conecte-se conosco



Internacional

Quem era professor decapitado na França e o que se sabe sobre o crime até agora

Publicado

em


source
memorial com cartazes, velas e flores para o professor samuel paty
BERTRAND GUAY / AFP

Memorial feito para Samuel Paty, professor decapitado na França após aula sobre liberdade de expressão


Na última sexta-feira (16), um professor que trabalhava na escola Conflans Saint-Honorine, na cidade de Eragny, que fica a 50 km de Paris, foi decapitado . Este sábado (17), a  polícia já prendeu suspeitos de envolvimento no crime — entre eles familiares do agressor, que foi alvejado pela polícia, e pais de outros alunos.


Os detalhes passaram a ser divulgados no decorrer deste sábado (17). O crime ganhou repercussão e chocou a França e alunos do professor. O presidente francês, Emmanuel Macron , foi ao local da ocorrência e o Palácio do Eliseu anunciou a realização de uma homenagem nacional ao professor nos próximos dias.

Além disso, alunos, pais e professores criaram um memorial para o professor em frente à escola, onde depositam cartazes de agradecimento e flores.

A vítima era Samuel Paty, tinha 47 anos e deixou a esposa e filhos. Ele foi encontrado morto com várias facadas no pescoço após deixar a escola ontem, por volta das 17h.

O que motivou o crime foi ter mostrado uma charge feita pelo jornal Charlie Hebdo, que foi alvo de um grande massacre em 2015 , sobre o profeta Maomé. A razão para isso era ensinar aos alunos, com faixa etária de 13 anos, sobre liberdade de expressão .

Antes de apresentar as ilustrações para a turma, relatos apontam que Paty perguntou a estudantes islâmicos se gostariam de se retirar da sala para evitar constrangimentos. Alguns aceitaram, enquanto outros permaneceram em classe.

A recepção por parte de alunos e pais foi mista. Enquanto as crianças passaram a comentar e debater sobre a aula durante o intervalo, alguns pais chegaram a chamar Paty de “bandido” em um vídeo nas rede sociais e encaminharam comunicados à associação de pais e alunos.

Para a agência AFP, uma aluna de 13 anos afirmou que o professor passou os outros dias “desconfortável” porque muitos alunos afirmaram que Paty era racista e “islamofóbico”.

Por outro lado, alunos relatam que o professor era lembrado como um homem gentil que promovia debates e conversas sobre diversos assuntos. “Ele se envolvia nas aulas, queria realmente nos ensinar as coisas”, disse um ex-aluno de 16 anos.

No Twitter, um colega de Paty afirmou que estava destruído. “Citarei o teu nome e o teu exemplo, camarada, a todos que quererão ainda exercer essa linda profissão”, escreveu o amigo.

Quem cometeu o atentado foi um jovem de 18 anos que estava na França há 12 anos como refugiado. Abdoullakh Aboyezidvitch A. Ele era da Chechênia e não possuía antecedentes criminais. Segundo o jornal Le Monde, os pais, o irmão mais novo e o avô dele também foram detidos por possível ligação com o crime.

Autoridades afirmam que o corpo de Paty foi encontrado ao lado de um homem que estava muito agitado. Ele fugiu até os limites da cidade de Eragny, onde foi abordado por policiais. Ele abandonou a faca usada no crime ao lado do corpo do professor.

Abdoullakh ameaçou as autoridades com uma arma similar à de fogo e os policiais atiraram. O autor do crime faleceu no local onde levou o tiro. A polícia investiga o caso e o trata como um atentado terrorista ligado ao extremismo islâmico.

Fonte: IG Mundo

Comentários do Facebook

Internacional

Premiê da Nova Zelândia conquista reeleição “histórica”

Publicado

em


A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, obteve a maior vitória eleitoral de seu Partido Trabalhista em meio século, neste sábado, quando os eleitores a recompensaram por uma resposta decisiva no combate à covid-19.

A conquista significa que Ardern, de 40 anos, pode formar o primeiro governo de partido único em décadas e enfrentará o desafio de cumprir a transformação progressiva que ela prometeu, mas falhou em seu primeiro mandato, no qual o seu partido, de centro-esquerda, compartilhou o poder com um partido nacionalista.

“Esta é uma mudança histórica”, disse o comentarista político Bryce Edwards, da Victoria University em Wellington, descrevendo a votação como uma das maiores transformações na história eleitoral da Nova Zelândia em 80 anos.

O Partido Trabalhista estava a caminho de ganhar 64 das 120 cadeiras no Parlamento unicameral do país, a mais alta de qualquer partido desde que a Nova Zelândia adotou um sistema de votação proporcional, em 1996.

Ardern prometeu aos apoiadores que vai construir uma economia que funcione para todos, criar empregos, treinar pessoas, proteger o meio ambiente e enfrentar os desafios climáticos e as desigualdades sociais.

“Estamos vivendo em um mundo cada vez mais polarizado”, disse. “Um lugar onde mais e mais pessoas perderam a capacidade de ver o ponto de vista umas das outras. Espero que, com esta eleição, a Nova Zelândia tenha mostrado que não somos assim.”

A líder do oposicionista Partido Nacional, Judith Collins, afirmou ter cumprimentado a primeira-ministra por um “resultado notável”.

Os trabalhistas tinham 49% dos votos, muito à frente do Nacional, com 27%, de acordo com a Comissão Eleitoral, com 95% dos votos apurados.

Ardern disse que esperaria até o resultado final para dizer se seu governo incluiria grupos menores como o Partido Verde, um ex-parceiro de coalizão.

Comentários do Facebook
Continue lendo
Esportes1 minuto atrás

Série D: Gama faz 3 a 0 sobre Bahia da Feira e mantém invencibilidade

O Gama, de Brasília, conseguiu neste sábado (16) a sexta vitória na Série D do Campeonato Brasileiro, ao derrotar por...

Internacional1 minuto atrás

Quem era professor decapitado na França e o que se sabe sobre o crime até agora

BERTRAND GUAY / AFP Memorial feito para Samuel Paty, professor decapitado na França após aula sobre liberdade de expressão Na...

Economia31 minutos atrás

Aeronave presidencial pousa em Ribeirão Preto

Guilherme Dotto Aeronave presidencial pousa em Ribeirão Preto Na manhã de sexta-feira (16), Ribeirão Preto recebeu duas aeronaves do Grupo...

Entretenimento31 minutos atrás

Ator de “Tropa de Elite 2” se reinventa na pandemia e cria canal de humor

O ator Rodrigo Candelot se juntou ao cineasta André Falcão e juntos começaram a produzir vídeos e esquetes para a internet. Conhecido...

Saúde31 minutos atrás

Mundo dividido está falhando no combate à covid-19, diz chefe da ONU

Um mundo dividido tem fracassado ao enfrentar o desafio de lutar contra a pandemia de covid-19, disse hoje (17) o...

Nacional1 hora atrás

Promotor teme que André do Rap esteja na Bolívia

O promotor do Ministério Público, Lincoln Gakiya, que já trabalhou em alguns casos do PCC , teme que André do...

Nacional1 hora atrás

Bandido invade prédio de luxo e faz selfie com roupão da vítima

Crime aconteceu na Praia Grande; ladrão levou 15 relógios de pulso, dois óculos de sol, dois passaportes e uma quantia...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!