conecte-se conosco


Polícia Federal

PF investiga desvios de valores em contrato com empresas do ramo de energia em Minas Gerais

Publicado

em

São Paulo/SP – A Polícia Federal deflagrou hoje (11/4), em São Paulo, a Operação “E o vento levou”, quarta fase da Operação Descarte, trabalho conjunto da PF, da Receita Federal e do Ministério Público Federal. Esta fase tem como objetivo apurar desvios de valores de contrato firmado entre empresas do ramo de energia, com posterior repasse de parte do recurso, por meio de superfaturamento de um contrato, para empresas privadas.

Policiais federais deram cumprimento a 26 mandados de busca e apreensão, em endereços das pessoas e empresas envolvidas com os fatos investigados, nas cidades de São Paulo/SP, Rio de Janeiro/RJ, Belo Horizonte/MG, Taubaté/SP, Nova Lima/MG e Mogi das Cruzes/SP. As medidas judiciais foram expedidas pela 2ª Vara Criminal da Justiça Federal de São Paulo.

No decorrer das investigações, foi apurado desvio de dinheiro de empresa mineira do ramo de energia, por meio do aporte de R$ 850 milhões de reais em outra empresa de mesma área de atuação. Esse recurso foi posteriormente repassado, por meio do superfaturamento de um contrato, para uma empresa privada e, em seguida, foi promovido a transferência de valores a várias outras empresas. De acordo com as investigações, parte do dinheiro repassado foi convertido em espécie e distribuído a diversas pessoas.

Nesta fase da operação, apura-se também a participação de executivos e acionistas de empreiteira e de empresas públicas envolvidas no esquema da fraude, além dos operadores financeiros e outras empresas usadas para escoar o dinheiro desviado.

Aos investigados poderão ser imputados, na medida de suas participações nos fatos, os crimes de Associação Criminosa (art. 288 do Penal), Peculato (art. 312 do Código Penal), Evasão de Divisas (art. 22 da Lei 7.492/86) e Lavagem de Dinheiro (art. 1º da Lei 9.613/98), e Falsidade Ideológica (art. 299 do Código Penal) cujas penas, somadas, poderão resultar em 9 a 38 anos de prisão.

Leia mais:  PF deflagra 60ª Fase da Operação Lava Jato Operação – “Ad Infinitum”

Haverá uma coletiva à imprensa, na Superintendência Regional da Polícia Federal em São Paulo, às 11h.

 

 

** O nome da fase da operação remete à área de atuação da empresa e ao esquema de lavagem de dinheiro para escoamento dos valores desviados do seu caixa.

Fonte: Polícia Federal
Comentários do Facebook
publicidade

Polícia Federal

PF desarticula rede de casas de apoio à facção criminosa em Campo Grande/MS

Publicado

em

Campo Grande/MS – A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (26/6) a Operação Krimoj, que investiga uma rede de casas de apoio ligadas a facções criminosas na cidade de Campo Grande/MS. A ação foi realizada em conjunto com o Departamento Penitenciário Federal (DEPEN/MJSP). Aproximadamente 30 policiais federais e 15 agentes federais de execução penal compõem as equipes que cumprem seis mandados de busca e apreensão, expedidos pela 3ª Vara Federal de Campo Grande/MS.

As investigações tiveram início em fevereiro deste ano, quando bilhetes com ameaças de morte a servidores públicos federais, oriundos de membros da facção criminosa, foram interceptados na Penitenciária Federal de Campo Grande/MS. A investigação revelou uma rede de casas de apoio a integrantes de facções criminosas instaladas na capital do Mato Grosso do Sul, onde poderiam estar armazenadas informações sobre a atuação destas facções. Foram identificadas casas de apoio a diversos grupos criminosos. Tais casas eram mantidas pelas facções, as quais financiavam os custos com aluguéis, verbas para manutenção dos imóveis, passagens aéreas para os ocupantes de outros Estados, entre outros valores de custeio dos locais.

Os investigados podem responder pelos crimes de organização criminosa e ameaça.

O nome da operação (KRIMOJ) é a tradução da palavra CRIMES em Esperanto, em alusão aos diversos crimes praticados pelas facções criminosas e também pelo fato de as casas de apoio serem mantidas para a troca de informações entre os membros das facções.

COLETIVA DE IMPRENSA – Os coordenadores da OPERAÇÃO KRIMOJ concederão entrevista coletiva à imprensa, às 10h, na Superintendência da PF em Campo Grande/MS.

 

Fonte: Polícia Federal
Comentários do Facebook
Leia mais:  PF prende chefão do tráfico mais influente que Beira-Mar
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Tecnologia21 minutos atrás

Zenbook 14 tem desempenho rápido, mas tela fica devendo; confira nosso review

Após um tempo sem trazer os zenbooks para o Brasil, a ASUS volta a trazer a sua linha de ultrabooks...

Mulher21 minutos atrás

Avó posa com neta em ensaio fotográfico e se emociona: “Idosos precisam disso”

Ensaio sensual não tem idade, e se você tem alguma dúvida disso é porque você ainda não conheceu a Dona...

Carros e Motos21 minutos atrás

Veja 5 fatos que já sabemos sobre o novo Toyota Corolla

Há dez anos, o Toyota Corolla ultrapassava o Honda Civic no ranking de vendas dos sedãs médios, assumindo uma liderança...

Carros e Motos21 minutos atrás

Até onde vai a onda dos SUVs?

Divulgação Chevrolet Tracker vai chegar ao Brasil no ano que vem como um dos próximos lançamentos do segmento Até quem...

Carros e Motos21 minutos atrás

Nova Ranger chama Amarok para briga antes de compartilhar DNA

Sergio Quintanilha Nova Ford Ranger mudanças que caracterizam o segundo facelift da terceira geração A nova Ford Ranger chamou a...

Economia22 minutos atrás

MP que institui contribuição sindical por boleto caduca na sexta-feira

Roberto Parizotti/CUT Medida provisória (MP) que institui contribuição sindical por boleto caduca na próxima sexta-feira (28) A medida provisória (MP)...

Economia22 minutos atrás

Comissão especial busca encerrar debates sobre Previdência hoje; assista ao vivo

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados – 26.06.19 Comissão especial busca encerrar debates sobre a reforma da Previdência ainda hoje A comissão...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana