conecte-se conosco


Saúde

Para diminuir o risco de morte, você precisa ter um cachorro; saiba o motivo

Publicado

em

Uma pesquisa revelou que ter um cachorro diminuiu em 24% a chance de mortalidade de uma pessoa. Os benefícios para a saúde causados pelo animal de estimação foram revelados em um levantamento feito com quatro milhões de pessoas em diversos países, que foi publicado na revista “Circulation” da Associação Americana do Coração (AHA, na sigla em inglês).

Leia também: Convívio com cães ‘reduz risco de asma em crianças’

cachorro arrow-options
shutterstock
Pesquisa mostra que ter um cachorro reduz em 24% a chance de mortalidade de uma pessoa; veja detalhes

Segundo a endocrinologista Carolina Kramer, principal autora da trabalho científico, a análise mostrou que ter um cachorro pode proteger uma pessoa contra a morte por qualquer causa. Além disso, o impacto de um cão na saúde de uma pessoa que já tem algum problema no coração é ainda maior: há redução de 31% do risco de morrer por alguma doença cardiovascular.

Outra pesquisa que também faz parte da mesma publicação científica mostra que na Suécia donos de cachorros apresentam condições de saúde melhores do que àqueles que não têm o animal de estimação.

Neste caso, a pesquisa mostrou que pessoas que sofreram ataques cardíacos, moravam sozinhas e tinham cães tiveram um risco 33% menor de morte em comparação a pessoas que não possuíam um cão. Os sobreviventes de AVC que moravam sozinhos tiveram um risco de morte reduzido em 27%.

Leia também: 10 benefícios dos pets à saúde e ao bem-estar humano

Os pesquisadores de ambos os estudos esclarecem, porém, que não podem fazer uma ligação direta entre o fato de ter um cachorro e apresentar um aumento na expectativa de vida. Eles, na realidade, sugerem essa relação, já que o resultado depende de outros fatores.

Leia mais:  Quase mil cidades podem ter surto de dengue, zika e chikungunya

“É o cachorro ou são os comportamentos do dono? É por que você está se exercitando ou porque há uma diferença no tipo de pessoa que tem um cachorro em comparação com alguém que não tem? Eles são mais saudáveis ou mais ricos? Ainda sabemos”, reforçou a médica Martha Gulati, da American College of Cardiology, à “CNN”.

Leia também: Cães ajudam na terapia de transtornos psiquiátricos

A AHA destaca também que ter um animal é um compromisso e algo que gera também responsabilidades financeiras. Por isso, a atitude de adotar, comprar ou resgatar um cachorro não pode ter como objetivo principal a redução de riscos de morte.

Fonte: IG Saúde
Comentários do Facebook
publicidade

Saúde

Médicos dão diagnóstico errado e bebê de 6 meses quase morre de meningite

Publicado

em

A negligência médica é um problema sério. Vez ou outra ouvimos histórias de que os médicos deram o diagnóstico errado e a pessoa faleceu (ou quase) por falta de cuidados apropriados.

Leia também: Sete dicas para desconfiar se seu filho sofre de diabetes

bebe arrow-options
Reprodução/ The Sun
A pequena Niamh, de seis meses, foi mandada para casa por três vezes até que os médicos descobrissem que ela estava com meningite pneumocócica

Uma história semelhante aconteceu com uma família em Leek, Staffordshire, na Inglaterra. Uma garotinha de seis meses, chamada Niamh Redfern foi enviada para casa por dois médicos diferentes, com diagnósticos diferentes, e quase faleceu por meningite .

A mãe da criança, Sophie, relatou o seu desespero ao jornal The Sun . Segundo ela, a bebê apresentou  resfriado por alguns dias seguidos e ela resolveu levá-la ao médico. Chegando lá o doutor mandou-a para casa, mas sua condição só piorou.

