conecte-se conosco


Nacional

Radares em pedágios de SP multam carros que excedem velocidade de 40 km/h

Publicado

em


Cabines automáticas dos pedágios multam veículos que ultrapassam a  velocidade de 40 km/h
Alex de Jesus – 30.7.2015

Cabines automáticas dos pedágios multam veículos que ultrapassam a velocidade de 40 km/h


Três pedágios no interior de São Paulo já estão multando veículos que excedem a velocidade de 40 km/h ao passarem pelas cabines automáticas (conhecidas como Sem Parar). O flagra é realizado por meio de lombadas eletrônicas, que fotografam os carros por meio de radares instalados ao lado das passagens. As operações começaram na madrugada desta segunda-feira (11).

Leia também: Caminhão bate em marquise e pedágio desaba na rodovia dos Bandeirantes, em SP

Já são 12 radares instalados nas praças de Jaú, Coronel Macedo e Boa Esperança do Sul. Todas ficam no sudoeste paulista, local que dará início aos trabalhos de consciência do motorista em pedágios de passagem automática.

No total, o governo já autorizou a instalação de lombadas eletrônicas em praças de onze cidades. Além das que já estão funcionamento, aguardam homologação as cabines de Ituverava, Sales Oliveira, Sertãozinho, Pitangueira, Pongaí, Marília, Echaporã e Florínea.

Para que as concessionárias possam instalar os radares , é necessária a autorização do Departamento de Estrada e Rodagem (DER), órgão ligado ao governo do Estado.

Leia também: Câmara discute projeto que cria marco regulatório para transporte de cargas

O acordo para a instalação de lombadas eletrônicas nas cabines automáticas veio na renovação de concessões com as empresas que administram as praças. De acordo com a Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp), o custo para manutenção de cabines danificadas por veículos que ultrapassavam a velocidade máxima indicada para a passagem era alto e motivo de reclamação das mesmas.

A velocidade máxima de 40 km/h pelas cabines eletrônicas não subiu desde o surgimento das mesmas, em 2000. Ainda que a cancela abra em velocidades superiores, varia entre as praças.

Leia mais:  Jair Bolsonaro reúne ministros e pedeenxugamento da máquina pública

Leia também: Concessionárias de rodovias criticam ajuste de pedágio em São Paulo

Nas cabines automáticas, os veículos passam pelas praças sem a necessidade de parar para efetuar o pagamento, que é realizado por meio de um chip instalado no carro.

Os valores da multa aplicada pelos radares instalados nos pedágios seguem o Código Brasileiro de Trânsito. O motorista que ultrapassar 40 km/h em até 20% comete a infração média e sofre quatro pontos na carteira de habilitação, além de pagamento de multa no valor de R$ 130,16. De 21% a 50% a infração grave e punição de cinco pontos na CNH mais multa de R$ 195,23. Acima de 50%, infração gravíssima, com sete pontos na CNH e multa de R$ 295,47.

Fonte: IG Mundo
Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

Da suspeita de laranjas em eleição à provável demissão, entenda o caso Bebianno

Publicado

em

Um dos maiores aliados de Jair Bolsonaro na campanha que elegeu o ex-deputado federal, o ministro Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência da República, está muito perto de deixar o governo. De acordo com dois interlocutores do Planalto ouvidos pelo jornal O Estado de S. Paulo ,  a  exoneração de Bebianno já foi assinada pelo presidente e será publicada no Diário Oficial da União na próxima segunda-feira (18).

Se o resultado da crise provocada pelo caso Bebianno  for mesmo a saída do ministro, o próprio  Bebianno já parece conformado ao dizer neste sábado (16), em entrevista ao jornal A Folha de S. Paulo , que a “tendência é essa, exoneração”, mas que aguarda o documento oficial: “Eu quero ver o papel com a exoneração, a hora em que sair o papel com a exoneração é porque eu fui exonerado”.


Caso Bebianno abre crise no governo menos de dois meses após a posse
Fernando Frazão/Agência Brasil – 18.10.18

Caso Bebianno abre crise no governo menos de dois meses após a posse

A crise envolvendo o nome de Gustavo Bebianno teve início há alguns dias quando a 
Folha publicou uma reportagem
que revelou um repasse de R$ 400 mil do PSL, partido dele e do presidente Jair Bolsonaro , para uma candidata a deputada federal pela sigla em Pernambuco.

A candidata, Maria de Lourdes Paixão, recebeu apenas 274 votos, mas abocanhou o terceiro maior repasse do fundo partidário do PSL nas eleições. Dos R$ 400 mil, R$ 380 mil foram gastos em uma gráfica que, segundo a Folha , não existe. Na época, Bebianno era presidente do PSL e responsável por autorizar os repasses para os candidatos.

Diante dessas informações, há a suspeita de que a candidatura de Maria tenha sido uma “candidatura laranja”, ou seja, não havia a intenção real de eleger a candidata, mas a de, possivelmente, desviar dinheiro público do fundo partidário. Para você entender a crise que tem afetado o governo Bolsonaro, confira a cronologia do caso Bebianno .

Leia mais:  Daciolo e Meirelles: gastos desiguais na campanha, empate nas pesquisas

Caso Bebianno: ministro é chamado de mentiroso


Bebianno e Carlos Bolsonaro
iG Arte/Agência Brasil e Instagram

Bebianno e Carlos Bolsonaro

Após rumores no Palácio do Planalto sobre uma suposta nova crise desencadeada no governo federal protagonizada pelo ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno afirmou à imprensa que “não existia crise nenhuma” e que, na terça-feira (12), teria falado três vezes com o presidente Jair Bolsonaro. Porém, nesta quarta-feira (13), o vereador  Carlos Bolsonaro desmentiu o ministro em uma rede social. 

“Não existe crise nenhuma. Só hoje falei três vezes com o presidente”, declarou Bebianno ao jornal O Globo , negando ser motivo de instabilidade no executivo. Mas hoje, Carlos Bolsonaro afirmou que tal declaração é uma “mentira absoluta”, pois esteve o dia inteiro ao lado do pai –no Hospital Albert Einstein, onde estava internado até a tarde de hoje , em São Paulo – e não presenciou qualquer conversa entre o presidente e o seu ministro. 

Caso Bebianno: políticos comentam e questionam


Janaína Paschoal (PSL) comentou neste sábado (16) a eminente exoneração do ministro da Secretaria-Geral do Governo, Gustavo Bebianno.
Marcos Oliveira/Agência Senado

Janaína Paschoal (PSL) comentou neste sábado (16) a eminente exoneração do ministro da Secretaria-Geral do Governo, Gustavo Bebianno.

A deputada estadual por São Paulo Janaína Paschoal (PSL) comentou neste sábado (16) a eminente exoneração do ministro da Secretaria-Geral do Governo, Gustavo Bebianno . Para a parlamentar, o motivo do afastamento do ministro não está claro e ressaltou que “um líder precisa adotar critérios minimamente claros”.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) também se pronunciou sobre o caso Benianno , criticando o governo de Jair Bolsonaro (PSL) nesta quinta-feira (15). Em sua conta do Twitter, FHC afirmou que o atual governo é “desordenado” e que “está abusando”. 

Caso Bebianno: desfecho e provável exoneração


 “O partido tem de ter consciência. Não são todos, é uma minoria. Logo depois da minha eleição, eu dei carta branca para apurar qualquer tipo de crime de corrupção e lavagem de dinheiro.”; afirmou Jair Bolsonaro
Alan Santos / PR

“O partido tem de ter consciência. Não são todos, é uma minoria. Logo depois da minha eleição, eu dei carta branca para apurar qualquer tipo de crime de corrupção e lavagem de dinheiro.”; afirmou Jair Bolsonaro

Bolsonaro reiterou que é uma “minoria” dentro do partido que está sob suspeita e que Moro tem “carta branca” para investigar o caso. “O partido tem de ter consciência. Não são todos, é uma minoria. Logo depois da minha eleição, eu dei carta branca para apurar qualquer tipo de crime de corrupção e lavagem de dinheiro.”

Leia mais:  MEC divulga resultados do Sisu 2019; confira os prazos

De acordo com informações dadas por fontes aos jornais Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo , logo após a reunião, Bolsonaro teria informado à sua equipe a demissão de Gustavo Bebianno . Mais tarde, o ministro teria confirmado a saída à seus aliados .

O desfecho do caso Benianno  será a provável exoneração do ministro, que deverá ser oficializada na segunda-feira (18).

Fonte: IG Nacional
Comentários do Facebook
Continue lendo

Votação

O eleitor mateense tem até 07 de março de 2019, a chance de indicar espontaneamente, o que pode ser no futuro o PREFEITO do Município. Escolha entre esses candidatos apresentados:

Nacional10 minutos atrás

Da suspeita de laranjas em eleição à provável demissão, entenda o caso Bebianno

Um dos maiores aliados de Jair Bolsonaro na campanha que elegeu o ex-deputado federal, o ministro Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência...

Entretenimento2 horas atrás

Débora Nascimento termina casamento com José Loreto após descobrir traição

Débora Nascimento e José Loreto não estão mais juntos. A informação é do colunista Leo Dias que disse que o...

Entretenimento2 horas atrás

Ator de “Belíssima” que se jogou de prédio fala pela primeira vez sobre vício

O ator de “Belíssima” Vitor Morosini, que viveu Isaac, o filho de Safira (Claudia Raia) na novela contou pela primeira...

Entretenimento2 horas atrás

Daniele Suzuki aparece de topless e arranca suspiros com novo ensaio

Daniele Suzuki deixou a manhã de sábado (16) dos seus seguidores mais iluminada com um novo clique no Instagram. Na...

Entretenimento2 horas atrás

Sabrina Sato aposta em maiô cavado para último ensaio pré-Carnaval

Sabrina Sato enfrenta a maratona final de preparação para o Carnaval e na última sexta-feira ela esteve no Anhembi para...

Nacional2 horas atrás

Acumulou! Prêmio da Mega-Sena pode chegar a R$ 32 milhões na quarta-feira

Paulo Pinto/Fotos Públicas Aposta mínima da Mega-Sena (seis números) custa R$ 3,50 e pode ser feita em qualquer casa lotérica...

São Mateus3 horas atrás

Petrocity: o primeiro porto-cidade do País, anuncia CEO

SÃO MATEUS (ES) – Com recebíveis de R$ 1,6 bilhão já garantidos para assim que for liberada a licença de...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana