conecte-se conosco



Polícia Federal

PF e CGU combatem fraudes na área da saúde em municípios do Estado do Acre e Amazonas

Publicado

em


.

Boa Vista/AC – A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira (3/6), em Cruzeiro do Sul (AC), a Operação Off-Label. O trabalho é realizado em parceria com a Controladoria-Geral da União (CGU) para combater fraudes na área da saúde nos municípios de Cruzeiro do Sul (AC), Rodrigues Alves (AC), Marechal Thaumaturgo (AC), Xapuri (AC), Epitaciolândia (AC), Bujari (AC), Rio Branco (AC), Jordão (AC) e Boca do Acre (AM), Pauiní (AM) e Guajará (AM).

As irregularidades foram identificadas pela CGU, durante as fiscalizações do 4º Ciclo do Programa de Fiscalização em Entes Federativos, realizadas no município de Cruzeiro do Sul em setembro de 2017. Dentre as supostas fraudes estão a compra de insumos, sem realização de procedimento administrativo, e o direcionamento de procedimentos licitatórios. A CGU também constatou indícios de pagamento por medicamentos e insumos hospitalares que não foram entregues ao município e preços superiores aos praticados no mercado.

 Com isso, os auditores da CGU detectaram um prejuízo de R$ 309.014,60,  ao analisar uma amostra de pagamentos de apenas R$ 631.267,49. Consequentemente, quase 50% dos pagamentos analisados causaram prejuízo ao município de Cruzeiro do Sul.

 No decorrer das investigações, a Polícia Federal constatou indícios de que a fraude também vem ocorrendo nos municípios de Rodrigues Alves, Marechal Thaumaturgo, Xapuri, Epitaciolândia, Bujari, Rio Branco, Jordão e Boca do Acre, Pauiní e Guajará. A principal empresa investigada recebeu mais de 70 milhões de reais de vários entes públicos durante o período de 2016 a 2019.

 

Diligências

A Operação Off-Label cumpre 85 mandados de busca e apreensão, em endereços localizados em onze municípios. Os trabalhos contam com a participação de 250 policiais federais e três auditores da CGU. Os mandados de busca e apreensão domiciliar foram expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, após a Procuradoria Regional da República da 1ª Região ter se manifestado favoravelmente ao deferimento das medidas.

 Os envolvidos estão sendo investigados pelos crimes de organização criminosa, peculato-desvio, corrupção e lavagem de capitais. Se condenados, poderão cumprir pena de até 42 anos de reclusão.

 Os mandados de busca e apreensão domiciliar foram expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, após a Procuradoria Regional da República da 1ª Região ter se manifestado favoravelmente ao deferimento das medidas.

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Acre

Contato: (68) 3212-1200 / 3212-1211/ 3212-1213
E-mail: [email protected]

 

O termo “off-label” é empregado para se referir à utilização de medicamentos de forma diversa às indicações prescritas em bula, sem aprovação e homologação dos órgãos competentes.

 

Comentários do Facebook

Polícia Federal

PF deflagra segunda fase da Operação ASSEPSIA

Publicado

em


.

Vila Velha/ES – A Polícia Federal deflagrou na quinta-feira, 2/7, a segunda fase da Operação ASSEPSIA, com o cumprimento de um mandado de busca e apreensão, no município de Guarapari/ES, em investigação para combater o tráfico de drogas e a lavagem de dinheiro.

A operação contou com a participação de cinco policiais federais e resultou na apreensão de mais um veículo ligado ao foragido da Justiça que foi preso ontem, dentro do qual foram encontradas mais de 80 kg de cocaína.

ENTENDA O CASO

Na manhã da quarta-feira (1/7), a Polícia Federal prendeu, na Operação ASSEPSIA, um foragido da Justiça q,ue vivia em Guarapari/ES com nome falso, quando foram apreendidos dois veículos de luxo e aproximadamente R$ 280 mil em espécie.

Em continuidade às investigações, a Polícia Federal identificou mais um veículo onde possivelmente estaria ocultado algum ilícito. Assim, foi novamente pedida a busca e apreensão, que foi deferida pela Justiça Estadual.

CRIMES INVESTIGADOS

O investigado responderá pelo crime de lavagem de dinheiro, em que a pena varia entre 3 a 10 anos de reclusão, e pelo crime de tráfico de drogas, em que a pena varia entre 5 a 15 anos de reclusão.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Espírito Santo
Telefone: (27) 3041-8051/8029

Comentários do Facebook
Continue lendo
Esportes14 minutos atrás

Adhemar Ferreira da Silva é homenageado pela World Athletics

. O bicampeão olímpico Adhemar Ferreira da Silva será o único atleta da América do Sul a receber a placa...

Internacional14 minutos atrás

EUA ordena apreensão de 4 navios iranianos em novo carregamento para Venezuela

Reprodução Twitter @rrealdonaldtrump Donald Trump Twitter O mundo caminha para uma novo momento de tensão. Os EUA emitiram uma ordem...

Estadual1 hora atrás

Juíza determina que companhia de saneamento se abstenha de cobrar tarifa de consumo mínimo de condomínio

. Na decisão, a magistrada frisou que o STJ firmou entendimento de não ser lícita a cobrança de tarifa de...

Estadual1 hora atrás

Gestores do Tribunal de Justiça participam de reunião virtual sobre acessibilidade

. O encontro foi promovido pela Comissão de Acessibilidade do TJES e aconteceu na tarde dessa quarta-feira, 01. A equipe...

Saúde1 hora atrás

Vacinas poderão controlar a covid-19, diz diretor do Butantan

. As vacinas em desenvolvimento no mundo contra o novo coronavírus, oficialmente denominado SARS-CoV-2, poderão conseguir controlar a doença causada...

Estadual1 hora atrás

Círculo Restaurativo Virtual pacifica conflito entre mãe e filho em Vila Velha

. A prática aconteceu por vídeochamada. Ao final do círculo, o adolescente se comprometeu a mudar de postura e respeitar...

Esportes1 hora atrás

Fluminense avança e Vasco é eliminado da Taça Rio

. Fluminense e Volta Redonda conseguiram na noite desta quinta (2) chegar às semifinais da Taça Rio. Com situação mais...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!