conecte-se conosco


São Mateus

PetroCity: Meio ambiente estadual sinaliza com aprovação de projeto

Publicado

em

SÃO MATEUS (ES) – O ponto chave para o início das obras do porto da Petrocity está bem perto de ser superado. Presente na audiência pública convocada pela Câmara Municipal para apresentar os planos da companhia para o Centro Portuário de São Mateus, o subsecretário de Estado do Meio Ambiente, biólogo Elber Tesch, que representava o governador Renato Casagrande, fez um pronunciamento interpretado como sinalizador de que a licença ambiental está próxima.

“Em nome do secretário de Meio Ambiente e do governador, venho dizer que esse empreendimento vem trazer desenvolvimento e é bem-vindo. O governador está animado e tem motivado a equipe para a chegada desse empreendimento, que já é uma realidade. O processo é complexo, demanda muito estudo, mas certamente vai passar pela balança dos impactos e, ao que tudo indica, será considerado um empreendimento viável pelos impactos positivos que terá”, disse Elber, que é natural de Linhares.

Mais de 600 pessoas compareceram ao centro de convenções do Sesc de São Mateus para acompanhar a exposição feita pela Petrocity e tirar dúividas com o presidente da companhia, José Roberto Barbosa da Silva, e sua equipe. Representantes dos movimentos populares, empresariais e políticas participaram do evento.

ESPERANÇA

Os pronunciamentos feitos durante a audiência foram de esperança pelos novos dias para São Mateus e a região, como demonstrou o presidente da Federação da Associação de Moradores e Movimentos Populares de São Mateus (FAMOSAM), Samuel Batista. “Nossa preocupação é social e sabemos que a Petrocity tem esse compromisso de qualificar e empregar a mão-de-obra de nosso município. Só posso dizer Deus abençoe esse empreendimento para que ele abençoe nosso município”, disse Samuel.

O presidente da Câmara, Jorge Recla, enfatizou que, em 2013, quando a Petrocity anunciou a intenção de pilotar o empreendimento ele não estava na política, mas teria dito que queria ser vereador para ajudar no projeto.

E elogiou a disposição do prefeito de Pedro Leopoldo (MG), Cristiano Marião (PSD), que viajou 800 quilômetros em companhia de seu secretário de desenvolvimento para participar da audiência: “Quando a ferrovia ligando o porto a Minas Gerais sair, ele não será prefeito, mas isso é ter visão de

Cristiano Marião, que já havia estado anteriormente numa audiência pública em Governador Valadares, entregou ao presidente da Petrocity, José Roberto Barbosa, um projeto de seu município para receber um porto seco integrado à futura EFMES.

“Temos duas grandes cimenteiras em nossa cidade e estamos próximos a Sete Lagoas, que é terminal da ferrovia. Também estamos próximos ao aeroporto Tancredo Neves, em Confins, e estamos buscando alternativas par ao nosso desenvolvimento. Esse porto não é importante somente para São Mateus e o Espírito Santo, mas para Minas, todos os municípios que serão impactados pela ferrovia e, especialmente, para Pedro Leopoldo”, disse o prefeito Cristiano Marião.

Representante do prefeito Daniel Santana, o vereador Francisco Amaro de Alencar Oliveira (Avante) disse que São Mateus vive dias de muita esperança e que o município está de portas abertas para que o empreendimento se concretize, “com visão social e de parceria com as comunidades tradicionais, preocupadas em preservar sua cultura e seu lugar”.

O deputado Marcos Garcia (PV), que representa Linhares na Assembleia Legislativa, também participou do evento e colocou-se à disposição dos empreendedores: “Precisamos devolver os empregos aos que os perderam e dar emprego para quem está entrando no mercado. E isso esse empreendimento vai fazer”.


(*Série de reportagens produzidas pelo jornalista José Caldas da Costa sobre os impactos dos projetos da Petrocity na economia do Norte e Noroeste do Espírito Santo)

 

Leia mais:  ES tem quase 700 vagas de emprego nesta semana

Comentários do Facebook
publicidade

São Mateus

Assenor apresenta projeto para construção de Barragem em São Mateus

Publicado

em

Com o objetivo de mostrar a área que a água alcançaria dentro das propriedades ribeirinhas, ao longo do Córrego Bamburral, e ultimar as discussões em torno de uma solução para a questão da água salinizada em São Mateus, a Associação Empresarial do Litoral Norte (Assenor) reuniu produtores rurais na tarde desta quinta-feira (5), para apresentar levantamento planialtimétrico dentro da proposta de construção de uma barragem no manancial.

De acordo com o presidente Natan Beltrame, o projeto planialtimétrico foi desenvolvido pela empresa Tinoco Engenharia, que detalhou que o local da barreira, em primeira opção, fica a 955 metros da ponte da BR-381. Outra opção fica a 2,5 quilômetros da ponte. O presidente da Assenor reforça que a barragem está projetada para 10 metros de lâmina no início e impactaria áreas de aproximadamente 40 produtores rurais, em seis quilômetros de córrego.

Natan explicou que a reunião desta quinta-feira (5) era continuidade de outra que a Assenor já realizou com os produtores, em 28 de fevereiro de 2018, para explicar a proposta da entidade de barragem no Bamburral, com intuito de suprir as necessidades dos ruralistas e de abastecimento da população urbana. Ele lembra que os produtores pediram na época um estudo de como seriam impactados.

O presidente da Assenor adianta que será feito um relatório de cada situação apontada pelos produtores nesta quinta-feira (5), contrários ou favoráveis à barragem, para encaminhamento aos poderes Executivo e Legislativo, para darem seguimento à proposta. “Podemos continuar acompanhado, ajudando. Este projeto planialtimétrico a gente conseguiu graças ao apoio de mantenedores e do Sicoob. Conseguimos 108 mil reais, fizemos o estudo planialtimétrico e, se caminhar, podemos bancar outros projetos por esses recursos” – ponderou.

PRODUTORES

Os produtores chegaram à reunião demonstrando ansiedade. Ilailson Gonçalves Campos entende que a barragem é benéfica para a classe e para a população urbana. Entretanto disse que está preocupado com os impactos. “Eu e vizinhos temos uma área muito plana na beira do córrego, e com essa barragem vai afetar mais da metade dessas pequenas propriedades. A gente vem ouvir para depois analisar e participar da discussão. O importante é chegar a um denominador comum, em que todos saiam beneficiados” – sustentou.

 

Leia mais:  'Calma, vai ser rápido', disse Durão, preso por estupro, a adolescente

Comentários do Facebook
Continue lendo
Mulher33 minutos atrás

Horóscopo do dia: previsões para 8 de dezembro de 2019

arrow-options Marcelo Dalla O horóscopo do dia apresenta a previsão para o seu signo e ascendente ÁRIES  Conte com mais...

Mulher33 minutos atrás

As 10 melhores posições sexuais para estimular os mamilos

Nunca subestime o poder do mamilo durante o sexo! Você raramente vai ficar frustrada e é por isso que posições...

Política3 horas atrás

‘Novo PSDB’: Doria diz que partido é centro-liberal e contrário a extremismos

arrow-options Governo do Estado de São Paulo/Divulgação Doria defendeu que o PSDB tenha novas ideias Principal nome dos tucanos para...

Mulher3 horas atrás

5 tipos de amigo secreto para inovar no Natal com presentes por até R$ 49,99

O Natal está chegando e com ele vêm as brincadeiras de amigo secreto na escola, no trabalho, entre amigos e na...

Mulher3 horas atrás

Cientistas desenvolvem pílula anticoncepcional mensal

Um grupo de estudiosos com especialistas do MIT, da Northeastern University , Harvard Medical School e University of Southern California...

Mulher3 horas atrás

Sente ciúmes? Saiba quando o sentimento pode ser doentio e como controlá-lo

Que atire a primeira pedra que nunca sentiu ciúmes da pessoa amada, de algum familiar ou até mesmo de um...

Internacional3 horas atrás

Coreia do Norte recusa-se a falar de desnuclearização com os EUA

O embaixador da Coreia do Norte nas Nações Unidas disse, neste sábado (7), que a possibilidade de desnuclearização está “fora...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana