conecte-se conosco



Política

Reforma eleitoral: Senado deve rejeitar PEC que resgata coligações, diz Pacheco

Publicado

em


source
Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG)
Pedro Gontijo/Senado Federal

Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG)

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou nesta quarta-feira que a tendência na Casa é de rejeição à reforma política aprovada pela Câmara, que retoma as coligações em eleições proporcionais a partir de 2022 , mas garantiu que vai colocar o tema em apreciação dentro do prazo. Segundo ele, “há uma tendência de manutenção do sistema atual” entre os senadores, mas ainda haverá um amadurecimento do tema nas próximas semanas.

“A tendência é de manutenção do sistema político tal como é hoje, um sistema proporcional, sem coligações, com a cláusula de desempenho, para que possamos projetar ao longo do tempo um cenário que vai ser positivo, de menos partidos político e consequentemente de melhor legitimidade da população”, disse o presidente a jornalistas, ao ser questionado se a proposta tem chance de avançar.

Ele confirmou que fez um compromisso com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para o tema ser apreciado, mas que não pode garantir que haverá convergência:

“Sim, eu falei com o presidente Lira que, em respeito à Câmara, de um tema que é muito sensível e importante para a população, que tivéssemos esse compromisso do Senado se pronunciar à respeito, não necessariamente convergindo, mas que possa ser submetido ao plenário”.

Pacheco também afirmou que a reforma eleitoral será encaminhada inicialmente à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), antes de seguir para o plenário da Casa. O colegiado é comandado por um de seus principais aliados, o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP). Ainda assim, garantiu que o tema terá tempo de ser apreciado.

O presidente do Senado voltou a se posicionar contra a mudança no sistema atual, mas disse que é importante a Casa se debruçar sobre o tema dentro do prazo estabelecido, que vai até outubro deste ano.

“É uma Proposta de Emenda à Constituição, deve ser submetida à CCJ, o presidente Davi Alcolumbre deverá, então, pautar essa matéria, e na sequência vem ao plenário. Tudo dentro de um tempo, o mais rápido possível, para que haja um pronunciamento definitivo em relação a essa matéria”, declarou.

Comente Abaixo
Nacional13 minutos atrás

Tempo frio e nublado nesta terça-feira  em São Paulo

Governo do Estado de São Paulo Previsão do tempo São Paulo O clima chuvoso e nublado continua nesta terça-feira (26).O...

Variedades2 horas atrás

Homem fica furioso após ter entrevista de emprego sabotada pela própria esposa

Por conta do comportamento de sua esposa ele perdeu uma oportunidade de conquistar seu trabalho dos sonhos. Um homem ficou...

Policial2 horas atrás

Caminhonete roubada em São Mateus é recuperada em Linhares pela PRF

Um homem, que não teve o nome divulgado, foi encaminhado à 16ª Delegacia de Linhares, no Norte do Espírito Santo, após fugir...

São Mateus2 horas atrás

Vereadores de São Mateus analisam orçamento de R$ 348,5 milhões para 2022

Proposta orçamentária enviada pelo prefeito em exercício foi lida em plenário e enviada para análise das comissões permanentes São Mateus...

Política5 horas atrás

Eduardo Cunha quer ser candidato a deputado federal por São Paulo

  Wilson Dias/ Agência Brasil – Cunha teve o mandato cassado em 2016 Com seus direitos políticos suspensos até 2027, ...

Política6 horas atrás

Mais 10 nomes são incluídos em relatório da CPI da Pandemia; veja quais

Pedro França/ Agência Senado CPI da Covid no Senado Na véspera da votação do relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito...

Mulher6 horas atrás

10 dicas para relaxar e aliviar o estresse do dia a dia

  Redação João Bidu 10 dicas para relaxar e aliviar o estresse do dia a dia Se depois de um...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!