“Niamh estava muito pálida, difícil de despertar, não conseguia manter os olhos abertos ou a cabeça erguida, estava fraca e não tomava líquidos”, disse Sophie. “Uma equipe de paramédicos chegou à nossa casa e, depois de medir a temperatura dela, decidiu que o melhor caminho era levá-la ao hospital, onde foi diagnosticada com infecção de garganta ”.

Novamente Sophie e Niamh foram encaminhadas para casa e aconselhadas a voltarem ao hospital se, em 24 horas, os antibióticos não fizessem efeito. Como o problema da criança não era a garganta, elas retornaram ao hospital e pela terceira vez voltaram para casa.

“Dois dias depois, a perna de nossa filha começou a tremer, ligamos para o hospital e eles nos aconselharam a voltar. Lá nos informaram que ela estava tendo uma convulsão , que tinha durado mais de duas horas. Ela passou alguns dias na UTI à espera de um diagnóstico e finalmente chegou: Niamh teve meningite”, contou a mãe.

bebe arrow-options
Reprodução/ The Sun
Por causa da meningite, Niamh perdeu a audição e precisará tomar remédios antiepiléticos

Sophie e seu marido, Scott Redfern, passaram semanas no hospital vendo a filha passar por diversas situações como punção lombar, sofrer outras convulsões e ter febre constante. Os exames apontaram que Niamh estava com  meningite pneumocócica e que o tratamento seria longo e por meio de antibióticos intravenosos.

Leia mais:  Ministério da Saúde suspende fabricação de 19 remédios; confira a lista

A menina foi encaminhada para Liverpool e começou o tratamento, mas apresentou sequelas da doença. Niamh perdeu completamente a audição do ouvido direito, parcialmente do esquerdo e toma remédios antiepiléticos. Como é muito jovem, outros efeitos colaterais da meningite só poderão ser notados ao longo dos anos.

Leia também: Quando levo levar meus filhos ao pronto-socorro? Veja casos

Depois de todos os problemas com a filha, Sophie deu um conselho aos pais. “Se há uma coisa que eu diria aos pais e responsáveis é conhecer os sintomas de tais doenças, confiar em seus instintos e não ter medo de expressar suas preocupações. Você conhece seu filho melhor do que qualquer profissional da área médica e você é a voz deles”, finalizou.

Fonte: IG Saúde
Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Direto de Brasília6 minutos atrás

Confira benefícios que os doadores de sangue têm e não sabem

arrow-options Agência Brasil Doadores de sangue possuem benefícios que são pouco conhecidos. Segundo os últimos dados divulgados pelo Ministério da...

Economia5 horas atrás

Saldo de empregos formais no Brasil foi de 157 mil novas vagas em setembro

arrow-options Jana Pêssoa/Setas Setembro de 2019 teve o melhor resultado em abertura de vagas com carteira assinada para o mês...

Economia5 horas atrás

De 10 empresas que abriram em 2012, pelo menos 6 já fecharam as portas

arrow-options Reprodução Saldo de empresas abertas e fechadas continua negativo em 2017, diz IBGE Cerca de 40% das 597,2 mil...

Estadual6 horas atrás

Pleno declara inconstitucional lei que obriga a anexar foto de medidor em conta de luz

“Houve violação direta na competência privativa da união para legislar sobre energia elétrica”, concluiu o magistrado relator. O Pleno do...

Tecnologia6 horas atrás

Qualquer um pode ser um YouTuber: como começar a produzir vídeos hoje

O crescimento das redes sociais fez com que diversas pessoas se arriscassem a apostar na carreira de blogueiros em vídeo...

Entretenimento8 horas atrás

Record cancela ‘Dancing’ especial dos campeões após polêmica com Maytê Piragibe

A Record TV, que até então estava com uma edição do ‘Dancing Brasil’ especial com campeões do reality engatilhada para...

Entretenimento8 horas atrás

Bailarinas do Faustão curtem dia de sol e colocam o bronzeado em dia. Fotos!

Neste fim de semana, algumas integrantes do balé do Domingão do Faustão e a ex-bailarina do programa Tainá Grando tiraram...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana