conecte-se conosco


São Mateus

Petrocity: IEMA tramita processo de licença ambiental

Publicado

em

SÃO MATEUS (ES) – O processo de licenciamento ambiental, último passo para a Petrocity Portos S.A. iniciar as obras do maior complexo logístico brasileiro, em São Mateus, já está em andamento no Instituto Estadual de Meio-Ambiente (IEMA), o que levou o presidente da companhia, José Roberto Barbosa da Silva, a prever que até o final do ano deverá dar a largada para a construção do Porto de Urussuquara.

Com isso, as perspectivas para o município e para as regiões Norte e Noroeste do Estado são de alavancagem da economia no próximo ano, com a geração de 3 mil novos empregos na fase de construção do porto, que será feita pela Odebrechet Engenharia ao custo final de R$ 2,1 bilhões, dinheiro que, em sua maior parte, virá de financiamento do Fundo Soberano de Dubai.

A geração imediata de emprego, com o início das obras, será de 3.000 vagas diretas com repercussão em mais 6 mil empregos indiretos, gerando forte e positivo impacto econômico e social não apenas em São Mateus, mas em toda a região. De acordo com a Petrocity, a prioridade das contratações será de mão-de-obra local, por isso a empresa já iniciou a capacitação das pessoas da região.

LEIA TAMBÉM: Petrocity: programa vai capacitar 3 mil no Norte do Estado

O primeiro curso de capacitação, segundo José Roberto Barbosa, está em andamento em Conceição da Barra e os próximos municípios serão São Mateus e Barra de São Francisco, devido à previsão de uma Unidade de Transbordo e Armazenamento de Cargas (UTAC) na cidade quando da construção da Estrada de Ferro Minas-Espírito Santo, que é outro projeto paralelo ao do porto.

“Já entramos com o pedido de licença na Prefeitura para o início das obras, pois, quando sair a licença ambiental, que é o último estágio, queremos lançar a pedra fundamental e iniciar as obras imediatamente, pois o contrato com a Odebrecht Engenharia está assinado desde janeiro, quando fizemos a solenidade no Palácio Anchieta. Iniciada a construção, nossa previsão é de que em menos de dois anos comecemos a operar, gerando 2.500 empregos na plena capacidade de funcionamento”, disse José Roberto (foto).

Na esfera federal, nas próximas semanas haverá a assinatura de contrato da Petrocity com a Antaq (Agência Nacional de Transporte Aquático), que encerrou a chamada pública sobre a construção do porto e aprovou a manifestação de interesse da Petrocity. A área destinada ao porto, em Urussuquara, também já está aprovada na esfera federal como área portuária.

FERROVIA

O processo para a construção da Estrada de Ferrovia também está em curso. Como o Governo Federal tem a expectativa de aprovação, até o final do ano, do PLS 261/2018, de autoria do senador José Serra (SP), que flexibiliza o setor ferroviário nacional, o presidente da Petrocity, José Roberto Barbosa, que está capitaneando também esse projeto, está se dedicando a fazer audiências públicas sobre os impactos da obra.

Essas audiências estão acontecendo, principalmente, em Minas Gerais, onde a bancada federal se mobilizou para apoiar o projeto, considerando a redenção da economia do Leste e Nordeste do Estado, com forte impacto no Vale do Aço e também Vale do Jequitinhonha.

“O regime ferroviário hoje é de concessões, o que leva no mínimo cinco anos para acontecer e segue uma burocracia danada. Com a aprovação do PLS 261, haverá flexibilização e empreendedores privados poderão pedir apenas autorização do Governo Federal, o que vai demorar no máximo seis meses, conforme me garantiram técnicos do Ministério da Infra-Estrutura”, disse Barbosa.


(*Série de reportagens produzidas pelo jornalista José Caldas da Costa sobre os impactos dos projetos da Petrocity na economia do Norte e Noroeste do Espírito Santo)

Comentários do Facebook
Leia mais:  Presos em fuga incendeiam caminhões e interditam rodovia BR-116
publicidade

São Mateus

Governador visita linha de produção de ônibus da Marcopolo em São Mateus

Publicado

em

Nesta quarta-feira (18), o governador Renato Casagrande foi até o município de São Mateus, na região norte do Estado, para conhecer a unidade da empresa Marcopolo. Está sendo produzida no local a maioria dos novos veículos do Sistema Transcol com ar-condicionado, que fazem parte da renovação da frota iniciada este ano.

“Este ano estaremos entregando 120 ônibus daqui da empresa e mais 12 de outra empresa. Para nós é importante vermos que os ônibus foram produzidos aqui, com mão de obra local, financiado pelo Banco do Estado. Queremos que a atividade econômica fique no Estado”, afirmou Casagrande.

Dos primeiros novos veículos que foram adquiridos pelos consórcios operadores do Sistema Transcol, mais de cem serão produzidos pela montadora, sendo que mais da metade já foi entregue. A empresa inaugurou no início deste ano a linha de montagem de ônibus modelo urbano no norte do Estado para atender a demanda da renovação de frota do sistema Transcol, gerando mais empregos e renda no Estado.

O secretário de Estado de Mobilidade e Infraestrutura, Fábio Damasceno, também destacou a importância dos investimentos que vão além da mobilidade. “Este é um momento muito marcante. Nós assumimos o compromisso de renovar a frota do Transcol e melhorar o serviço. Mas conseguimos também que parte da produção  dessa demanda ficasse aqui no Estado e fosse financiada pelo banco do Estado”, asseverou.

O gerente industrial da Marcopolo, Regis Magnus, apresentou a empresa e os investimentos feitos para atender a demanda dos novos coletivos.”Produzimos aqui os [ônibus] urbanos e a linha Volare. Nesta unidade, já entregamos mais de dois mil veículos desde 2014 e seguimos investindo.  Nos próximos passos projetamos um investimento próximo a R$ 15 milhões para uma nova linha de produtos visando uma verticalização maior e se tornando mais independentes da unidade de Caxias do Sul [RS]”, destacou.

Também participaram da visita integrantes das Secretarias de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi) e de Desenvolvimento (Sedes), além da Ceturb-ES, Bandes e Banestes. Entre eles, o secretário de Desenvolvimento, Marcus Kneip Navarro; o diretor presidente da Ceturb, Raphael Trés; e o presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande.

Transporte Coletivo

No início do mês de setembro começou a funcionar na Grande Vitória a integração dos cartões de bilhetagem eletrônica dos Sistemas Transcol e com os sistemas municipais: os cartões do sistema Metropolitano podem ser usados para pagar a tarifa dos sistemas municipais e vice-versa. Essa é a última etapa para que a integração tarifária possa acontecer, o que está previsto para 2020.

Leia mais:  MP-ES promove audiência pública para debater situação da água em São Mateus

Em janeiro deste ano, o governador anunciou a renovação de frota do sistema com a aquisição de veículos climatizados, atendendo a pedido da população da Grande Vitória. Até o momento, cerca de 40 veículos com ar condicionado já estão operando no sistema e este número deve chegar a 100 até o final deste ano e 600 até o final de 2022.

Todos vão operar nas linhas troncais do sistema (fazendo a ligação Terminal x Terminal). Os últimos veículos novos foram entregues ao sistema em 2014, ainda durante o primeiro mandato do governador Renato Casagrande.

Em maio, foi lançado o aplicativo Ônibus GV, uma plataforma para dispositivos móveis, em que o usuário pode consultar informações como horários, localização e itinerários dos coletivos, além de acessar a rede wi-fi e o entretenimento a bordo nos coletivos que já disponibilizam o serviço. Atualmente, mais de 400 veículos das linhas troncais passam a contar com a rede a bordo.

Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Economia15 minutos atrás

10 mitos e verdades sobre a segurança no investimento em criptomoedas

Fonte: IG Economia Comentários do Facebook Leia mais:  Presos em fuga incendeiam caminhões e interditam rodovia BR-116

Direto de Brasília16 minutos atrás

Operação no Complexo do Alemão deixa quatro mortos e um PM ferido

arrow-options Bruno Itan/ Coletivo Alemão Segundo a Polícia, operação no Complexo do Alemão era para combater o tráfico de drogas...

Direto de Brasília16 minutos atrás

Reguffe se filia ao Podemos depois de ficar três anos em mandato sem partido

arrow-options Divulgação Reguffe se filia ao Podemos após três anos sem partido O senador Reguffe (DF) aderiu nesta quarta-feira (18) ...

Direto de Brasília16 minutos atrás

“De forma nenhuma fomos traídos pelo Senado”, diz Rodrigo Maia

arrow-options MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL “De forma nenhuma fomos traídos pelo Senado”, diz Rodrigo Maia O presidente da Câmara, Rodrigo Maia...

Direto de Brasília16 minutos atrás

Entidades pedem para Maia evitar ‘retrocessos’ sobre projeto dos partidos

arrow-options Aloisio Mauricio/Fotoarena/Agência O Globo – 26.8.19 Rodrigo Maia garantiu na última terça-feira (17) que manteria o projeto original Entidades...

Direto de Brasília16 minutos atrás

Conselho de Ética e Decoro do Senado é instaurado com sete meses de atraso

arrow-options Marcos Oliveira/Agência Senado Davi Alcolumbre anuncia a instauração do Conselho de Ética e Decoro do Senado O presidente do...

Tecnologia1 hora atrás

Novos produtos da Huawei vazam antes de serem apresentados; confira

arrow-options shutterstock Confira os novos produtos da Huawei. A Huawei realizará amanhã (19) um evento em Berlim para apresentar vários...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana