conecte-se conosco


Nacional

Pastor dopado, roubo de dinheiro e Flordelis mentora: filho faz novas revelações

Publicado

em

source
Flordelis e Misael arrow-options
Reprodução/Facebook
Deputada resolveu exonerar a mulher de um dos filhos adotivos, o também deputado Misael

Em depoimento a policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, Wagner Andrade Pimenta, conhecido como Misael, um dos filhos adotivos de Flordelis dos Santos de Souza e do pastor Anderson do Carmo, afirmou acreditar que a mãe foi a “mentora intelectual” da morte do pai. O relato foi dado por ele no dia 18 de junho deste ano, dois dias após o crime.

Leia também: “Flordelis sabia de plano para matar pastor Anderson”, afirma filha

Misael e o irmão Daniel dos Santos de Souza foram os primeiros a prestar depoimento atribuindo à Flordelis participação no assassinato. Depois deles, outros três filhos adotivos – Luan Santos, Kelly Cristina dos Santos e Roberta Santos –  também fizeram relatos aos policiais que comprometeram a mãe. O Extra teve acesso a todos os depoimentos. 

Sobre o crime , Misael disse, em seu depoimento, que Flordelis, “manipulando os filhos, encontrou alguém com coragem para matar Anderson”. Flávio dos Santos Rodrigues, filho biológico apenas de Flordelis, e Lucas Cézar dos Santos, filho adotivo do casal, são réus pela morte do pastor . De acordo com as investigações, o primeiro foi o responsável por atirar na vítima e o segundo, o auxiliou na compra da arma do crime. A polícia agora investiga a participação de outras pessoas da família na execução .

Em suas declarações à polícia, Misael contou ainda que a mãe lhe disse acreditar que Anderson estava “dando a volta nela com relação à dinheiro”.

No depoimento, Misael contou que em outubro do ano passado, Anderson ficou internado cinco dias e perdeu quase 20 quilos. Na época, ele disse que não sabia o motivo, mas hoje sabe que estavam dopando o pai , dando remédios para ele a mando de Flordelis. Ao menos outros três filhos confirmaram que medicamentos vinham sendo dados ao pastor .

Leia mais:  Após “Vaza Jato”, Maia diz que vai blindar Câmara de qualquer crise

Leia também: Mãe de pastor morto relatou possível caso com filha de Flordelis

No dia 24 de junho,  Misael deu um novo depoimento à polícia e, na ocasião, relatou ter descoberto que Flordelis digitou uma das mensagens que a irmã, Marzy Teixeira, enviou para Lucas pedindo que ele matasse Anderson. Segundo Misael, Marzy foi questionada pela esposa dele, Luana, sobre a mensagem, e ela admitiu que o texto foi escrito pela pastora . A mensagem foi escrita no próprio tablet de Anderson e encontrada por ele posteriormente. Como a igreja havia sido furtada no ano passado, o pastor acreditou que o texto fora escrito em um outro aparelho do tipo, levado na ocasião, e aparecido no novo tablet pela “nuvem”.

Misael afirma que teve acesso ao telefone celular do pai, que estava com o motorista da mãe, Marcio da Costa Paulo, conhecido como Buba, no dia seguinte ao crime. No aparelho, conseguiu recuperar a mensagem pelo sistema da Apple, e a fotografou com seu celular, que foi entregue à polícia. Ainda de acordo com Misael, Buba lhe relatou que entregaria o celular para Flordelis.

Daniel , em seu depoimento no dia 18 de junho, também afirmou acreditar no envolvimento de Flordelis na morte do pastor. Ele ainda disse ter ouvido da mãe que a hora do seu pai ia chegar e não demoraria muito. O rapaz relatou a possibilidade de envolvimento, no crime , de Flávio, Lucas, outras duas filhas e uma neta da pastora.

Daniel também afirmou que o pai lhe mostrou a mensagem encontrada por ele, na qual ficava claro que estavam planejando sua morte.

Assim como Daniel, Luan e Roberta também afirmaram à polícia acreditarem no envolvimento de Flordelis na morte de Anderson. Em seu depoimento, o rapaz afirmou que sua irmã Simone dos Santos, filha biológica de Flordelis e irmã de Flávio , lhe disse que a mãe havia pedido que ela contratasse alguém para “apagar” Anderson. Mas, sabendo que Simone não faria o que ela lhe pediu, resolveu fazer a mesma solicitação a Marzy. Ainda de acordo com Luan, a própria Simone lhe disse que era a responsável pelos problemas de saúde de Anderson, dando a ele remédios. Luan também contou ter ouvido a mãe falar sozinha, após o crime, a palavra “acabou”.

Leia mais:  Supremo recebe manifesto de apoio da OAB, CNBB e outras 159 entidades

Leia também: “Ordem para matar pastor saiu do celular dela”, diz filho preso de Flordelis

Para Roberta, de acordo com seu depoimento, Flordelis ganharia paz com a morte de Anderson. Além da mãe, ela também acredita no envolvimento das duas irmãs e neta da pastora citadas por Daniel. Ela disse, ainda, que ao ver a forma com que Flordelis se comporta perante a imprensa, não tem dúvidas de que se trata de teatro e que vê nos olhos da mãe um sentimento de alívio.

Já Kelly afirmou que a mãe sempre dizia aos filhos que “no dia em que Anderson não estivesse mais ali, as coisas iriam melhorar”. Ela revelou, ainda, que Flordelis tentou reunir todos os filhos com o advogado, no dia anterior aos depoimentos, que ocorreu em 24 de junho, para combinar o que seria dito à polícia. Kelly afirmou que não compareceu à renião. Ela também relatou que Flordelis afirmou que saberia, pelo advogado, o que cada um dos filhos dissera.

Fonte: IG Mundo
Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

“Já tivemos Garotinho. Não queremos um garotão”, diz Crivella sobre Witzel

Publicado

em

source
 Crivella e Witzel arrow-options
Marcos de Paula / Prefeitura do Rio
“Já tivemos um Garotinho. Não queremos ter um garotão”, diz Crivella sobre Witzel

O prefeito do Rio Marcelo Crivella (PRB) partiu para o ataque na tarde desta sexta-feira (20) após ser criticado pelo governador Wilson Witzel (PSC), que afirmou que o alcaide
fez uma “lambança” ao censurar um livro com beijo gay entre dois personagens na Bienal do Livro. Em evento, Crivella mencionou o rompimento entre Witzel e o senador Flávio
Bolsonaro (PSL-RJ) —  que determinou que o PSL deixe o governo — para alfinetar o chefe do Palácio Guanabara, que, segundo Crivella, estaria “querendo aparecer” por ter a
intenção de se candidatar à Presidência da República.

“Não houve censura. Apenas mandei recolher o material para que fosse disponibilizado em lacres como determina o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente)”, disse Crivella que,
em seguida, continou: “Witzel decidiu antecipar a campanha (presidencial), e isso pode prejudicar o Rio no Regime de Recuperação Fiscal com a União. Já tivemos um Garotinho.
Tudo o que não queremos agora é um garotão”, acrescentou Crivella, citando o ex-governador Anthony Garotinho e fazendo alusão a um período em que não havia diálogo entre os
governos federal e estadual.

Leia também: Para Witzel, criminosos que atiram contra a população do Rio não merecem viver

A declaração confirma um afastamento entre Witzel e Crivella, que chegaram a se aproximar nos últimos meses. O governador Wilson Witzel chegou até a cogitar apoiar a reeleição
de Marcelo Crivella à prefeitura do Rio, mas depois também se aproximou do ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) por intermédio do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia
(DEM).

Nesta quinta-feira, Wilson Witzel falou para uma plateia repleta de executivos e políticos na abertura do Fórum Nacional, no BNDES, no Centro do Rio. Na ocasião, Witzel disse que o prefeito do Rio fez uma “lambança” na feira do livro realizada recentemente.

Leia mais:  Após “Vaza Jato”, Maia diz que vai blindar Câmara de qualquer crise

“Uma obra literária, se pudesse causar uma tragédia à sociedade, teria que ser muito diferente daquilo. Hoje, acho que o país está tendo uma consciência de que momento de disputar eleição é um e o momento de governar é outro. O que tiver de ser antagonizado que seja com respeito, sem estimular a intolerância. Meu filho, por conta da opção dele, certa vez, foi agredido quando saía do trabalho de madrugada, foi agredido pela intolerância”, afirmou Witzel, que ficou emocionado e arrancou aplausos da plateia.

Leia também: Witzel defende fim da visita íntima a presos: ‘Tem que perder liberdade sexual’

Também durante o evento, Witzel afirmou que a decisão do senador Flávio Bolsonaro de retirar os deputados do PSL dos cargos em secretarias e órgãos para fazer oposição à sua
gestão não o deixou com “amplo direito de defesa”. O governador disse ainda que os deputados do PSL são “bem-vindos” ao seu partido, o PSC .

“A decisão dele não me deu amplo direito de defesa e do contraditório. Eu fiquei surpreso. Estava em uma viagem de família e recebendo essas notícias. Em nenhum momento eu
recebi o telefone do senador Flávio, ele não falou comigo. Mas, como na Justiça, depois vem a contestação, a defesa. Vamos conversar”, declarou o governador. “Eu não posso impedir ninguém de se desfiliar e também não posso impedir filiação ao PSC, até porque todos os deputados do PSL são excelentes, são deputados comprometidos com uma pauta que eu
defendo e eu tenho certeza que eles serão bem-vindos”, completou.

Leia também: PSL vai expulsar os deputados que não se afastarem de Wilson Witzel

Procurado pelo Globo , o gabinete de Witzel afirmou que o governador não irá se pronunciar sobre as declarações de Crivella .

Leia mais:  Grupo de combate a tortura teve viagens interrompidas após decisão de Bolsonaro

Fonte: IG Nacional
Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Saúde24 minutos atrás

Painel internacional diz que estamos despreparados para nova epidemia mundial

O Conselho de Monitoramento para a Preparação Global (CMPG), publicou seu primeiro relatório sobre a saúde no mundo. O documento...

Saúde24 minutos atrás

5 cuidados básicos para sobreviver às mudanças de tempo sem ficar doente

A combinação entre baixa umidade do ar e mudanças de tempo pode ser hostil para o sistema respiratório de muita...

Nacional26 minutos atrás

“Já tivemos Garotinho. Não queremos um garotão”, diz Crivella sobre Witzel

arrow-options Marcos de Paula / Prefeitura do Rio “Já tivemos um Garotinho. Não queremos ter um garotão”, diz Crivella sobre...

Nacional26 minutos atrás

Casa de repouso de Londres expulsa idosos que participaram de orgia

arrow-options shutterstock Orgia levou idosos a serem expulsos de casa de repouso Uma casa de repouso conhecida como Lar de Edith...

Nacional26 minutos atrás

Homem é preso por matar filho de dois anos afogado para fazer mãe “sofrer”

arrow-options Reprodução/Facebook Após mentir para polícia, Evaldo confessou o crime. Um homem de 21 anos foi preso na noite da...

Nacional26 minutos atrás

Greve Global pelo Clima acontece em países de todo o mundo; acompanhe

arrow-options Gabriela Neves Concentração em São Paulo inicia no MASP arrow-options Gabriela Neves Crianças na Greve Global pelo Clima, em...

Nacional26 minutos atrás

Justiça ao gato! Animal “ganha no tribunal” direito de frequentar galeria no Rio

arrow-options Pedro Teixeira/Agência O Globo Gato Rubinho poderá frequentar galeria no Rio de Janeiro O gato Rubinho amanheceu respirando aliviado...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana