Connect with us

Variedades

‘Pixbaby’: advogada usa Pix para chegar a suposto pai de bebê, e exame de DNA confirma

Published

on

Teste de DNA (imagem meramente ilustrativa) Foto: Freepik

A advogada cível e trabalhista Mylla Christie tinha uma missão bem complicada, em setembro do ano passado, na Bahia: uma mulher havia engravidado, mas, com a notícia, aos dois meses de gestação, o parceiro a tinha bloqueado no WhatsApp, o único meio pelo qual mantinha contato. Dele, a sua cliente, de 34 anos, só tinha o primeiro nome, que se revelou falso.

LEIA MAIS: Adolescente afirma ter sido dopada e estuprada por homens em motel no Norte do ES

A cliente, cuja identidade é mantida em sigilo, e o homem só se encontraram algumas vezes, mas só fizeram sexo em uma oportunidade.

“Só que a camisinha estourou”, contou Mylla ao PAGE NOT FOUND.

Eles combinaram um reencontro, que nunca aconteceu. A mulher pediu que outras pessoas entrassem em contato com o ex-parceiro, que fazia um trabalho temporário na cidade dela, na construção de uma rodovia, mas todas eram bloqueadas por ele.

LEIA MAIS: Mulher fica 24 horas com barata presa no ouvido

Sem identificação, Mylla não tinha como pedir na Justiça um teste de paternidade. Mas a advogada não desistiu e investigou. Com o número do celular, conseguiu achar o Pix do homem e, nos dados da transação, o nome completo e CPF dele. Bingo!

Meses depois, a comprovação. Nesta semana, Mylla, de 30 anos, postou no Twitter o resultado do exame de DNA do “pixbaby”, como ficou conhecido o bebê. O homem identificado por ela é mesmo o pai da criança.

“Lembram do rolê da cliente q ficou com o cabra 1x, qdo contou q tava grávida ele bloqueou ela, e aí ela descobriu q o nome q ele deu era falso e só foi localizado por mim pela chave pix (celular)? pois o dna do pixbaby saiu hoje e ele é o pixpai”, escreveu a advogada na rede.

“Até onde sei, é um caso inédito na Justiça”, disse Mylla ao PAGE NOT FOUND. “Principalmente pelas peculiaridades do caso, em que o agora confirmado pai da criança deu um nome falso. E ela não tinha como indicar o nome para eu entrar com ação de de pensão alimentícia. Ela pedia para amigas entrarem em contato e, ao ser chamado pelo nome que tinha dado à cliente, ele bloqueava, inclusive aconteceu comigo. Passaram alguns meses, com esse caso sem nenhuma solução aparente”, completou ela.

 

Advogada Mylla Christie

Advogada Mylla Christie Foto: Arquivo pessoal

A advogada explicou como surgiu a solução para o caso:

“Até que um dia eu fui comprar um milho em um ambulante aqui na minha rua, e, na hora de pagar, ele falou que não passava mais cartão e que só aceitava pix, e passou a chave de celular. Uma semana depois de comprar o milho, me deu um estalo de tentar fazer uma transferência para o número do telefone do suposto (na época) pai. Simulei e apareceu um nome. Pesquisei no Instagram e no Facebook, printei e mandei pra cliente, que confirmou que era ele. Aí o nome eu pesquisei, e gerou um link do jusbrasil, dos proclamas do casamento dele, com os dados pessoais dele. Passei as informações pra ela, que mandou SMS para ele, já que era o único meio de contato que ela tinha dele. Ela chamou ele pelo nome real dele, informou que sabia dos demais dados, que ele era casado, que ela só queria resolver tudo, e aí ele desbloqueou ela, e combinaram de fazer o DNA quando a criança nascesse.”

Mylla finalizou ao blog:

“Ela registrou a criança apenas com o nome dela, agora vão retificar o registro do “pixbaby” e ele vai pagar a pensão. E se ele não tivesse cadastrado o celular para receber pagamentos, essa criança provavelmente nunca teria o nome do pai no registro.”

A advogada parece ter herdado o senso investigativo da famosa a que o seu nome faz referência.

“Minha mãe é professora, e gostava de Agatha Christie, mas anos antes nasceu uma parente e deram o nome de Agatha. Aí meu pai queria Mila, por causa de uma margarina famosa nos anos 90. Aí juntou o Mila e o Christie, e a grafia usada foi a da atriz, sucesso na época. Talvez eu tenha herdado o talento para investigação da ‘parente’ escritora de suspense”, explicou ela.

Adotado a partir de novembro de 2020, o Pix, sistema de pagamento instantâneo administrado pelo Banco Central, acabou ampliando o seu uso, para paqueras e até golpes. Agora, para resolver paternidade de bebê.

Curtiu? Siga o FA NOTÍCIAS no Twitter e  Instagram.
Fique bem informado, faça parte do nosso grupo no WhatsApp e Telegram.

Comente Abaixo
Entretenimento10 minutos ago

Juliette encerra temporada de São João e reflete: ‘É tanta emoção’

Reprodução/Kadu Brandão 01.07.2022 Juliette encerrou temporada de shows no São João Juliette está se despedindo da temporada de São João....

Variedades10 minutos ago

Menina gasta mais de R$ 3 mil do cartão de crédito da mãe em joguinhos após descobrir senha

Uma menina de 7 anos gastou mais de £500 (o equivalente a R$ 3 mil) em um jogo de celular...

Nacional10 minutos ago

Prisão de Flordelis leva a fechamento da última igreja fundada por ela

Reprodução O pastor Anderson do Carmo com Flordelis A prisão da pastora e ex-deputada federal Flordelis dos Santos de Souza,...

Nacional22 minutos ago

Vídeo: homem flagra esposa no carro de outro e quebra tudo

Em fúria, homem supostamente traído destruiu o veículo na praia do Maracanã, em Santarém, oeste paraense Casos de traição são...

Regional39 minutos ago

Maior moqueca capixaba do mundo é servida em Conceição da Barra, Norte do ES

Prato foi servido na maior panela de barro do mundo, na festa em homenagem a São Pedro, padroeiro dos pescadores,...

Nacional1 hora ago

Justiça aceita denúncia contra acusados pela morte de idosa e diarista

  Reprodução – Os pintores, que foram flagrados por câmeras de segurança do prédio onde Martha Maria Lopes Pontes e...

Política2 horas ago

Mesmo se cassado, Monteiro pode ser eleito deputado e exercer mandato

Reprodução / UOL – 07.04.2022 Gabriel Monteiro durante entrevista a jornalistas Uma articulação do baixo clero da Câmara dos Vereadores...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana