conecte-se conosco



Internacional

Presidente do Tribunal Supremo Eleitoral da Bolívia é presa

Publicado

em

source
María Eugenia Choque Quispe arrow-options
Reprodução/Twitter

María Eugenia renunciou após Evo Morales deixar a presidência da Bolívia

O presidente do Tribunal Supremo Eleitoral da Bolívia, María Eugenia Choque Quispe, foi presa neste domingo (10) após renunciar ao cargo. A prisão foi feita em uma operação do Departamento de Análise Criminal e Inteligência (DACI) da Polícía Boliviana, em La Paz.

A operação atendeu a uma ordem judicial contra os membros da corte por suspeita de fraude na apuração das urnas das eleições presidenciais de 20 de outubro, nas quais o presidente Evo Morales foi reeleito para um quarto mandato, mas sob fortes denúncias de irregularidades por parte da oposição.

Mais cedo, Morales deixou a presidência do país. O anúncio em um pronunciamento pela TV em cadeia nacional. “Me dói muito que nos tenham levado ao enfrentamento. Enviei minha renúncia para a Assembleia Legislativa Plurinacional”, afirmou em pronunciamento na televisão. O vice-presidente Álvaro García Linera , que estava ao lado de Morales, também renunciou.

Leia também: Após renúncia na Bolívia, Bolsonaro defende voto impresso; Lula fala em golpe

“Quero pedir desculpas por ter sido exigente durante o trabalho. Não foi para Evo, foi para o povo boliviano”. “Aqui não termina a vida, segue a luta”, disse Morales ao encerrar sua fala.

Além deles, também renunciaram o presidente da Câmara, Victor Borda, e a presidente do Senado boliviano, Adriana Salvatierra. Nessa situação, o próximo na linha sucessória para assumir a presidência é Petronio Flores, presidente do Tribunal Constitucional, entidade equivalente ao Supremo Tribunal Federal na Bolívia.

Fonte: IG Mundo

Comentários do Facebook

Internacional

Policiais que mataram George Floyd têm acusações aumentadas

Publicado

em


source
policiais
reprodução

Policiais que participaram da morte de George Floyd tiveram acusações ampliadas

O policial Derek Chauvin, que ficou com o joelho em cima do pescoço de George Floyd por mais de sete minutos, teve sua acusação aumentada para homicídio em segundo grau (assassinato intencional não premeditado, quando o autor tem intenção de causar danos corporais).

A decisão partiu do promotor-geral de Minnesota, Keith Ellison.

Leia mais:  “Ele nunca vai vê-la se formar ou no altar”, diz mãe da filha de George Floyd

Além disso, os outros três agentes que estavam com Chauvin também serão detidos pela polícia e vão ser acusados de serem cúmplices da ação que matou Floyd.

Antes, estes polícias haviam sido demitidos, mas não presos nem acusados formalmente.

Derek Chauvin tinha sido preso e acusado de homicídio culposo (quando não há intenção de matar) e assassinato em terceiro grau (quando é considerado que o responsável pela morte atuou de forma irresponsável).

A família de George Floyd afirmava que a punição em terceiro grau não era suficiente e pediam a ampliação da acusação.

Saiba mais:  George Floyd: após repercussão do caso nos EUA, esposa de policial pede divórcio

A família também pedia para que os outros polícias que participaram da ação também fossem punidos devidamente. Embora apenas Chauvin apareça no vídeo, com o joelho sobre o pescoço de Floyd, Lane, Kueng e Thao também ajudaram a imobilizar a vítima, segurando o corpo de Floyd.

Fonte: IG Mundo

Comentários do Facebook
Continue lendo
Internacional5 minutos atrás

Policiais que mataram George Floyd têm acusações aumentadas

reprodução Policiais que participaram da morte de George Floyd tiveram acusações ampliadas O policial Derek Chauvin, que ficou com o...

Saúde5 minutos atrás

Brasil inicia neste mês testes com vacina contra covid-19

. O Brasil iniciará neste mês testes com a potencial vacina que está sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford, no...

Política10 minutos atrás

Antifas são terroristas? Fascistas são democráticos? Entenda cada conceito

Reprodução/Twitter Bandeira antifascista durante ato. Um dia depois de grupos antifascistas e torcidas organizadas organizarem protestos contra o governo de...

Política10 minutos atrás

“É terrorista sim!”, diz Bolsonaro sobre manifestantes

Agência Brasil Presidente Jair Bolsonaro O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) escreveu em seu Twitter na tarde desta quarta-feira (3)...

Saúde30 minutos atrás

Witzel: compra errada de respiradores o fez romper contrato com Iabas

. O governador do Rio, Wilson Witzel, alegou a compra errada de respiradores para pacientes de covid-19 para romper o...

Saúde40 minutos atrás

Cartilha da Turma da Mônica traz informações sobre uso de máscaras

. Uma cartilha dos responsáveis pelas publicações da Turma da Mônica foi desenvolvida para ajudar na conscientização sobre o uso...

Economia40 minutos atrás

Presidente do Banco do Nordeste é exonerado um dia após tomar posse

O presidente do Banco do Nordeste ( BNB ), Alexandre Cabral , que tomou posse em Fortaleza na última terça...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!