conhecimento de nada sobre a  nova Previdência da categoria. “Informo que ainda não me foi apresentado a versão do projeto de lei que trata da Previdência dos militares. Possíveis benefícios, ou sacrifícios, serão divididos entre todos, sem distinção de postos ou graduações. Vamos valorizar e unir a tropa no ideal de melhor servir à Pátria”, escreveu o presidente em suas redes sociais.

Fonte: IG Economia
Comentários do Facebook
Leia mais:  Brasileiro gasta acima do previsto e consumo consciente regride
Continue lendo
Mulher30 minutos atrás

Vai fazer churrasco? Aprenda a limpar a grelha da churrasqueira com facilidade

Fonte: IG Delas Comentários do Facebook Leia mais:  Eletrobras vai investir R$ 12 bilhões até 2023 para concluir usina de...

Mulher30 minutos atrás

“Siririca molhada”: oficina ensina teoria e prática de ejaculação feminina

Uma, duas, três vezes. Esse foi o tanto que Thiare gozou até sentir um jato de água mais forte saindo...

Nacional40 minutos atrás

Polícia resgata homem que vivia na mata e se alimentava de cães mortos

As autoridades do município de Rosana, no estado de São Paulo, tentam descobrir a identidade do homem SÃO PAULO (SP)...

Mulher48 minutos atrás

As tendências de moda que vão estar em alta no outono/inverno 2019

O verão termina oficialmente nesta quarta-feira (20) e, é claro, que isso só quer dizer uma coisa: é hora de...

Agricultura48 minutos atrás

ALGODÃO/CEPEA: Baixa liquidez se mantém e Indicador cede

Cepea, 20/03/2019 – Os negócios de algodão em pluma continuam em ritmo lento no mercado brasileiro, segundo pesquisadores do Cepea....

Entretenimento1 hora atrás

Ex-BBB tira toalha, exibe corpão e provoca fãs na web; veja vídeo

Jonas, que já teve vídeo íntimo vazado, fez uma surpresa para os seguidores na internet O ex-BBB Jonas Sulzbach, que...

Agricultura1 hora atrás

ARROZ/CEPEA: Produtor se retrai e cotações sobem

Cepea, 20/03/2019 – Os preços do arroz em casca têm registrado leves aumentos no Rio Grande do Sul, devido à...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana