conecte-se conosco


Nacional

Polícia Militar de São Paulo faz megaoperação com mais de 18 mil agentes

Publicado

em

A Polícia Militar de São Paulo mobilizou 18.415 agentes entre a tarde dessa sexta-feira (11) e a madrugada deste sábado (12). A operação “Rodovia Mais Segura”, em conjunto com Polícia Rodoviária Federal, tinha como objetivo combater intensamente o crime na estradas que cortam o Estado.

Leia também: GATE demonstra profissionalismo e cautela para evitar tragédia no interior de SP


Doria dá início a operação
Divulgação

Doria dá início a operação “Rodovia Mais Segura” da Polícia Militar

O programa é resultado de uma aliança traçada pelo Governador do Estado de São Paulo, João Doria e o ministro da Segurança, Sérgio Moro. Ao todo, 9 mil viaturas da Polícia Militar foram distribuídas em 163 pontos de rodovias, totalizando 2.569 blitzes que garantiram a tranquilidade do cidadão.

Tratada como prioridade pelo novo governador, a segurança nunca havia recebido uma mobilização deste tipo em São Paulo. A medida combate a criminalidade e preveni infrações, garantindo a segurança nas rodovias.

“Esse tipo de operação é importante pelo ineditismo. Foi a primeira vez que ela foi feita e mostrou que não existe mais trabalho isolado. O Governo vai apostar muito na integração entre as instituições. Os resultados mostram que deu certo. Além disso, ela passa tranquilidade e sensação de segurança apreendendo armas, drogas e tirando criminosos das ruas”, diz o Major Massera, porta-voz da PM.

Leia também: Motorista bêbado atropela três policiais do GATE na Dutra; um agente morreu

Na ação, a PM contou com a participação de várias unidades, como o Comando do Policiamento Rodoviário, os Batalhões de Ações Especiais de Polícia (Baeps), as Forças Táticas, policiamento territorial e também promoveu maior integração com a Polícia Federal .

“Para organizar tudo isso é um trabalho muito intenso, são várias reuniões com um complexo planejamento para poder levar o trabalho igualmente para todas as regiões. A logística é o maior desafio, mas a estrutura da PM facilita muito a transmissão de ordens e conhecimento”, aponta o Major Massera.

Leia mais:  Terremoto de magnitude 7,1 atinge o Peru e é sentido no Acre nesta sexta-feira

Balanço da Polícia Militar


Polícia Militar realizou mais de 2 mil blitzes em todo o Estado
Divulgação/PM

Polícia Militar realizou mais de 2 mil blitzes em todo o Estado

As equipes estão em locais estratégicos apontados pelo serviço de inteligência da PM . Ainda, houve reforço do policiamento entre marginais e acessos às rodovias estaduais e federais de São Paulo. A operação resultou em 58.017 pessoas vistoriadas, sendo 166 detidos em flagrantes e 87 foragidos capturados.

Leia também: Canil da PM encontra galpão do crime com armas e drogas em São Paulo

Mais de 30,3 mil veículos foram vistoriados e 2.468 condutores submetidos ao teste do bafômetro, resultando em seis flagrantes por embriaguez, 105 autuações por embriaguez e 105 autuações por dirigir sob a influência de álcool ou outras drogas.

Além disso, as equipes apreenderam 11 armas, mais de 52,5 quilos de drogas e recuperou 100 carros produtos de roubo ou furto.

De acordo com o porta-voz da Polícia Militar , uma ocorrência de destaque foi a apreensão de um fuzil, calibre .556. “O criminoso quis atropelar os Policiais quando foi abordado, mas acabou sendo detido. Ele ainda tentou o suborno, ofereceu R$ 10 mil e acabou sendo preso na Praça de Pedágio do Rodoanel, Km 16. Tivemos muitas ocorrências e um resultado muito bom. Ações desse tipo vão continuar acontecendo e com bastante força, nas rodovias e nas cidades”, finaliza o Major Massera.

Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

Briga em velório acaba com dois mortos

Publicado

em

Uma confusão durante um velório terminou na morte de um jovem e um adolescente, de 18 e 17 anos, respectivamente. Uma das vítimas, Wemerson de Araújo, estava na rede com o filho quando foi atingida por um golpe de faca e, em seguida, de enxada. O crime foi cometido na Vila do Incra, em Porto Acre. O segundo rapaz também foi esfaqueado.

“Eles estavam em um velório e começou uma briga por causa de uma mulher lá. E nessa briga meu filho não estava, ele estava deitado nesse velório dentro de uma rede com o bebê dele dormindo. Ele acordou com a primeira facada, saiu da rede e correu, no que correu, deram uma enxadada na cabeça dele e ele já caiu na rua”, conta a mãe de Araújo, Maria Helena.

Ainda de acordo com ela, o filho teve a cabeça arrancada por um dos golpes de facão. Um outro adolescente, de 17 anos, também foi esfaqueado e levado ao pronto-socorro. Até o momento, três pessoas foram presas suspeitas de cometer o duplo homicídio. Um boletim de ocorrência foi registrado. O autor das facadas teria sido liberado, segundo a família das vítimas.

“O assassino saiu pela porta da frente. Fui falar com o delegado e ele mandou todo mundo calar a boca, se não ia matar a todos. Fomos na delegacia para pegar o documento e levar no IML. O cara mata e sai pela porta da frente. Como colocam um delegado desse? Que judia do pai da vítima. Secretário de Segurança, nós precisamos de respeito. Não somos vagabundos e o delegado precisa respeitar a nossa dor”, desabafou a mãe.

Delegado é denunciado

Quando a família questionou o delegado sobre a soltura do suspeito do crime, o agente começou a agredir e ameaçar os parentes. “Empurraram e bateram no meu outro filho. Dois policiais também colocaram a arma em cima da gente, sendo que só queremos os nossos direitos. Não fizemos nada de errado”, completa Soares.

Leia mais:  Terremoto de 6,4 na ilha Lombok, na Indonésia, deixa 14 mortos e 160 feridos

A Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) disse que está apurando o caso e deve se posicionar posteriormente.

Fonte: G1

Comentários do Facebook
Continue lendo

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana