conecte-se conosco


Sem categoria

Preso ladrão que agia no comércio do balneário de Guriri

Publicado

em

SÃO MATEUS (ES) – Um patrulhamento de rotina de uma guarnição da Polícia Militar, em Guriri na tarde desta segunda-feira (18) resultou na abordagem ao indivíduo Marcelo Andrei Gomes da Silva, 26 anos, morador da Rua 22, Lado Norte, naquele balneário. E para surpresa dos policiais, estavam diante de um indivíduo que vinha praticando furto em vários estabelecimentos comerciais.

O que mais chama a atenção é que Marcelo Andrei, em alguns casos, já comercializava produtos como notebooks, mesmo antes de roubá-lo. É o caso de um notebook que foi vendido em três parcelas. No ato da prisão nesta segunda-feira, Marcelo estava portando uma mochila, o que chamou a atenção dos policiais. Ao ser abordado o ladrão confessou que na madrugada deste dia havia arrombado uma loja Infocel no centro de Guriri e roubado dois aparelhos.

A abordagem ao ladrão foi apenas para confirmar gravações de câmeras de vídeo que a polícia estava de posse de algumas ações que Marcelo fez em estabelecimentos comerciais do balneário.

Baiano, como Marcelo é conhecido, chegou a negociar com um receptador a venda de um aparelho há cerca de 30 dias, o que comprova que ele arrombava as lojas já prevendo o que seria roubado.

Por medida de segurança para preservar os estabelecimentos arrombados, a reportagem não está identificando as demais vítimas, mas ao todo foram nove locais invadidos pelo ladrão sempre utilizando o mesmo método: arrombando a porta principal. 

VEJA VÍDEO DE ARROMBAMENTO:

Comentários do Facebook
Leia mais:  Facada em Bolsonaro reforçou figura de “mito” e o ajudou a esconder falhas
publicidade

Sem categoria

PETROCITY: recuperação judicial da Odebrecht não afeta projeto

Publicado

em

SÃO MATEUS (ES) – O pedido de recuperação judicial formalizado pela Odebrecht S.A., um dos maiores conglomerados empresariais do Pais, não afeta o projeto de construção do Complexo Portuário de São Mateus pela Petrocity Portos S.A., conforme assegurou seu presidente, José Roberto Barbosa Barbosa da Silva.

A notícia do pedido de recuperação junto à Justiça de São Paulo, formalizado na última segunda-feira (17), foi noticiado por agências internacionais e pelo site da revista Exame, ressalvando que a medida não inclui a Braskem, Odebrecht Engenharia e Construção, Ocyan, OR S.A., Odebrecht Transport, Enseada Indústria Naval, assim como alguns ativos operacionais na América Latina e suas subsidiárias.

“Nosso contrato é com a Odebrecht Engenharia e Construção e não será afetado. O pedido de recuperação judicial foi da rolding como medida preventiva diante das dificuldades enfrentadas pelo grupo. A Odebrecht Engenharia é uma das empresas do mundo com maior expertise em construção de portos”, disse José Roberto.

Do projeto de pouco mais de R$ 3,1 bilhões, o contrato com a Odebrecht é o maior da Petrocity, chegando a R$ 2,1 bilhões. Quando o início das obras for autorizado, será o maior projeto da empresa desde que começaram os problemas relacionados à Operação Lava-Jato.

LICENÇA

José Roberto Barbosa aproveitou para informar que a Petrocity já deu entrada na Prefeitura de São Mateus com o pedido de licença para início das obras. Segundo ele, isso visa a adiantar o processo, enquanto aguarda o IEMA avaliar e liberar a licença ambiental, a última licença que falta para que o projeto comece a ser executado.

“Estivemos no IEMA no mês passado e eles prometeram analisar o processo ainda neste mês de junho. Estamos acompanhando. A última informação que tivemos dava conta de que o processo ainda estava no protocolo do IEMA. É um projeto que vai alavancar a economia do Espírito Santo, leste de Minas e Sul da Bahia e precisa ter prioridade. Já cumprimos todas as formalidades solicitadas pelo IEMA e já temos todas as licenças federais, só falta a estadual do órgão ambiental”, disse Barbosa.

A previsão da Petrocity é gerar 2 mil empregos diretos durante a fase de construção e outros 1,5 mil quando o porto entrar em operação. A empresa participa também das articulações para a construção de uma ferrovia privada ligando Sete Lagoas (MG) ao CPSM, em Urussuquara, e já realizou diversas reuniões com a bancada federal mineira, bem como audiências públicas para apresentar os dois projetos ao Estado vizinho.

Rolding deve 80 bilhões e quer preservar empregos

De acordo com as informações do site da revista Exame, o pedido de recuperação judicial deve-se a uma dívida de R$ 80 bilhões da Odebrecht S.A. e se torna o maior processo do Brasil.

Em comunicado, a companhia informou que o processo envolve 51 bilhões de reais de dívidas passíveis de reestruturação. Outros 14,5 bilhões de reais são compostos sobretudo por dívidas lastreadas em ações da Braskem e não passíveis de reestruturação.

Não estão incluídas no pedido de recuperação judicial.

Também estão fora da recuperação judicial da ODB a Atvos Agroindustrial (que já se encontra em recuperação judicial) e a Odebrecht Corretora de Seguros, Odebrecht Previdência e Fundação Odebrecht.

“Tanto as empresas operacionais como as auxiliares e a própria ODB continuam mantendo normalmente suas atividades, focadas no objetivo comum de assegurar estabilidade financeira e crescimento sustentável, preservando assim sua função social de garantir e gerar postos de trabalho”, afirmou a empresa em comunicado.

“Frente ao vencimento de diversas dívidas, da ocorrência de fatos imprevisíveis e dos recentes ataques aos ativos das empresas, a administração da ODB, com autorização do acionista controlador, concluiu que o ajuizamento da recuperação judicial se tornou a medida mais adequada para possibilitar a conclusão com sucesso do processo de reestruturação financeira de forma coordenada, segura, transparente e organizada, permitindo, desta forma, a continuidade das empresas e de sua função social”, diz a empresa, em comunicado.

Conforme a empresa, o Grupo Odebrecht chegou a ter mais de 180 mil empregados cinco anos atrás. Hoje, tem 48 mil postos de trabalho como “consequência da crise econômica que frustrou muitos dos planos de investimentos feitos pela ODB, do impacto reputacional pelos erros cometidos e da dificuldade pela qual empresas que colaboram com a Justiça passam para voltar a receber novos créditos e a ter seus serviços contratados”.

Braskem

No entanto, a Odebrecht fundamentou a tese na petição de recuperação judicial de que o melhor caminho para trabalhadores, fornecedores e credores é manter a fatia de 50% do grupo na Braskem dentro da recuperação judicial. Esse é um dos ativos mais valiosos que o grupo tem em mãos neste momento para levantar recursos em eventual venda. No entanto, a participação está dada em garantia aos maiores bancos do País e, pela lei, não está sujeita a entrar no processo de recuperação judicial.

O advogado Eduardo Munhoz, que assina o pedido de recuperação entregue à Justiça, menciona que a Braskem é essencial fonte de recursos ao grupo, citando os dividendos e a contribuição de 79,4% na receita bruta do grupo.

Mas para evitar que as ações da Braskem fiquem fora da proteção de credores, além de convencer o juiz, diz fonte, a ideia é mostrar também aos bancos, já donos das ações da petroquímica, que será mais fácil vender essa participação no ambiente da recuperação judicial. Isso porque a participação ficaria blindada de credores do grupo, facilitando a venda e ajudando a maximizar valor da participação. Ainda que a Braskem seja considerada um ativo bastante atraente, a situação frágil e complicada da Odebrecht pode ser usada para barganha.

A insegurança quanto à transferência de responsabilidades financeiras do grupo para o novo dono das ações foi, inclusive, um dos fatores que teriam desmotivado a LyondellBasell a desistir do negócio, após o pedido de recuperação judicial da Atvos. Isso porque as ações da Braskem só deixariam de ter o nome da Odebrecht carimbado com a quitação das dívidas da holding – uma nebulosidade agravada pelo pedido de recuperação da Atvos, o braço sucroenergético, na semana passada.

O advogado cita ainda que, além das ações da Braskem, as participações nas ações da Ocyan e da Atvos são essenciais para a reestruturação pretendida das requerentes do pedido de recuperação judicial apresentado. Assim é pedido ao juiz proteção durante o prazo em que o grupo irá desenhar seu plano a essas participações. O documento diz que a destinação dos recursos dessas participações será o pilar do plano de recuperação, sinalizando intenção de venda delas.

Para chamar a atenção do juiz quanto ao risco de não proteger tais participações, o documento diz que os principais ativos do grupo podem acabar nas mãos de sete bancos em questão de “horas”, em detrimento de credores, funcionários, clientes e parceiros comerciais. Cita ainda que um processo bem sucedido pode preservar direta e indiretamente 45 mil empregos.


(*Série de reportagens produzidas pelo jornalista José Caldas da Costa sobre os impactos dos projetos da Petrocity na economia do Norte e Noroeste do Espírito Santo)

Comentários do Facebook
Leia mais:  The funeral service will be held at St
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Nacional35 minutos atrás

Alexandre de Moraes revoga autorização que senador preso passe férias no Caribe

Rosinei Coutinho/SCO/STF Ministro pediu que CNJ analise conduta do procurador e do juiz que atuaram no caso O Supremo Tribunal...

Nacional35 minutos atrás

Projeto que dificulta aborto é criticado e Fernando Holiday já admite mudanças

Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr Projeto de Fernando Holiday coloca obstáculos para a realização do aborto legal em São Paulo O vereador...

Nacional35 minutos atrás

Céu nublado predomina ao longo do dia nesta quinta, em São Paulo

shutterstock Previsão do tempo para São Paulo indica tempo nublado ao longo do dia As temperaturas continuam amenas nesta quinta (27),...

Entretenimento35 minutos atrás

Determinado a dar o golpe, Régis pede Maria em casamento em “A Dona do Pedaço”

Régis (Reinaldo Gianecchini) está cada vez mais perto de alcançar o objetivo de seu golpe em “A Dona do Pedaço”....

Entretenimento35 minutos atrás

Além de Paulinho Vilhena, relembre famosos que foram censurados pelo Instagram

Em tempos sombrios do Instagram, Paulinho Vilhena decidiu desafiar a rede social ao publicar um vídeo totalmente nu. Transmitindo um...

Esportes36 minutos atrás

Estrelas da Copa América podem reforçar clubes brasileiros; veja lista

A Copa América chega ao seu fim no próximo dia 07 de julho, mas alguns jogadores podem esticar sua permanência...

Mulher36 minutos atrás

Horóscopo do dia: previsões para 27 de junho de 2019

Terapeuta Integrativa, Masumi Suguinoshita usa a astrologia e a meditação como ferramentas principais de trabalho e traz ao Delas as...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana