conecte-se conosco


Internacional

Queda do Muro de Berlim faz 30 anos: veja relatos de quem esteve lá

Publicado

em

Este sábado (9) marca a passagem dos 30 anos da queda do Muro de Berlim, o chamado “muro da vergonha” que durante 28 anos separou a histórica capital germânica em duas até a reunificação da Alemanha Ocidental (República Federal da Alemanha) e da Alemanha Oriental (República Democrática Alemã) em um só país.

O geógrafo Telmo Amand Ribeiro e o jornalista Silvio Queiroz, moradores de Brasília, foram testemunhas oculares daquele momento. Estiveram em Berlim quando o muro era derrubado. Eles conversaram com a equipe da Agência Brasil sobre o 9 de novembro de 1989, quando o mudou o mundo para sempre.

A queda da barreira de cimento, ferro no meio de Berlim representou o colapso do socialismo real sob a liderança da extinta União Soviética (formada pela Rússia, Armênia, Azerbaijão, Bielorrússia, Cazaquistão, Estónia, Geórgia, Lituânia, Letônia, Moldávia e Ucrânia) e também implementado pela Bulgária, Hungria, Polônia, Romênia e Tchecoslováquia, além da Alemanha Oriental –  países que formavam a cortina de ferro que separava o mundo capitalista e o mundo socialista.

O fim da matriz europeia do socialismo é a antessala do século 21. Um tempo sem Guerra Fria entre americanos e soviéticos, mas com outros riscos a paz e outros muros – maiores e até menos transponíveis do que o Muro de Berlim, como lembra Telmo Amand Ribeiro.

Veja o relato do geográfico Telmo Amand Ribeiro

Silvio Queiroz, então repórter de Veja (hoje no Correio Braziliense), rememora as diferenças e desconfianças entre os alemães do ocidente e os alemães do oriente no início da reunificação, e as dificuldades para a Alemanha se tornar o país de “um só povo” como adotou o governo adotou como lema.

Veja o relato do jornalista Silvio Queiroz

Confira reportagem sobre a queda do Muro de Berlim na TV Brasil:

Leia mais:  Cadeirante diz ter sido deixada no chão por funcionários de aeroporto alemão

Edição: Bruna Saniele

Comentários do Facebook
publicidade

Internacional

Vulcão mata pelo menos cinco pessoas na Nova Zelândia

Publicado

em

Pelo cinco pessoas morreram e várias ficaram feridas quando o vulcão White Island entrou em erupção esta madrugada na Nova Zelândia. O vulcão fica a 50 quilômetros da costa leste da Ilha Norte.

A polícia não tem confirmado o número exato de pessoas que estavam na ilha, mas devido aos riscos, as equipas de emergência não podem ainda chegar ao local.

vulcão

Vulcão matou ao menos cinco pessoas na Nova Zelândia  (Reuters//Direitos Reservados)

Segundo a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, 100 turistas se encontravam no vulcão ou junto a ele no momento da erupção, sendo que vários ainda estão desparecidos.

Os turistas efetuavam uma viagem pela ilha desabitada de Whakaari, onde se situa o vulcão, quando a explosão abrupta ocorreu, lançando rochas e uma grande nuvem de cinzas.

As equipas de emergência, apoiadas por sete helicópteros, estão no terreno retirando vítimas, algumas das quais estavam perto da cratera minutos antes da erupção, de acordo com imagens de uma câmera de rastreamento instalada na zona.

O vulcão é um dos mais ativos da Nova Zelândia. Cerca de dez mil turistas visitam o local todos os anos. Este vulcão entra em erupção, regularmente, há 50 anos e a última vez foi em 2016.

Edição:

Comentários do Facebook
Leia mais:  Número de mortos chega a oito em protestos pró-Morales na Bolívia
Continue lendo
Política2 minutos atrás

Ales faz 2 solenes para entregar a Comenda Domingos Martins

A Assembleia Legislativa (Ales) realiza, nesta segunda (9) e terça-feira (10), duas sessões solenes para entrega da Comenda da Ordem...

Estadual2 minutos atrás

Governo do Estado anuncia reformas do Complexo Judiciário de Vitória

O Governo do Estado assina, nesta segunda-feira (09), às 15 horas, um convênio de cooperação junto ao Tribunal de Justiça...

Internacional36 minutos atrás

Vulcão mata pelo menos cinco pessoas na Nova Zelândia

Pelo cinco pessoas morreram e várias ficaram feridas quando o vulcão White Island entrou em erupção esta madrugada na Nova...

Internacional36 minutos atrás

Quinto dia de greve deixa Paris sem transporte público e congestionada

Os acessos a Paris estão hoje (9) muito complicados devido ao quinto dia de greve contra a reforma das aposentadorias...

Internacional36 minutos atrás

Hong Kong fez mais de seis mil detenções em meio ano de protestos

A polícia de Hong Kong disse hoje (9) que fez 6.022 detenções e disparou 16 mil granadas de gás lacrimogêneo...

Nacional49 minutos atrás

Com ‘alvos mais ricos’, falso sequestro vira principal opção para quadrilhas

arrow-options Reprodução É de dentro do presídio Romeiro Neto, em Magé, que saem as ligações criminosas “O telefone aqui é...

Nacional49 minutos atrás

Sequestrado e morto pelo próprio pai, menino é identificado por exame de DNA

arrow-options Reprodução Ao ser preso, homem confessou ter matado o filho de apenas um ano Um exame de DNA confirmou...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana