conecte-se conosco


Mulher

Para mulher, ter amantes é o segredo para garantir o prazer no casamento

Publicado

em

Quando se está com alguém há muito tempo, é comum que o relacionamento caia na rotina e, consequentemente, esfrie e perca o romance. Casada há 23 anos, foi exatamente isso o que Ana*, 45 anos, começou a perceber sobre seu próprio casamento. Para resolver o problema, a mulher buscou uma ajuda não tão usual. Ana se cadastrou no site Ashley Madison , uma rede social de relacionamentos extraconjugais, ou seja, onde amantes se conectam, para encontrar novas pessoas para se relacionar.

Com o casamento em crise, mulher se cadastrou em rede social dedicada a unir pessoas que querem ser amantes
shutterstock

Com o casamento em crise, mulher se cadastrou em rede social dedicada a unir pessoas que querem ser amantes

Em entrevista ao Delas , Ana conta que a ideia de se relacionar com outras pessoas e ter amantes
pareceu ser uma boa saída. “Casada há mais de 20 anos, eu me sentia triste, sozinha, com autoestima baixa e o meu relacionamento desgastado”, comenta. Por esse motivo, no início de 2018, Ana se inscreveu na rede social em busca de parceiros para vivenciar novas experiências sexuais. “Eu queria algo novo e excitante”, diz.

No site, é possível colocar as suas preferências sexuais e encontrar alguém compatível com você. Então, a conversa virtual começa e, se houver interesse, avança para o “mundo real”. Tudo isso acontece de forma bastante sigilosa, preservando a identidade dos envolvidos.

Ana fala que o contato começa por e-mail, depois evolui para o telefone e, se houver interesse e vontade de partir para algo mais quente, marca-se de se encontrar pessoalmente. Desde que se cadastrou na rede social, ela já passou por esse processo com sete homens, sendo três os que ela se relacionou sexualmente.

A princípio, tudo isso pode parecer estranho para quem observa a história de fora. No entanto, Ana garante que se relacionar com outras pessoas foi o segredo para melhorar a relação com o marido. “Meu casamento mudou”, diz. 

Autoestima e autoconfiança

Para mulher, manter relações fora do casamento foi o segredo para aumentar a autoestima e autoconfiança
shutterstock

Para mulher, manter relações fora do casamento foi o segredo para aumentar a autoestima e autoconfiança

Ana conta que depois que se cadastrou na rede social, sua autoestima aumentou, emagreceu e está praticando atividade física. A mulher fala que ficou mais vaidosa e cuidadosa com a saúde. Como consequência, sua autoconfiança se elevou. Com todas essas mudanças, o marido passou a admirar mais Ana e o casamento foi melhorando. “Foi um conjunto de mudanças”, diz.

“Depois de tanto tempo casado, você nem olha direito para o outro”, fala. Porém, com as mudanças na aparência – Ana chegou a perder 20 kg desde que entrou na rede social – o marido passou a enxergar a esposa com outros olhos. Ela revela que o sexo melhorou e voltou a ser frequente na vida do casal, uma vez que isso era algo perdido entre eles.

Além disso, outra questão positiva de se relacionar com outras pessoas foi que a conversa com outros homens fez com que Ana passasse a ser uma mulher mais segura e confiante de si, o que refletiu em outras áreas da sua vida, não somente a amorosa.  

Amantes x marido

Mulher concilia casamento com relacionamentos com amantes, mas garante que isso não é um problema
shutterstock

Mulher concilia casamento com relacionamentos com amantes, mas garante que isso não é um problema

Mas, como fica a relação com o marido diante de tudo isso? Algumas pessoas cadastradas no Ashley Madison têm relações extraconjugais com o aval do parceiro ou da parceira. Porém, esse não é o caso de Ana. “Eu não pretendo falar sobre isso com o meu marido. Ele não aceitaria”, revela.

Nesse sentido, é preciso estratégia para conciliar os relacionamentos extraconjugais com o casamento. Ana fala que os encontros costumam ser rápidos, com duração entre 1h e 1h30, nas brechas da agenda. Além disso, a comunicação também precisa ser cuidadosa.  

Quando questionada sobre o risco de se apaixonar por outro homem, Ana garante que ama o próprio marido e que as relações fora do casamento são como se fossem uma vávula de escape da rotina. “Eu gosto de ter relacionamentos extraconjugais, eu gosto do proibido. É algo que melhora a minha autoestima e eu preciso disso para respirar”, fala.

Além disso, ela fala que consegue respeitar bem o espaço do outro e não confundir casamento com as relações que mantém com outros homens. “Eu consigo me esquecer deles quando eu chego em casa. Eu não os procuro nesses horários. É algo que consigo separar bem”, diz.

Diante de tantas mudanças positivas, Ana entende que vale a pena continuar ocultando esses relacionamentos extraconjugais. Ela também fala que não pretende se separar do marido, por exemplo. “Como é algo que melhorou muito o meu casamento, eu penso em algum dia parar com o site. Acho que não vou continuar por muito tempo”, fala.

Ana não está sozinha nessa vida de conciliar casamento e amantes . No Brasil, o site Ashley Madison
tem milhões de membros cadastrados. Só na cidade de São Paulo, há mais de 1,6 milhão de membros buscando relacionamentos fora do casamento. Além disso, outro dado interessante é que as mulheres brasileiras, como Ana, buscam mais relações extraconjugais que os homens
.

*Nome modificado para preservar a identidade da personagem

Comentários do Facebook
Leia mais:  Casal briga por causa de cachorro e mulher pede separação em São Mateus
publicidade

Mulher

Pizza sem glúten é opção que cabe na dieta; veja como preparar

Publicado

em

Pizza combina com final de semana, encontro entre amigos ou aquele momento bate uma vontade de comer algo diferente e saboroso. E a pizza sem glúten é uma ideia muito bem-vinda para os celíacos e também para quem está de dieta, querendo perder uns quilinhos a mais. 

Pizza sem glúten é uma uma ótima ideia para os celíacos e também para quem busca uma alternativa saudável
shutterstock

Pizza sem glúten é uma uma ótima ideia para os celíacos e também para quem busca uma alternativa saudável

Para os que sofrem com a doença celíaca, o glúten está proibido porque ele causa uma reação no sistema imunológico e ainda provoca diversos males como diarreia, anemia, entre outros. Entretanto, a pizza sem glúten pode entrar no cardápio de qualquer um, já é uma versão mais proteíca e até nutritiva que a feita com farinha branca tradicional. 

Quem sugere essa receita de pizza a chef Ivy Oliveira, da Cozinha Experimental Camil. Nela, a especialista usa grão de bico e farinha de aveia na massa. Graças a esses dois ingredientes, o resultado é uma massa proteíca e com fibras, nutrientes importantes para quem busca uma dieta saudável e quer emagrecer. 

O grão-de-bico, por exemplo, é uma fonte de proteína vegetal. Além disso, também é rico em  fibras solúveis – cada 100 gramas desse item contém 6 gramas de fibras. Com isso, faz com que seja absorvido pelo organismo de maneira mais lenta, trazendo a sensação de saciedade por mais tempo. 

A presença de fibras ainda contribui para outro ponto: melhora na saúde do intestino. As fibras solúveis tendem a formal um gel quando entram em contato com a água. Com isso, o conteúdo do estômago fica mais viscoso e há também um maior volume e uma melhor lubrificação das fezes. 

Sentir-se saciado por mais tempo e ter o intestino funcionando em dia são fatores bem-vindos para qualquer um, mas em especial quando se trata de emagrecer. Assim, a pessoa sentirá menos vontade de comer e ainda terá o corpo em pleno funcionamento, contribuindo para que não ocorra, por exemplo, inchaço abdominal. 

O outro item interessante nessa receita de pizza é a farinha de aveia. Segundo Ivy, a massa até poderia levar farinha de trigo ao lado do grão-de-bico, mas aí não teríamos uma pizza sem glúten.”Mesmo assim precisa averiguar se a farinha de aveia utilizada é realmente sem glúten, pois no mercado encontramos marcas que não são”, ressalta Ivy. 

Ela diz ainda que opotou pela farinha de aveia por se tratar de uma farinha funcional. E mais uma vez isso de deve pela presença das fibras solúveis também nesse item. 

Passo a passo da pizza sem glúten

Pizza sem glúten é feita com grão-de-bico e farinha de aveia e pode levar diversos recheios
Divulgação

Pizza sem glúten é feita com grão-de-bico e farinha de aveia e pode levar diversos recheios

Sabendo de todos os benefícos, vamos à receita. Para preparar a massa da pizza sem glúten você vai precisar de: 

  • 2 unidade de grão-de-bico pronto
  • 1 xícara (chá) de água
  • 4 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • 1 colher (chá) de sal
  • 15 gramas de fermento biológico fresco
  • 3 xícaras (chá) de farinha de aveia
  • 1/2 xícara (chá) de amido de milho
  • Azeite de oliva para untar a forma

Comece batendo no liquidificador o grão-de-bico pronto, a água, o azeite e o sal. Em seguida, uma tigela grande, adicione o fermento, a farinha de aveia, o amido de milho e a mistura do liquidificador e amasse bem até soltar das mãos. 

Coloque a massa em uma superfície enfarinhada e sove até obter uma massa lisa e elástica. Cubra e deixe descansar por cerca de 30 minutos ou até dobrar de volume.

Enquanto isso, pré-aqueça o forno em temperatura média (180°C). 

A ideia de Ivy é fazer mini pizzas. Para isso, divida a massa em 10 porções e, em uma superfície enfarinhada, abra cada porção no formato de um círculo com cerca de 15 cm de diâmetro. Depois, distribua os discos em 2 assadeiras grandes untadas com azeite e preasse por cerca de 15 minutos ou até dourar o fundo ligeiramente.

A massa da pizza sem glúten está pronta. Agora é a hora de escolher os recheios. 

Dicas para rechear a pizza sem glúten

Pizza sem glúten pode levar diversos recheios, tanto doces quanto salgados
shutterstock

Pizza sem glúten pode levar diversos recheios, tanto doces quanto salgados

A sugestão da chef é uma receita de pizza salgada, que leva:

  • 1 unidade de molho de tomate pronto
  • 250 gramas de queijo muçarela ralado grosso
  • 200 gramas de presunto picado
  • Azeitona verde picada
  • Orégano seco

Basta cobrir as massas com o molho de tomate, completar com queijo e presunto e finalizar com azeitona e orégano. 

Feito isso, leve mais uma vez ao forno por aproximadamente 10 minutos ou até que o queijo esteja derretido. 

Para quem busca uma versão de receita de pizza ainda menos calórica, pode variar os recheios e apostar em itens como frango desfiado e abobrinha e outros. Ivy sugere também combinar brócolis com cream cheese, muçarela com manjericão e tomate ou atum. 

Segundo a chef, como a massa é neutra, também é possível usar recheios doces, como banana com chocolate – mas saiba que aí terá uma pizza com mais calorias. 

Variações da receita de pizza sem glúten

Pizza sem glúten pode ser feita com farinha de aveia e outras opções de farinhas que não contenham o nutriente
shutterstock

Pizza sem glúten pode ser feita com farinha de aveia e outras opções de farinhas que não contenham o nutriente

Ivy explica ainda que a massa dessa pizza pode ser feita com grão-de-bico
in natura. “Para isso,  em uma tigela, coloque 1 e meia xícara (chá) de grão-de-bico, cubra com água e deixe de molho por pelo menos 8 horas”, explica a chef.

Ela continua: “Escorra a água e, em uma panela de pressão, adicione o grão-de-bico escorrido e 6 xícaras (chá) de água. Tampe a panela e cozinhe por 20 minutos contados a partir do início da pressão. Desligue o fogo e aguarde sair toda a pressão antes de abrir a panela. Escorra e utilize na receita.”

Se essa for a sua opção, na receita sugerida por Ivy você deve usar 3 xícaras (chá) do grão cozido em substituição do que você já encontra pronto no mercado. 

Além disso, se não tiver restrições com o glúten, pode preparar a receita com farinha branca. 

Você ainda pode inovar. “Para uma pizza com um valor nutricional mais agregado ou para pessoas que realmente querem ela sem glúten, conseguimos encontrar no mercado diversas farinhas que podem ser usadas, mas que precisam de um teste prévio”, comenta Ivy.

“O que aconselhamos é que procurem as farinhas que sejam mais leve e que tenha um sabor mais neutro para não interferir na textura da massa e também no sabor do grão-de-bico, como por exemplo a farinha de quinoa, a farinha de sorgo e o amido de milho, que podem ser substituídos por fécula de batata”, completa a chef. 

Com isso, a pizza sem glúten se torna uma opção cheia de sabor, nutrientes e que não pesa na dieta mesmo de quem está querendo emagrecer. 

Fonte: IG Delas
Comentários do Facebook
Leia mais:  Mulheres dão socos, roubam celular, mas se dão mal em São Mateus
Continue lendo
Sem categoria1 hora atrás

Petrocity: Faculdade vai capacitar mão de obra para o porto

SÃO MATEUS (ES) – A Petrocity e a Faculdade Vale do Cricaré celebraram convênio para que a instituição de ensino...

Mulher1 hora atrás

Pizza sem glúten é opção que cabe na dieta; veja como preparar

Pizza combina com final de semana, encontro entre amigos ou aquele momento bate uma vontade de comer algo diferente e...

Mulher1 hora atrás

Sonha em ter cabelo volumoso? Veja 5 truques básicos que são infalíveis

Ter um cabelo volumoso e hidratado todos os dias é um sonho de consumo para a maior parte das pessoas,...

Mulher1 hora atrás

Foto de parto cesárea mostra bebê com “pose de super-herói”

Muitas crianças sonham em ser um super-herói quando crescer, mas um garotinho parece ter conseguido atingir esse sonho logo que...

Mulher1 hora atrás

Mulheres inspiradoras: corredora muda vida de mulheres da comunidade há 20 anos

“O que você está fazendo para mudar o mundo?”. Assim, de cara, a pergunta soa dura e pede uma reflexão....

Entretenimento4 horas atrás

Paolla Oliveira posa de biquíni e conscientiza seguidores: “Água é vida”

Paolla Oliveira, de 36 anos, compartilhou um registro fotográfico em sua conta do Instagram na tarde desta sexta-feira (22). De...

Entretenimento4 horas atrás

A violência doméstica retratada em dez obras diferentes

A violência doméstica ainda está muito presente na vida das pessoas e cada vez mais vira assunto. Pensando nisso, artistas...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana