conecte-se conosco


Estadual

PF faz operação contra fraude em indenizações por tragédia de Mariana de Mariana

Publicado

em

Segundo investigações, suspeitos obtiveram licenças falsas de pescador para obter compensação financeira por prejuízos causados ao Rio Doce pelo rompimento da barragem do Fundão, em 2015.

A Polícia Federal faz uma operação para investigar fraudes no pagamento de indenizações decorrentes da tragédia de Mariana (MG). Em 2015, uma barragem da Samarco, subsidiária da Vale, se rompeu, causando um mar de lama que deixou 19 mortos e atingiu o Rio Doce. Cerca de 1,4 mil pescadores tiveram a atividade suspensa nos municípios do Espírito Santo atingidos pelo desastre.

Para compensar os prejuízos causados ao Rio Doce, foram pagas compensações financeiras a esses profissionais. Segundo investigações, suspeitos obtiveram licenças falsas de pescador para receber as indenizações.

De acordo com a PF, cerca de 100 pessoas receberam indenizações da Fundação Renova, criada para fazer os pagamentos, a partir das licenças falsas. Isso representa o recebimento de cerca de R$ 7 milhões, somando indenizações e auxílios financeiros.

Operação

A PF cumpre 24 mandados de busca e apreensão na colônia de pescadores em Baixo Guandu, cidade afetada pelo desastre; Vitória, onde está a sede do Escritório Federal de Aquicultura e Pesca; e em Vila Velha, no escritório de advocacia de suspeitos de intermediar a fraude.

Também são cumpridos mandados na Serra (ES) e em Brasília (DF).

Impactos do desastre

Após o rompimento da barragem da Samarco em Mariana, uma lama de rejeitos de minério vazou, atingindo o Rio Doce. No Espírito Santo, as cidades afetadas diretamente foram Baixo Guandu, Colatina e Linhares, onde fica a foz do Rio.

Agricultora tira água enlameada de barco no Rio Doce em Baixo Guandu, ES — Foto: Flávia Mantovani/ Arquivo G1

Agricultora tira água enlameada de barco no Rio Doce em Baixo Guandu, ES — Foto: Flávia Mantovani/ Arquivo G1

Leia mais:  Criança vê assassinato de mãe e padrasto dentro de casa em Guarapari

A lama causou contaminação no rio, impedindo a pesca nesses municípios. Quando o desastre aconteceu, em novembro de 2015, a pesca já estava proibida pelo período de defeso. Em fevereiro de 2016 deveria ser liberada, mas ficou alguns meses depois sem liberação.

Atualmente, a pesca está proibida somente na foz do rio, em Linhares. Apesar disso, pescadores de Baixo Guandu e Colatina ainda sentem os impactos da lama, uma vez que os níveis de contaminação são desconhecidos e a população não tem a completa segurança para consumir os peixes.

Investigações

As investigações começaram após denúncias de que moradores de Baixo Guandu, que não eram pescadores, estavam solicitando o registro de pescador profissional, para receber indenizações da Fundação Renova, por causa do rompimento das barragens no Rio Doce, em 2015.

Para conseguir as indenizações, foram feitos protocolos com pedidos de licença datados de setembro a outubro de 2015.

Segundo a Polícia Federal, há suspeita de envolvimento de um funcionário do Escritório Federal de Aquicultura e Pesca no Espírito Santo, que foi o responsável por dar validade aos protocolos falsos e produzir ofícios e outros documentos oficiais.

As investigações também apontam envolvimento de lobistas, que agiam fazendo a intermediação entre advogados e representantes das colônias de pescadores; e representantes de colônias de pescadores, que agiam atraindo interessados em receber as indenizações.

O grupo também inseriu dos documentos falsos no sistema do governo federal, que foram validados.

A falsificação dos documentos também permite o recebimento de benefícios do INSS como seguro-desemprego no período do defeso, licença-maternidade e aposentadoria a pessoas que não exercem a profissão de pescador.

Crimes

Os suspeitos serão investigados pelos crimes de estelionato contra a Fundação Renova, falsidade ideológica em documentos públicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, inserção de dados falsos em sistema de informação e corrupção passiva.


(*G1)

Leia mais:  Temer fala em crise nacional e anuncia Forças Armadas em presídios

Comentários do Facebook
publicidade

Estadual

Nova frente fria pode trazer chuva ao ES

Publicado

em

Temperaturas mínimas devem chegar a 14ºC

Uma nova frente fria que passa pelo Espírito Santo durante a tarde de terça-feira (16) pode trazer chuva para os capixabas até a próxima quinta-feira (18), de acordo com o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).

A manhã de terça-feira (16) será de poucas nuvens e calor no Estado até o final da manhã. Com a aproximação da frente fria no período da tarde, há possibilidade de chuva fraca à noite por toda a metade Sul capixaba. Na Grande Vitória, a temperatura mínima será de 16º C e a máxima de 34º C. Já na região Serrana,;nas regiões mais elevadas, a mínima será de 14º C e a máxima de 29º C.

Na quarta-feira (17) e na quinta-feira (18), o tempo ficará estável no Estado. A previsão é de chuva fraca ao longo do dia, por toda a metade Sul do Estado, na região Noroeste e no trecho leste da região Norte. Não chove nas demais áreas. Na Grande Vitória, há previsão de chuva fraca. A temperatura poderá chegar a 24º C.


(*G1)

Comentários do Facebook
Leia mais:  Rapaz que matou dona de bar diz que cometeu crime porque a vítima era 'enjoada'
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Nacional13 minutos atrás

Homem mata mulher após briga por causa de barulho de sanfona

O caso ocorreu em Lavras, no sul de Minas Gerais. A vítima foi morta a facadas e golpes de madeira...

Nacional20 minutos atrás

Influencer morre ao cair do 9° andar um dia após se casar sozinha

Reprodução A influenciadora digital e youtuber Alinne Araújo, 24 anos, morreu nesta segunda-feira (15) ao cair do nono andar do...

Variedades29 minutos atrás

Propaganda de açougue com foto de mulher causa polêmica em Portugal

Uma propaganda viralizou e causou indignação nos portugueses Nesta segunda-feira (15), uma foto de uma propaganda em um açougue de...

Polícia Federal33 minutos atrás

Operação Especialista combate grupo criminoso agia contra agências bancárias e estabelecimentos

Natal/RN – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (16/7) a Operação Especialista, para desarticular grupo criminoso que praticou crimes de...

Polícia Federal33 minutos atrás

PF combate o tráfico internacional de opioide

Florianópolis/SC – A Polícia Federal, em cooperação com a agência norte americana de combate a drogas (DEA), deflagrou nesta terça-feira...

São Mateus37 minutos atrás

Carro é flagrado a 187 km/h na BR-101 em São Mateus

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o excesso de velocidade é a 2ª maior causa de morte nas...

Economia2 horas atrás

Vale assina acordo para indenizar famílias de funcionários mortos em Brumadinho

arrow-options Agência O Globo Acordo garantirá R$ 700 mil para cada família que perdeu um ente na tragédia em Brumadinho...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana