conecte-se conosco



Polícia Federal

Operação Hemera investiga fraudes em programa do Governo Federal

Publicado

em


.

Passo Fundo/RS – A Polícia Federal deflagra, na manhã desta terça-feira (30/6), a Operação Hemera, que investiga fraudes no Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (PROAGRO) do Governo Federal.

Cerca de 30 policiais federais cumprem 9 mandados de busca e apreensão nos municípios de Passo Fundo, Ijuí, Tapera e Salto do Jacuí.

A investigação teve início em 2019 para apurar possíveis fraudes na obtenção do seguro agrícola, referentes às safras dos anos de 2016 e 2017.

Os agricultores, após obterem financiamento agrícola através dos Programas Federais PRONAF e PRONAMP, alegavam perdas na produção e utilizavam notas fiscais de aquisição de insumos adulteradas para então receber o seguro. Diligências realizadas identificaram que um grupo de empresas e pessoas físicas forneciam essas notas fiscais aos agricultores.

Os crimes investigados são falsificação de documento particular, uso de documento falso e tentativa de estelionato.

A operação foi denominada Hemera, deusa mitológica grega que representa o Sol, o ciclo da manhã e a fertilidade da terra.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Passo Fundo
Fone (54) 3318-9000
www.pf.gov.br

Comentários do Facebook

Polícia Federal

PF deflagra Operação Fausto para combater tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro em MT

Publicado

em


.

Cuiabá/MT – A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (8/7) a Operação Fausto, com o objetivo de combater organização criminosa voltada ao tráfico internacional de cocaína e lavagem de dinheiro.

Estão sendo cumpridos 12 mandados de busca e apreensão e cinco de prisão temporária, nos estados de Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais. As ordens foram expedidas pela 5ª Vara Federal de Mato Grosso.

O trabalho policial aponta que os investigados teriam  movimentado entre 2017 e 2020 mais de R$ 20 milhões. A maior parte da movimentação suspeita era realizada em nome de familiares e empresas de fachada. Os investigados vinham ostentando elevado padrão de vida, com imóveis sofisticados, carros de luxo e viagens a lazer.

A PF identificou que o tráfico de drogas era financiado por meio de uma suposta empresa de turismo. A instituição comercial alugava veículos, imóveis e reservava hotéis na região de fronteira. Além disso, equipamentos eram comprados e os valores eram transferidos para os investigados e seus familiares. A empresa também operava contratos aparentemente falsos de compra e venda de dólar, usando cadastro de pessoas sem autorização, esquema conhecido como “boletagem”.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Mato Grosso

[email protected] | www.pf.gov.br

(65) 99284-8987

 

 

 

Comentários do Facebook
Continue lendo

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!