Connect with us

Polícia Federal

PF investiga fraudes na aplicação de recursos federais na área da saúde

Published

on

Joinville/SC – A Polícia Federal, com apoio da Controladoria-Geral da União e do Ministério Público de Contas do Estado de Santa Catarina, deflagrou na manhã desta terça-feira (7/6) a Operação Esculápio, com vistas a obter provas de possíveis desvios de recursos públicos federais na área da saúde, por meio da prestação de serviços por entidade de assistência social (associação sem fins lucrativos).    

Estão sendo cumpridos 14 mandados de busca e apreensão em endereços localizados nos municípios catarinenses de Blumenau, Ibirama, Itapema, Taió, Massaranduba, Benedito Novo e Rio dos Cedros.

As investigações tiveram início com relatório de fiscalização elaborado pela Controladoria-Geral da União, que identificou, em convênios firmados entre prefeitura municipal da região norte de Santa Catarina e uma entidade de assistência social, indícios de recebimento por serviços não realizados, entre os anos de 2014 e 2016. Por conta dos ajustes, a entidade conveniada prestaria serviços médicos de clínica geral e ortopedia, no entanto, promoveu a subcontratação de empresas do mesmo grupo econômico, efetuando a cobrança também por atividades de acreditação, fiscalização, consultoria, assessoria, entre outros, que não foram devidamente comprovados e com indicativos de não execução. Procedimento similar também teria ocorrido em convênios firmados pela mesma entidade com outra prefeitura da região norte catarinense no mesmo período de 2014 a 2016.         

Em um segundo procedimento investigativo, amparado em relatório do Ministério Público de Contas do Estado de Santa Catarina, após análise da prestação de contas de outra entidade de assistência social, responsável pelo fornecimento de serviços médico hospitalares em outro município da região, surgiram indícios de ligação entre os mesmos envolvidos e cobrança por serviços de igual natureza, também com suspeitas de não realização, entre os anos de 2018 e 2020. 

Os valores decorrentes das cobranças pelos serviços sob investigação alcançam aproximadamente R$ 3 milhões de reais.    

Os crimes investigados são peculato e formação de organização criminosa. 

A operação recebeu o nome Esculápio em alusão ao deus da medicina e da cura na mitologia greco-romana. 

Comunicação Social da Polícia Federal em Joinville/SC

[email protected]

(47)  3431-6800 – 3431-6883

Comente Abaixo
Nacional13 minutos ago

Professora diz para estudantes que ser homossexual é ‘impuro’; vídeo

A professora Maria Elizete Anjos, do Colégio Municipal Castro Alves, em Posse (GO), foi gravada na última quinta-feira (11) falando...

Nacional17 minutos ago

Idoso morre atropelado por trem enquanto procurava lugar para pescar

Um idoso de 62 anos morreu após ser atropelado por um trem de carga no distrito de Pedra Corrida, em...

Carros e Motos19 minutos ago

Peugeot 208 Style 1.0: compacto mostra economia com estilo

Carlos Guimarães/iG Peugeot 208 Style: versão 1.0 mais equipada da linha tem detalhes pintados de preto e faróis de LED...

Polícia Federal20 minutos ago

Polícia Federal deflagra Operação Canopus no Porto de Santos

Santos/SP- A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira, 16/8, a Operação Canopus e cumpriu três mandados de busca e apreensão, expedidos...

Política20 minutos ago

Rio: ex-governador Witzel lança mulher e sogra na política

Agência Brasil Wilson Witzel está inelegível após sofrer um processo de impeachment em 2019 Mesmo inelegível após sofrer um processo...

Política20 minutos ago

A pessoa mais importante é a Michelle, diz Bolsonaro em comício

Reprodução/YouTube – 16.08.2022 Michelle Bolsonaro participou de comício Nesta terça-feira (16), o presidente e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro, afirmou...

Política20 minutos ago

Lula revela para quem pediu seu primeiro voto

Reprodução/YouTube – 16.08.2022 Lula criticou uma regra eleitoral Nesta terça-feira (16), o ex-presidente e candidato Luiz Inácio Lula da Silva...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana