conecte-se conosco



Pescadores: Renova terá que seguir com repasse

Publicado

em


.

“Qual pesca? E qual peixe?”, questionou o deputado Marcos Garcia (PV) sobre a decisão da Fundação Renova de cancelar o pagamento de auxílio emergencial por entender que existem condições para restabelecer atividade econômica para aqueles que dependem do Rio Doce. Durante a sessão ordinária virtual desta terça-feira (14), o parlamentar, que já havia denunciado a tentativa no dia 1º de julho, voltou a discursar em defesa da população atingida pelas consequências do rompimento da barragem de rejeitos de minério em Mariana, Minas Gerais, em novembro de 2015.

Confira fotos da sessão

“A Justiça Federal concedeu liminar determinando pagamento imediato aos atingidos, que havia sido suspenso pela Fundação Renova em uma interpretação de que a pesca estava liberada. Qual pesca? Que peixe? Pescadores estão passando necessidade e o rio morreu com a lama. Os poucos peixes que são pescados serão vendidos para quem? Ninguém vai comprar esse peixe contaminado”. 

Segundo o parlamentar, a decisão de suspensão do benefício foi unilateral. “A Fundação renova não pode decidir a suspensão do pagamento sem ouvir os municípios e a população atingida. É uma decisão covarde, ainda mais em meio a uma pandemia”. A suspensão do pagamento foi denunciada pelas Defensorias Públicas do Espírito Santo e de Minas Gerais. 

Abertura do comércio

Durante a sessão, o deputado Vandinho Leite (PSDB) criticou a abertura do comércio em dias alternados. “O comércio gera empregos e renda, especialmente nos bairros. Acredito que diante de uma curva de contaminação que está se mantendo estável, seria importante rever o funcionamento das lojas. Se o comércio estiver aberto todos os dias da semana, o cidadão vai poder sair de uma vez só para resolver suas coisas. É preciso registrar que temos 2,6 milhões de pessoas que ficaram desempregadas desde o início da pandemia e que 25% dos pedidos de auxílio-desemprego são da área do comércio, um verdadeiro desastre para a economia”. 

Retorno de atendimentos eletivos

O deputado Dr. Emílio Mameri (PSDB) falou da importância do retorno de atendimentos na área da saúde que não tenham relação com a Covid-19. “Estamos trabalhando junto com o governo do Estado e o Conselho Regional de Medicina em um calendário para que os atendimentos voltem a acontecer. Queremos apresentar um planejamento, um protocolo de trabalho, para que no mês de agosto possamos retornar, de forma gradual, é claro, com aqueles serviços de saúde que não estão relacionadas ao coronavírus”, disse o parlamentar. 

Comentários do Facebook

Empates fecham primeira rodada da Série C

Publicado

em


.

Dois jogos realizados na noite de segunda-feira (10) encerraram a primeira rodada da série C do Campeonato Brasileiro. No estádio Dilzon Melo, em Varginha (Minas Gerais), o Boa Esporte empatou em 2 a 2 com o Volta Redonda (Rio de Janeiro). Na outra partida, no estádio do Café, o Londrina (Paraná) também ficou na igualdade, mas sem gols, com o Criciúma (Santa Catarina), graças ao goleiro Danton, do Tubarão, que defendeu um pênalti a favor dos catarinenses.

Os confrontos foram válidos pelo grupo B da competição, que reúne dez equipes das regiões Sul e Sudeste do país. Por enquanto esta chave é liderada por Ituano (São Paulo), Brusque (Santa Catarina) e São José, que estrearam com vitória no torneio. Destaque para o triunfo da equipe do interior paulista, que derrotou, por 3 a 0, o Tombense, que decide o título mineiro com o Atlético-MG.

No grupo A ficam outros dez times do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Ferroviário (Ceará) e Remo largaram na frente ao vencerem Botafogo-PB e Jacuipense (Bahia). O Ferrão ganhou dentro de casa por 2 a 0 na Arena Castelão, em Fortaleza. Já o Leão Azul surpreendeu fora dos domínios paraenses, batendo os baianos por 2 a 1, de virada, na Arena Valfredão.

A rodada de abertura ficou a dever apenas um duelo. Em virtude do novo coronavírus (covid-19), o jogo entre Treze (Paraíba) e Imperatriz (Maranhão) não pôde acontecer no último domingo (9) no Estádio Amigão, em Campina Grande. De acordo com a CBF, 12 dos 19 jogadores inscritos pela equipe maranhense na competição testaram positivo.

A competição vai até janeiro de 2021, e nesta edição tem um novo formato. Os quatro melhores colocados de cada grupo se classificam para dois quadrangulares. De um lado, o primeiro e o terceiro do grupo A com o segundo e o quarto do grupo B. Do outro, o primeiro e o terceiro do Grupo B com o segundo e quarto do Grupo A. Na sequência, os clubes se enfrentam dentro das chaves. Os dois melhores de cada lado conquistam o acesso à Série B e os vencedores de cada chave se classificam às finais.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários do Facebook
Continue lendo

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!