Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
conecte-se conosco


Agricultura

‘Pipa’ com agrotóxicos tomba sobre trabalhadora em fazenda de São Mateus

Publicado

em

Marcilene Conceição aplicava agrotóxico com trator e teve fígado esmagado

SÃO MATEUS (ES) – A trabalhadora rural Marcilene Conceição está internada em estado grave no Hospital Roberto Silvares, recuperando-se de duas cirurgias para restabelecimento de seu fígado, que foi esmagado durante acidente sofrido na fazenda de coco onde trabalha, localizada em Água Preta, no interior do município.

Na última quinta-feira (29), a “pipa” que armazena o agrotóxico que ela e outro colega aplicavam sobre os coqueirais, tombou sobre ela, que ficou sob ferragens do trator que era conduzido por um terceiro trabalhador. Desde então, Marcilene já passou por duas cirurgias e está sedada.

Adelso Rocha Lima, da coordenação estadual do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), conta que casos como o de Marcilene são mais comuns do que imagina a população que consome os alimentos produzidos.

“Esses acidentes fazem parte do cotidiano do modelo do agronegócio hegemônico vigente no país atualmente. E são resultados de uma precarização do trabalho que predomina no agronegócio”, afirma. “Não é opção, é a condição de trabalho que resta para as famílias agricultoras”, lamenta, ressaltando que a hegemonia do agronegócio quase impede a adoção de outros modelos de produção.

Recentemente, na mesma região norte, Adelso conta ter testemunhado dois casos de intoxicação: um em um hospital em Pedro Canário, há cerca de quatro meses, quando um jovem de dezessete anos se intoxicou ao pulverizar uma plantação com bomba costal, de onde o agrotóxico vazou sobre suas costas. No mesmo hospital, internado na mesma época,  havia outro jovem, de aproximadamente 20 anos, oriundo da Vila de Taquaras, que se intoxicou ao tentar suicídio por ingestão de agrotóxicos.

Os casos que conseguem ser relatados à sociedade, acrescenta o líder camponês, representam uma pequena parcela do que realmente ocorre no cotidiano. A própria confirmação de intoxicação por agrotóxicos, dentro dos hospitais, não costuma ser feita, seja por resistência das famílias ou dos médicos, como foi o caso do jovem Ângelo Henrique Camata, de 29 anos, que faleceu em Marilândia em julho de 2017, com amplas suspeitas de intoxicação por round up, mas cuja confirmação não foi feita pelo médico, que é tio da vítima, e assinou seu atestado de óbito.

“O MST tem isso como desafio, trabalhar essa conscientização e a produção de alimentos saudáveis nas áreas de acampamento e assentamento da Reforma Agrária”, anuncia. 

Adelso informa que o distrito de Água Preta fica está ao lado da Fazenda São Joaquim, que está sob risco de ser arrendada pela Suzano Papel e Celulose, que pretende ali instalar uma monocultura de eucaliptos, o que pode acirrar o volume de acidentes em campo e também de intoxicações por agrotóxicos, seja em terra, como o de Marcilene, seja por meio de pulverizações aérea. 

(*Século diário)

Leia mais:  BOI/CEPEA: Diminuição da oferta, típica do período, eleva preços
publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agricultura

Em reunião com secretários do Mapa, ministro confere resultados

Publicado

em

A assinatura com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para futura liberação estimada em R$ 195 milhões deverá permitir a conclusão do Plano de Defesa Agropecuária (PDA), que tem metas até 2023, informou o secretário Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Luís Rangel, durante reunião de balanço realizada pelo ministro Blairo Maggi, nesta sexta-feira (14). Por mais de duas horas, Maggi reuniu-se com todos os secretários e dirigentes de órgãos vinculados à pasta.

Entre os objetivos do plano estão a informatização e a simplificação de processos para agilizar a tomada de decisões e reduzir em 70% o tempo entre a solicitação de registro de produtos e a análise final. A erradicação da aftosa foi feita com antecipação de três anos, sendo o projeto técnico mais exitoso da secretaria dentro do plano.Está entre as prioridades atualizar a legislação e padronizar diretrizes que se contrapõem em diferentes instâncias. “Em 2019, daremos um salto na execução do plano”, disse o secretário ao ministro Maggi.

Na exposição, Rangel destacou o aumento da conformidade de produtos que está em 95%. “Significa que dos insumos agropecuários fiscalizados, agrotóxicos, sementes, fertilizantes e rações, apenas 5% apresentam alguma inconformidade. A grande maioria está obedecendo as normas de qualidade exigidas. Todas as fiscalizações feitas versus os autos de infração emitidos mostraram que o nível de não conformidade é muito baixo”.

Em relação aos laboratórios oficiais, informou que “todas as vezes em que a rede é acionada, em 85% dos casos o resultado das análises encaminhadas é dado em até 24 horas. Foram feitas 95 mil análises laboratoriais no país. O número é um dos mais expressivos do mundo”.

Na gestão de 2 anos e sete meses do ministro Blairo, foram feitos registros de 1.100 agrotóxicos, a maioria genéricos, mas de muitos produtos novos, principalmente nematicidas. Foram registradas 4.500 cultivares (sementes) aumentando o número de variedades as quais o agricultor tem acesso. No Sistema de Informações Gerenciais do Vigiagro (SIGVIG 3.0), o antigo Canal Azul, foram feitas 198 mil operações Com isso, o trâmite das operações de exportação e importação foi reduzido de 15 dias para 3 minutos com um clique de botão. Com esta racionalização, a economia foi equivalente a retirada de um imposto de 15%, comentou Rangel.

Leia mais:  AÇÚCAR/CEPEA: Valor do cristal registra leve queda no início de dezembro

Política Agrícola

O secretário Wilson Vaz de Araújo, da Secretaria de Política Agrícola, destacou em sua apresentação que desde maio de 2016 (início da gestão atual), foram destinados aproximadamente R$ 1,1 bilhão em subvenção federal para custear a aquisição de apólices de seguro rural pelos produtores em todo o território nacional. Com esse apoio governamental, foi possível contratar cerca de 210 mil apólices, proporcionar a cobertura de aproximadamente 15 milhões de hectares e garantir R$ 38 bilhões em capitais segurados.

Informou sobre a publicação de portarias de zoneamento agrícola que orientam o cultivo para que aconteça nos períodos mais propícios, levando em conta condições climáticas, variedade de solos e sementes. E ainda a redução de juros no atual Plano Agrícola e Pecuário (PAP), a crescente tomada de crédito como indicador forte de produção e o recente lançamento do Plano Nacional de Florestas Plantadas, que tem entre seus objetivos aumentar em 2 milhões de hectares a área de cultivos comerciais.

Relações Internacionais

A abertura de novos mercados no exterior para produtos do agro brasileiro foram divulgados pelo secretário de Relações Internacionais do Agronegócio (SRI), Odilson Ribeiro e Silva. Foram 75 novos produtos em 30 mercados. Além disso, o aumento do número de adidos agrícolas de 14 postos para 20 também foram contabilizados. Os seis novos adidos assumem o cargo até o fim deste mês, reforçando posições em países de maior interesse e entrando em locais, onde a representação do Brasil ainda não estava presente. Os esforços para conquistar espaço no exterior deve se traduzir no fechamento do ano com mais de US$ 100 bilhões, o que foi comemorado pelo ministro Blairo Maggi, durante entrevista coletiva com a imprensa, também nesta sexta-feira.

Leia mais:  Carro com cinco pessoas pega fogo em Nova Venécia

Mobilidade Social e Cooperativismo

Entre os dados apresentados ao ministro pelo secretário de Mobilidade Social e Cooperativismo, José Doria, a distribuição de kits de irrigação foi destacada pela entrega de quase 13 milhões de unidades, com investimento de R$ 17,78 milhões.

Mais informações à ImprensaCoordenação Geral de Imprensa
imprensa@agricultura.gov.br

 

Continue lendo
Direto de Brasília21 minutos atrás

João de Deus passa a ser considerado foragido pelo Ministério Público de Goiás

Divulgação/Casa Dom Inácio de Loyola MP de Goiás considera João de Deus como foragido João de Deus passou a ser...

Nacional1 hora atrás

Vereador investigado pede federalização do caso Marielle Franco

Reprodução/TV Globo Vereador Marcello Siciliano convocou entrevista coletiva na manhã deste sábado (15) para pedir a federalização das investigações da...

São Mateus2 horas atrás

Carro pega fogo no centro de São Mateus

SÃO MATEUS (ES) – Não é exagero nenhum afirmar que o centro da Cidade estava pegando fogo na manhã deste sábado...

Esportes2 horas atrás

Histórico! Aos 38 anos, Nicholas Santos conquista ouro no Mundial de Hangzhou

Após o ouro no revezamento 4x200m livre , o Brasil foi novamente representado no lugar mais alto do pódio no...

Esportes2 horas atrás

Histórico! Aos 38 anos, Nicholas Santos conquista ouro no Mundial de Hangzhou

Após o ouro no revezamento 4x200m livre , o Brasil foi novamente representado no lugar mais alto do pódio no...

Entretenimento2 horas atrás

Kelly Key dá close no bumbum durante tarde na praia

Kelly Key começou o sábado (15) com uma visita a praia e aproveitou para fazer um registro sensual. Na imagem,...

Política2 horas atrás

Polícia italiana já está em São Paulo aguardando a prisão de Cesare Battisti

José Cruz/Agência Brasil O italiano Cesare Battisti, condenado à prisão perpétua na Itália por ter cometido quatro assassinatos na década...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana