conecte-se conosco



Esportes

Primeira liga a voltar nas Américas pode ter campeão nesta segunda

Publicado

em


.

Seis anos após ser a sensação da Copa do Mundo no Brasil, chegando às quartas de final e deixando pelo caminho seleções como Uruguai, Inglaterra e Itália, a Costa Rica volta a ser protagonista no futebol mundial. Nesta segunda-feira (29), às 23h30 (horário de Brasília), Deportivo Saprissa e Liga Deportiva Alajuelense fazem o segundo jogo da final dos playoffs da Liga Promerica, como é chamada a primeira divisão local. Se der Saprissa, o time fica com o título por ter melhor campanha. Caso o rival leve a melhor, força a realização de uma nova decisão, em duas partidas.

Trata-se do primeiro campeonato das Américas a ser retomado após a paralisação causada pelo novo coronavírus covid-19 – a bola não parou na vizinha Nicarágua mesmo em meio à pandemia. Com quase cinco milhões de habitantes, a Costa Rica foi uma das nações menos impactadas pelo vírus, com 3.130 casos confirmados e 15 óbitos registrados até domingo (28), conforme a universidade norte-americana Johns Hopkins. A taxa de letalidade (mortos entre pacientes infectados) no país não chega, atualmente, a 0,5%. É inferior, por exemplo, à da Nova Zelândia (1,8%), com população semelhante e que, até meados de junho, ficou quase um mês sem casos. No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, essa taxa está em 4,2%.

“A Costa Rica sempre teve um sistema de saúde pública muito forte, gratuito e para todos os cidadãos”, conta o jornalista Eduardo Castillo, da Rádio Teletica, à Agência Brasil, em referência ao CCSS (Caja Costarricense de Seguro Social, ou simplesmente Caja), criado em 1941. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), o país tem o quinto maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e a mais alta expectativa de vida da América Latina.

O estado de emergência foi decretado no país em 16 de março, 10 dias após o primeiro caso ser registrado – uma turista norte-americana de 49 anos. “Foram tomadas medidas como o fechamento de locais comerciais e estabelecimentos de entretenimento, como cinemas e bares, além das restrições veiculares. A partir da sete da noite, não podia mais andar de carro e [quem desobedecesse] era passível de multa. As empresas também adotaram medidas, com o ajuste de horários e trabalho de casa. Os cidadãos se apegaram às medidas e não foram rebeldes”, relata o jornalista.

A suspensão do campeonato foi adotada pelo Conselho Diretor da União de Clubes de Futebol da Primeira Divisão (Unafut), que administra o torneio, um dia após o decreto do governo. Na semana seguinte, a associação dos jogadores, a Federação Costarriquenha (Fedefutbol, sigla em espanhol) e a Unafut entraram em acordo quanto à redução salarial na paralisação. “Felizmente, os canais de TV e alguns patrocinadores mantiveram o investimento e os clubes conseguiram seguir durante esse tempo”, diz a secretária-geral da Fedefutbol, Margarita Echeverría, à Agência Brasil.

O retorno

A conversa entre entidades e governo para retomar o futebol iniciou entre o fim de abril e o início de maio. “Naquele momento, tínhamos cerca de 700 casos, metade deles recuperados, e um, dois casos novos por dia – no máximo 10. Então, entendeu-se que dava para regressar”, explica Castillo. No Brasil, atualmente, somente o Campeonato Carioca recomeçou. Hoje, o Rio de Janeiro é um dos estados com maior taxa de mortalidade pelo novo coronavírus (56,7 a cada 100 mil habitantes), mais que o dobro da média nacional (27,2).

O anúncio de que o campeonato costarriquenho seria retomado foi feito em 11 de maio. Na ocasião, Fedefut e Unafut divulgaram um protocolo, revisado e aprovado pelo governo, com diretrizes para a volta de treinos e jogos. “É um protocolo muito rígido, realizado com participação dos médicos dos clubes da primeira divisão e também adotado pela segunda divisão. Por exemplo, foram enumerados fiscais para confirmar se ele está sendo cumprido nos estádios. Há determinações sobre a entrada das equipes no estádio e a presença limitada de funcionários”, descreve Echeverría.

A bola voltou a rolar em 20 de maio com portões fechados, como já fora na rodada que antecedeu a paralisação. Além da ausência de torcida, o protocolo orienta quanto à utilização constante de máscaras (inclusive no caminho ao estádio), exceto, claro no campo de jogo; distanciamento de dois metros entre os atletas no vestiário e restrição de acesso a jogadores não relacionados, entre outros. Controle de temperatura na chegada, com proibição de entrada a quem estiver acima dos 37,5 graus, e lavar as mãos com água e sabão e álcool em gel também estão entre as determinações.

Houve, também, necessidade de restrição aos meios de comunicação. “Só se permite acesso às emissoras com direitos de transmissão, em número limitado de cinegrafistas, assistente e engenheiro de som. Às rádios, apenas um jornalista e um técnico. Já a imprensa escrita não pode ir ao estádio, mas, participa das entrevistas enviando perguntas aos assessores”, conta Castillo.

Quebrar as regras definidas no protocolo não tem sido tolerado. No fim de maio, após uma partida contra o UCR, o Limón foi punido com a perda do mando de campo por ter violado itens como ausência de álcool em gel, pia e toalhas para os árbitros, presença de pessoas não autorizadas e sem máscara no estádio, cumprimento só parcial do distanciamento social e alguns jogadores não terem lavado as mãos antes da etapa final.

Sob cautela

A rigidez se explica. Desde o início de junho, a Costa Rica viu a curva de casos da covid-19 subir. Na última quinta-feira (25), foram 169 novos infectados, maior número em 24 horas no país desde que a pandemia chegou. Antes do começo deste mês, o recorde era de 37 casos em um dia, em 9 de abril. “Vivemos, agora, uma nova onda, mais forte”, resume Castillo, da Rádio Teletica.

O recente avanço do novo coronavírus levou o governo costarriquenho a, inicialmente, suspender os dois jogos da final entre Saprissa e Alajuelense, antes marcados para 21 e 24 de junho – domingo e quarta-feira da semana passada, respectivamente. Liga, federação e poder público entraram em acordo e as partidas foram reagendadas. A de ida ocorreu justamente no último dia 24, com vitória do time da cidade de Alajuela por 2 a 0.

Há, no entanto, preocupação de que se repitam cenas como as da torcida do Liverpool, que ignorou as orientações sobre distanciamento e tomou as ruas para celebrar o título do Campeonato Inglês, o primeiro após 30 anos. “Temos o apoio do governo e feito uma grande campanha para que os torcedores do time campeão não saiam para comemorar. Na última terça-feira (23), na final da divisão de acesso, isso foi respeitado”, conclui Etcheverría, da Fedefutbol.

Edição: Liliane Farias

Comentários do Facebook

Esportes

Grêmio acerta contratação de Robinho até o fim da temporada

Publicado

em


.
O Grêmio anunciou nesta terça-feira (11) a contratação do meia Robinho. O jogador de 32 anos acertou com o Tricolor até o fim da temporada e vai utilizar a camisa 18. O clube ainda espera o resultado dos exames médicos do atleta para a assinatura do contrato.

Robinho tinha vínculo com o Cruzeiro até o fim de 2021, mas conseguiu a rescisão de contrato após entrar na Justiça do Trabalho e ficou livre para negociar com qualquer clube. No início de junho de 2020, a Raposa divulgou nota oficial informando que o atleta não fazia mais parte dos planos. Robinho acionou a Justiça e, ontem (10), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) publicou a rescisão de contrato com o time mineiro no Boletim Informativo Diário (BID).

Robinho foi contratado em 2016 pelo Cruzeiro, por empréstimo junto ao Palmeiras. No ano seguinte, renovou a permanência na Raposa até 2019. Ano passado, o meia acertou um contrato definitivo com o clube até o fim de 2021.

O meio-campista começou a carreira no Mogi Mirim, passou por Santos, Avaí, Coritiba e se destacou pelo Palmeiras. No Verdão foi um dos principais jogadores na conquista da Copa do Brasil de 2015. Pelo Cruzeiro, Robinho também foi fundamental nos títulos da Copa do Brasil de 2017 e 2018, além de ter vencido o Campeonato Mineiro em 2018 e 2019.

Robinho também fez parte do elenco do Cruzeiro que caiu para a série B em 2019.  Ele atuou até a penúltima rodada do Brasileirão, quando lesionou o joelho esquerdo ao se chocar com o goleiro Paulo Victor em uma partida justamente contra o Grêmio. O meia teve que passar por uma cirurgia e só entrou em campo novamente em uma partida, disputada em março de 2020. Recuperado da lesão, Robinho entrou no intervalo da derrota por 2 a 0 para o CRB, no Mineirão, no confronto de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Além de Robinho, o Grêmio conta com Thiago Neves e Orejuela em seu elenco, outros dois jogadores que disputaram a série A com o Cruzeiro em 2019. Outro ex jogador da Raposa é Lucas Silva, que também atuou pelo clube no ano passado, mas deixou a equipe em junho, ainda no início do Campeonato Brasileiro.

 

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários do Facebook
Continue lendo
Tecnologia10 minutos atrás

Xiaomi lança smartwatch infantil com bateria que dura sete dias

Reprodução Xiaomi MiTu Kids Watch 4X A Xiaomi anunciou um novo modelo de smartwatch para crianças. O MiTu Kids Watch...

Internacional10 minutos atrás

Explosão no Líbano: entenda o antes e o depois do país

Divulgação Explosão do Líbano: o convidado para live será Murilo Bon Meihy, professor de História Contemporânea da Universidade Federal do...

Policial24 minutos atrás

'Agosto Dourado': projeto da PCES já atendeu mais de 40 famílias de policiais civis durante período de gestação e pós-parto

. No Mês do Aleitamento Materno, a Polícia Civil tem muito a comemorar: mais de 40 famílias de policiais civis de todo...

Política24 minutos atrás

Bolsonaro diz que críticas sobre Amazônia são “injustas”

Marcos Corrêa/PR Presidente Jair Bolsonaro minimizou desmatamento amazônico em conferência internacional O  presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que a...

Mulher25 minutos atrás

Mulher Melancia revela por que escondeu sua gravidez

Andressa Soares, mais conhecida como Mulher Maravilha, contou nas redes sociais por meio de um vídeo por que decidiu esconder...

Tecnologia25 minutos atrás

Google adia o fim de aplicativos para o Chrome

Unsplash/Nathana Rebouças Google adia fim dos aplicativos para Chrome O Google  decidiu adiar novamente a eliminação dos aplicativos da Chrome...

Mulher25 minutos atrás

Jovem viraliza no TikTok ao mostrar resultado de procedimento estético no queixo

A jovem australiana Sofia Marroquin, de 19 anos, impressionou ao mostrar o resultado de um procedimento estético que fez no...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!