conecte-se conosco


Nacional

Passagens do Metrô e trem de SP ficam mais caras neste domingo e vão a R$ 4,30

Publicado

em


Aumento das passagens do Metrô e da CPTM em São Paulo começa a valer a partir deste domingo (13)
Tiago Silva/Governo do Estado de São Paulo
Aumento das passagens do Metrô e da CPTM em São Paulo começa a valer a partir deste domingo (13)

Os preços das passagens do Metrô de São Paulo e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) serão reajustados a partir deste domingo (13). A informação  já havia sido publicada
na edição de quinta-feira (3) do Diário Oficial do estado de São Paulo, onde consta que o valor vai subir de R$ 4 para R$ 4,30.

Segundo a Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM), além do aumento no preço da tarifa básica do transporte público por trens e nas passagens do Metrô
, a integração, entre trilhos e ônibus, vai de R$ 6,96 para R$ 7,48.

Na quinta-feira o novo governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), também havia confirmado o aumento. Segundo ele e a STM, o alta no valor da tarifa sobre trilhos é baseada na inflação acumulada em 2018, de acordo com o IGP-M, e reflete também o incremento dos custos operacionais e de recursos humanos das empresas.

As gratuidades para idosos, estudantes, portadores de necessidades especiais e desempregados vão ser mantidas. Hoje, com o Bilhete Único
, o passageiro paulistano tem o direito de fazer três viagens de ônibus no intervalo de três horas na capital paulista. Diariamente, 9,5 milhões de passageiros utilizam os 14 mil ônibus que circulam pela cidade.

Na capital paulista, os trens e o Metrô são responsabilidade do governo estadual e os ônibus, da prefeitura. Em dezembro, a Secretaria Municipal de Transportes também anunciou aumento na tarifa básica dos ônibus a partir do dia 7 de janeiro. A tarifa, assim como a sobre trilhos, passará de R$ 4 para R$ 4,30.

Para driblar o aumento das passagens, pelo menos por alguns dias, aqueles que carregarem os bilhetes únicos, mensal ou 24 horas até o dia 6 de janeiro poderá viajar com o valor da tarifa antiga, enquanto o crédito do bilhete não se esgotar.

Leia mais:  Plutão deve voltar a ser considerado um planeta, defende nova pesquisa

O Bilhete Mensal para trens passará de R$ 194,30 para R$ 208,90 (comum, válido somente para trilhos) e de R$ 307 para R$ 323,80 (integrado, usado com trilhos + ônibus). Já o Bilhete 24 horas passou de R$ 15,30 para R$ 16,40 (comum) e de R$ 20,50 para R$ 21,60 (integrado).

Já o vale-transporte para as empresas deixará de ser subsidiado pelos impostos municipais pagos pela população. O valor a ser pago pelo empregador passará a ser de R$ 4,57, que poderão ser utilizados em passagens do Metrô , da CPTM ou dos ônibus em São Paulo.

Leia também: SP tem tarifa de ônibus mais cara a partir de hoje; saiba valores da integração

Manifestantes reivindicam aumento das passagens do Metrô


Movimento Passe Livre foi as ruas para reivindicar o aumento das passagens do Metrô e da CPTM na quinta-feira (10)
Facebook/ Ujb Brasil
Movimento Passe Livre foi as ruas para reivindicar o aumento das passagens do Metrô e da CPTM na quinta-feira (10)

Após o anúncio do aumento das passagens
, o Movimento Passe Livre (MPL) voltou as ruas nesta quinta-feira (10) para fazer uma manifestação contra a mudança
. Os manifestantes se concentraram, inicialmente, em frente ao Theatro Municipal, na região da Sé, e partiram em passeata pelas ruas do centro da cidade. O MPL critica a elevação de R$ 0,30 da tarifa em apenas um ano.

“Já não bastasse a tarifa ser injusta, como esse aumento é o dobro da inflação. Quem paga a conta da crise somos nós que, além de arcar com o desemprego e o aumento do custo de vida, somos impedidos de circular pela cidade”, destacou o movimento nas redes sociais. Um segundo ato do grupo contra o aumento das passagens do Metrô
está marcado para o dia 16 de janeiro.

Comentários do Facebook
publicidade

Nacional

Bolsonaro pede “punição severa” a militar preso com cocaína em voo

Publicado

em

Comitiva Bolsonaro
Alan Santos/PR
Militar que foi preso com 39 kg de cocaína em bagagem estava na comitiva oficial de Bolsonaro ao G-20

O presidente Jair Bolsonaro disse na tarde desta quarta-feira que exigiu “investigação imediata e punição severa” ao militar da Aeronáutica preso com 39 quilos de cocaína em um voo que transportava a equipe que dava apoio à comitiva presidencial. Nas redes sociais, o presidente afirmou que o episódio é inaceitável.

Leia também: Celso de Mello cutuca o governo e cita caso de sargento preso com drogas

 “Apesar de não ter relação com minha equipe, o episódio de ontem, ocorrido na Espanha, é inaceitável. Exigi investigação imediata e punição severa ao responsável pelo material entorpecente encontrado no avião da FAB. Não toleraremos tamanho desrespeito ao nosso país!”, escreveu Bolsonaro .

O militar flagrado com cocaína em sua mala, em sevilha, na Espanha, foi identificado como o segundo-sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues, o  militar já fez outras viagens no escalão avançado da Presidência da República  .

O militar era comissário do voo que levou à Espanha a equipe do escalão avançado de transporte de apoio à comitiva do presidente Jair Bolsonaro, que embarcou rumo ao Japão na noite de terça-feira para reunião do G20.

A comitiva de apoio à equipe presidencial fez escala em Sevilha antes de seguir para o Japão, onde o chefe do Planalto participará da cúpula de líderes do G20. O avião presidencial faria escala na mesma cidade espanhola antes de seguir para o Japão, mas, após a prisão do militar, seguiu para Portugal.

Apresentado em um tribunal nesta quarta-feira, Silva Rodrigues foi colocado em detenção provisória. Na noite desta terça-feira, Bolsonaro disse, nas redes sociais, que determinou que o Ministério da Defesa colabore com as investigações da Polícia da Espanha.

Leia mais:  Haddad toma café com petistas antes de votar em SP; Bolsonaro é aguardado no Rio

O presidente em exercício Hamilton   Mourão   já havia afirmado em entrevista à Rádio Gaúcha, que o militar “vai ter uma punição bem pesada” . Mourão afirmou que as Forças Armadas não estão imunes ao “flagelo da droga” e esta não é a primeira ocorrência do tipo na Marinha, no Exército ou na Aeronáutica.

Leia também: Carlos Bolsonaro ataca Doria nas redes sociais: “Isentão ensaboado”

“Agora a legislação vai cumprir o seu papel, e esse elemento vai ser julgado por tráfico internacional de drogas e vai ter uma punição bem pesada”, declarou Mourão. “Agora o mais importante é ver as conexões que ele poderia ter, porque uma atitude dessa natureza não brotou da cabeça dele. Com certeza existem conexões nisso aí”, concluiu o vice de Bolsonaro .

Fonte: IG Nacional
Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Nacional27 minutos atrás

Bolsonaro pede “punição severa” a militar preso com cocaína em voo

Alan Santos/PR Militar que foi preso com 39 kg de cocaína em bagagem estava na comitiva oficial de Bolsonaro ao...

Nacional27 minutos atrás

Lava Jato pede ao TRF-4 aumento da pena de Lula no caso do sítio de Atibaia

Reprodução/Google Maps Sítio de Atibaia atribuído pela Lava Jato a Lula pertence oficialmente a Fernando Bittar, amigo da família do...

Nacional27 minutos atrás

TSE autoriza inquérito de caixa dois contra senador Jaques Wagner

Cynthia Vanzella/Brazil Forum TSE autoriza inquérito de caixa dois contra senador Jaques Wagner O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)...

Nacional27 minutos atrás

Prisão de militar flagrado com cocaína na comitiva de Bolsonaro inspira memes

Internet “Bolsonarcos” um dos memes mais compartilhados nas redes faz alusão à série sobre Pablo Escobar, da Netflix Um sargento...

Nacional27 minutos atrás

Celso de Mello cutuca o governo e cita caso de sargento preso com drogas

Rosinei Coutinho/SCO/STF – 11.4.19 Celso de Mello alfinetou o governo Bolsonaro Em julgamento no Supremo Tribunal Federal ( STF ) que discute...

Nacional28 minutos atrás

Freixo defende Bolsonaro em caso de militar preso com cocaína

Divulgação Deputado da oposição, Marcelo Freixo defendeu Bolsonaro de acusações levianas O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ), que integra a oposição...

Esportes28 minutos atrás

E o tornozelo? Neymar vai às festas de Anitta e Vinicius Junior mesmo lesionado

Reprodução / Instagram Neymar apareceu em festa de Anitta Há três semanas, Neymar foi cortado da seleção brasileira e da Copa América porque lesionou o tornozelo direito...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana