conecte-se conosco


Nacional

Personagens infantis pedem regularização de ‘trenzinho da alegria’ em Fortaleza

Publicado

em


Vestidos de Power Rangers, funcionários do trenzinho da alegria protestaram contra pedido de paralisação feito pelo MP
Divulgação/CMFor
Vestidos de Power Rangers, funcionários do trenzinho da alegria protestaram contra pedido de paralisação feito pelo MP

Uma audiência pública na Câmara Municipal de Fortaleza reuniu na manhã desta segunda-feira (11) uma plateia incomum. Power Rangers, Pantera Negra, Chaves e Super Homem participaram do evento que tratava da regulamentação do chamado transporte recreativo de passageiro (TRP), os famosos trenzinhos da alegria.

Leia também: Sob efeito de droga, motorista confunde policial com Batman e o arrasta em carro

O serviço está ameaçado na cidade cearense porque o Ministério Público do Ceará apresentou uma ação solicitando a proibição da circulação dos trenzinhos da alegria
. O órgão pediu a paralisação imediata dos serviços de entretenimento, passeios e animação em veículos, sob pena de multa diária de R$ 10 mil pelo descumprimento.

Os funcionários, vestidos a caráter, protestaram contra o pedido do MP. Eles exibiam cartazes apoiando a criação de regras para a atividade e defendendo os trenzinhos como “diversão saudável para toda a família”.

O vereador Márcio Martins
(PROS), de quem partiu a iniciativa de discurtir a regulamentação dos TRPs, defendeu a regulamentação da modalidade de transporte. “A única coisa que essa Casa e o nosso mandato não pode aceitar é que qualquer atividade que gere emprego e renda nessa cidade seja proibida”, disse.


Vereador Márcio Martins posa com personagens dos trenzinhos da alegria em audiência pública na Câmara Municipal de Fortaleza
Reprodução/Facebook Márcio Martins
Vereador Márcio Martins posa com personagens dos trenzinhos da alegria em audiência pública na Câmara Municipal de Fortaleza

Márcio Martins fez a ressalva que no passado os trenzinhos de Fortaleza
cometeram excessos e é necessário que eles ofereçam itens de segurança para os passageiros.

Leia também: “Regulamentações serão revogadas rapidamente”, garante Bolsonaro

O Ministério Público justifica a necessidade de paralisação por questões de segurança. De acordo com o promotor de Justiça Luciano Tonet, os veículos não apresentam condições de segurança para os passageiros, que trafegam sem cintos de segurança, e nem para os animadores, que ficam em pé e pendurados do lado de fora do veículo.

Leia mais:  Canil da PM desmonta o tráfico e apreende grande quantidade de drogas em SP

“Os acidentes são constantes, o que comprova o risco para a integridade física dos usuários, especialmente crianças e adolescentes. A falta de uma estrutura de regulação específica para essa modalidade de fretamento certamente limita as ações de controle e contribui para situações de insegurança”, afirmou.


Os trenzinhos da alegria estão ameaçados de paralisação devido a ação do MP do Ceará.
Divulgação/CMFor
Os trenzinhos da alegria estão ameaçados de paralisação devido a ação do MP do Ceará.

Leia também: Disfarce usado pelo Super-Homem para se tornar Clark Kent é eficaz, diz pesquisa

Já os empresários se manifestaram na audiência a favor da regularização dos trenzinhos da alegria
, alegando que os órgãos de fiscalização do trânsito podem definir critérios de segurança para os trens da alegria.

Fonte: IG Nacional
Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

PF vai investigar grupo que teria planejado incêndios na Amazônia

Publicado

em

source

Agência Brasil

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou neste domingo (25) que a Polícia Federal (PF) vai investigar integrantes de um grupo que teria planejado atear fogo em áreas de floresta entre os municípios de Altamira e Novo Progresso, sudoeste do Pará. O caso ocorreu no último dia 10 de agosto, data que chegou a ser batizada por produtores rurais da região como “Dia do Fogo”, e foi denunciado em uma reportagem da revista Globo Rural.

Leia também: Sete estados já pediram apoio federal para combater incêndios florestais

Queimadas na Amazônia arrow-options
Fernando Frazão/ABr
Incêndios criminosos na floresta amazônica serão investigados pela Polícia Federal após aumento de focos de queimadas

“Fui contatado hoje mesmo pelo PR Jair Bolsonaro sobre o fato e solicitando apuração rigorosa. A Polícia Federal vai, com sua expertise, apurar o fato. Incêndios criminosos na Amazônia serão severamente punidos”, afirmou o ministro pelo Twitter.

Segundo a matéria, mais de 70 pessoas, entre sindicalistas, produtores rurais, comerciantes e grileiros combinaram, por meio de um grupo de WhatsApp, incendiar as margens da BR-63. A rodovia liga a região do Pará aos portos fluviais do Rio Tapajós e ao estado de Mato Grosso.

A reportagem também foi compartilhada pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, em que ele reforça a determinação do presidente Bolsonaro para uma “investigação rigorosa” e punição dos responsáveis pelos incêndios criminosos.

De acordo com a assessoria do Ministério da Justiça e Segurança Pública, a apuração da PF deve se concentrar sobre o caso denunciado na matéria da revista Globo Rural.

Leia também: Salles pede apoio dos estados para enfrentar crise ambiental na Amazônia

MPF no Pará apura denúncia

Na última quinta-feira (23), o Ministério Público Federal (MPF) no Pará informou que está investigando o aumento de queimadas na mesma região, incluindo uma denúncia semelhante de incêndios criminosos. De acordo com o MPF, o procurador da República Paulo de Tarso Moreira Oliveira apura a convocação divulgada em jornal de Novo Progresso, supostamente por fazendeiros, para um “dia do fogo”, em que os produtores rurais incendiariam grandes áreas de floresta. O dia previsto para a manifestação também seria 10 de agosto.

Leia mais:  Ativista Greta Thunberg começa a atravessar o oceano em veleiro sustentável

Leia também: Cúpula G7 vai ajudar os países que sofreram com as queimadas na Amazônia

Satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) detectaram aumento significativo de queimadas no dia 10 de agosto, com o registro de 124 focos de incêndio, aumento de 300% em relação ao dia anterior. No dia seguinte, foram registrados 203 focos. Em Altamira, foram detectados 194 focos em 10 de agosto e 237 no dia 11, um aumento de 743% nas queimadas.

Fonte: IG Nacional
Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Esportes1 minuto atrás

Goiás, com um a menos e de virada, bate o Internacional no Serra Dourada

arrow-options reprodução / Twitter Goiás x Internacional – Campeonato Brasileiro Se o panorama do primeiro tempo com expulsão no time...

Esportes1 minuto atrás

Santos abre 3 a 0, sofre pane no 2º tempo e só empata com o Fortaleza

arrow-options Agência O Globo Após bom primeiro tempo, Santos tem pane e apenas empata com o Fortaleza: 3×3 na Vila...

Esportes1 minuto atrás

Vasco vence São Paulo com tranquilidade e respira no Brasileirão

arrow-options Agência O Globo Thalles Magno comemora gol do Vasco Após mais de um mês longe de casa, o Vasco...

Nacional2 minutos atrás

PF vai investigar grupo que teria planejado incêndios na Amazônia

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou neste domingo (25) que a Polícia Federal (PF) vai investigar integrantes...

Agricultura3 minutos atrás

Agricultura familiar na Expointer: vendas crescem 51% no primeiro dia de feira

As vendas de produtos da agricultura familiar na feira do setor na Expointer, fecharam o primeiro dia com alta de...

Saúde1 hora atrás

Bebe muito café? É por isso que você pode estar com tanta dor de cabeça

Você já deve ter lido as notícias contraditórias sobre estudos relacionados ao café . Contudo, agora, mais uma pesquisa foi...

Entretenimento2 horas atrás

“Estou em estado de choque”, diz Marisa Orth no velório de Fernanda Young

arrow-options Divulgação Fernanda Young, Rita Lee e Marisa Orth no programa “Saia Justa” Atriz que trabalhou com Fernanda Young em diversas séries...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana