conecte-se conosco



Polícia Federal

Operação Cartão Vermelho combate facção criminosa na região de Santa Cruz do Sul/RS

Publicado

em

Santa Cruz do Sul/RS – A Polícia Federal, com apoio da Polícia Civil e da Brigada Militar, deflagrou hoje (11/6) a Operação Cartão Vermelho, que visa o combate à facção estabelecida na região. Os crimes investigados são tráfico de drogas, lavagem de capitais, sonegação fiscal e organização criminosa. Estima-se que o dinheiro movimentado pelo grupo, oriundo de roubos, contrabando, exploração de jogos e do tráfico de drogas supere o patamar de meio milhão de reais ao mês.

Participam da Operação 25 policiais federais, 20 policiais militares e 10 policiais civis, com o objetivo de cumprir três mandados de prisão e cinco de busca e apreensão. Também foram obtidas quebras de sigilo bancário, sequestro de contas e restrições de veículos usados pela quadrilha.

As investigações iniciaram em outubro de 2018, quando a Polícia Federal recebeu a informação de que um automóvel estaria transportando droga para ser distribuída na região. Policiais federais realizaram a abordagem ao veículo, mas não localizaram a droga. Três homens estavam no carro e transportavam 28 mil reais em dinheiro vivo. Um deles informou que era atleta profissional de futebol e que os valores eram oriundos dessa atividade, porém, não apresentou provas dessa condição, originando o nome da Operação Cartão Vermelho.

O veículo apresentava indícios de já ter sido usado para transporte de drogas (segundo detecção por acionamento de cão farejador). Os três homens foram liberados, o veículo foi retido e o dinheiro depositado em conta judicial, iniciando-se o trabalho de investigação pela Polícia Federal.

A apuração posterior indicou que um dos homens que estava no veículo teria assumido o posto de braço-direito do líder de uma facção criminosa que atua na região, após a prisão de integrantes do grupo na Operação Cúpula, da Polícia Civil.

O inquérito policial também identificou que as contas tituladas pelos implicados eram usadas para depósitos para pessoas físicas e empresas localizadas nos estados do Paraná, Mato Grosso do Sul e São Paulo, provavelmente para pagamento de fornecedores de armas e drogas.

 

 

 

Comentários do Facebook

Polícia Federal

Operação Chicago investiga irregularidades em torneio de tiro em clube

Publicado

em


.

Vila Velha/ES – A Polícia Federal prestou apoio em ação de fiscalização do Exército Brasileiro, neste domingo (31/5), na localidade de Córrego do Café, município de Águia Branca. No local, seria realizado torneio de tiro em clube e estande de tiro não autorizado pelo Exército.

A operação contou com a participação de oito policiais federais e onze militares do Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados do 38º Batalhão de Infantaria do Exército Brasileiro.

                      

ENTENDA O CASO

O Exército Brasileiro é responsável por autorizar e fiscalizar clubes e estandes de tiro, bem como lojas de venda de armas de fogo e de munições. Esse controle tem o objetivo principal de garantir que as normas de segurança do local sejam cumpridas, além da verificação de idoneidade dos seus proprietários.

No local, foram confirmadas as irregularidades da realização do torneio, bem como a venda de munições. Verificou-se que o dono do local é um lojista autorizado de Vila Velha que não possui autorização para funcionar em Águia Branca. Este indivíduo foi preso em flagrante juntamente com o organizador do torneio, por comércio ilegal de munições, crime previsto no artigo 17 da Lei 10826, com pena máxima de reclusão de seis anos. Também responderão administrativamente junto ao Exército.

A legislação exige autorização concedida pelo Exército para cada segmento ligado à atividade de armamento e tiro. A autorização deste empresário se limitava ao comércio de armas e de munições na sua loja de Vila Velha. Ele não possuía qualquer autorização de funcionamento de clube ou estande de tiro, tampouco de comércio de munições em Águia Branca.

Também foram presos em flagrante dois indivíduos portando ilegalmente arma de fogo, crime previsto no artigo 14 da Lei 10.826, com pena máxima de reclusão de quatro anos.

Ainda foi verificada a presença de Instrutor de Armamento e Tiro no local, cuja atuação será investigada em procedimento próprio.

Pela Polícia Federal, foram apreendidos uma pistola calibre .380, um revólver calibre .357 e outro revólver calibre .38, e mais de cinco mil munições de diversos calibres (.22, .38, .380, .40 e 12).

O Exército Brasileiro autuou administrativamente sete atiradores e apreendeu onze  armas de fogo, o que poderá ensejar no perdimento do armamento e cassação de seu Certificado de Registro por estar praticando tiro em clube ilegal, vez que um atirador deve estar filiado a clube ou estande de tiro autorizado, sendo sua obrigação verificar a regularidade do local.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Espírito Santo
Telefone: (27) 3041-8051/8029, (27) 9.9245-5616

Comentários do Facebook
Continue lendo
Internacional4 minutos atrás

Covid-19: França sai aos poucos do confinamento social

. A França dará hoje (2) mais um passo rumo ao desconfinamento social. Salas de espetáculos, ginásios e restaurantes passam...

Internacional4 minutos atrás

Trump gera revolta ao ameaçar usar o exército e 5 policiais são baleados

Reprodução Fox News Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez pronunciamento segurando uma bíblia em frente à uma igreja O...

Mulher9 minutos atrás

Mãe dá à luz em casa e transmite parto ao vivo no Instagram

No domingo (31), a empresária Emma Isaacs deu à luz seu sexto filho em casa. O bebê nasceu em uma...

Policial9 minutos atrás

Polícia Militar prende armas e drogas em Viana

. Policiais militares da 11ª Companhia Independente, em duas operações realizadas na noite desta segunda-feira (1º), nos bairros Soteco e...

Entretenimento14 minutos atrás

Thiago Salvático, suposto namorado de Gugu, desiste de briga pela herança

Mais um capítulo da briga pela herança de Gugu Liberato se encerra. O chefe de cozinha e empresário Thiago Salvático...

Nacional29 minutos atrás

Lockdown em Niterói-RJ evitou cerca de 1500 mortes por Covid-19, diz estudo

Berg Silva/ Prefeitura de Niterói Mais de 1.500 mortes foram evitadas pelo lockdown. diz estudo O lockdown na cidade de...

Tecnologia29 minutos atrás

Caso George Floyd: evento do PlayStation 5 desta semana é cancelado

Reprodução/LetsGoDigital Renderização do PlayStation 5, que ainda não teve seu design revelado A PlayStation decidiu adiar um  evento do PS5...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

ENTRETENIMENTO

POLÍTICA

Esportes

Mais Lidas da Semana

error: O conteúdo está protegido !!