conecte-se conosco


Internacional

OEA elabora recomendações para eleições transparentes na Bolívia

Publicado

em

Representantes da Organização dos Estados Americanos (OEA) estiveram hoje (19) com a presidente interina da Bolívia, Jeanine Añez, no Palácio do Governo, em La Paz, em um movimento de receber sugestões para elaborar um documento com recomendações que possam garantir um processo eleitoral legítimo, justo e livre no país. Outros atores políticos e representantes da sociedade civil devem contribuir com o organismo internacional, que deve divulgar o documento na próxima quinta-feira. 

A Bolívia passa por uma crise política e social desde que, no dia 20 de outubro, foram realizadas as eleições gerais. Em um processo com suspeitas de fraude, que posteriormente foram confirmadas por uma auditoria da OEA, Evo Morales venceu em primeiro turno, com uma margem apertada de vantagem sobre Carlos Mesa, o candidato opositor.

Após três semanas de protestos, no dia 10 de novembro, após a OEA divulgar o resultado da auditoria que apontava “falhas graves” e manipulação no processo eleitoral, Evo Morales renunciou, pressionado pelas Forças Armadas.

Jeanine Áñez, que era a segunda vice-presidente do Senado naquele momento, se autoproclamou presidente interina do país, uma vez que todos os políticos que ocupavam cargos importantes na linha sucessória haviam renunciado, entre eles o vice-presidente da Bolívia, Álvaro García Linera, os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado e o primeiro vice-presidente do Senado.

“Faremos algumas recomendações na quinta-feira à tarde, assim que concluirmos a agenda de consultas com diferentes atores e setores e entendermos melhor as possibilidades e condições da Bolívia para garantir o processo eleitoral legítimo, justo e livre”afirmou Rodolfo Piza, chefe da delegação da OEA.

Piza afirmou ainda que o novo pleito deveria ter data definida o quanto antes e ser realizado o mais breve possível, sempre com respeito às garantias constitucionais. Além disso, afirmou que as recomendações estarão centradas em convocar o país à pacificação.

Leia mais:  Mulher põe à venda próteses de silicone de segunda mão

“Os países passam por etapas complexas e difíceis, a Bolívia não é exceção, tem problemas como todas as sociedades latino-americanas e a vontade é sempre de buscar a paz, o desenvolvimento, os direitos fundamentais e humanos e, claro, a democracia e os processos eleitorais justos, livres e que atendam aos padrões exigidos pelos tratados internacionais “, afirmou o chefe da delegação da OEA.

Direitos Humanos

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) informou hoje que enviará ao país uma missão de observação para avaliar o respeito aos direitos humanos no contexto da atual crise que o país atravessa.

A missão acontecerá entre os dias 22 e 25 de novembro. Paulo Abrão, secretário executivo da CIDH, chefiará a delegação. Até o momento, foram registradas as mortes de 23 pessoas. Mais de 700 feridos desde o início das manifestações.

Edição: Aline Leal

Comentários do Facebook
publicidade

Internacional

Manifestantes vão às ruas de Hong Kong em ato pró-democracia

Publicado

em

source
Manifestantes nas ruas de Hong Kong arrow-options
Reprodução/Twitter

Milhares saíram às ruas de Hong Kong

Milhares de manifestantes saíram às ruas de Hong Kong neste domingo (8) em um ato pró-democracia. O protesto começou à tarde, no horário local e, à noite, muitas pessoas continuavam protestando. Elas usavam os celulares como lanternas e exibiam cartazes com os dizeres “Free Hong Kong” (Hong Kong livre, na tradução do inglês).

Os manifestantes se reuniram no Victoria Park, na Causeway Bay, depois que a Frente Civil de Direitos Humanos, o grupo que organizou as marchas de milhões de pessoas na cidade sob controle chinês em junho, conseguiu autorização para a realização da manifestação.

Leia também: Protestos se intensificam em Hong Kong após meses de agitações

A mobilização começou em 9 de junho contra um projeto de lei sobre extradições para a China continental, que já retirado. Depois a pauta se expandiu para demandas por maior democracia e contra a interferência de Pequim nos assuntos locais.

O protesto deste domingo é visto como uma forma de pressão sobre o governo do território semiautônomo, que sofreu derrota recente nas eleições distritais.

Fonte: IG Mundo

Comentários do Facebook
Leia mais:  Cliente mata garçom a tiros por atendimento lento
Continue lendo
Internacional59 minutos atrás

Manifestantes vão às ruas de Hong Kong em ato pró-democracia

arrow-options Reprodução/Twitter Milhares saíram às ruas de Hong Kong Milhares de manifestantes saíram às ruas de Hong Kong neste domingo...

Internacional60 minutos atrás

Greta Thunberg diz que índios foram mortos por proteger florestas no Maranhão

arrow-options Reprodução/Instagram Greta Thunberg Greta Thunberg usou Twitter para comentar mortes de índios Guajajara A ativista Greta Thunberg fez uma...

Política2 horas atrás

No país com mais gado do mundo, pobre não pode comer carne, dispara Lula

arrow-options Agência Brasil O ex-presidente Lula foi ao Twitter para questionar a alta no preço da carne bovina No início...

Política2 horas atrás

Carlos Bolsonaro reativa conta no Twitter, após quase um mês fora das redes

arrow-options Caio César/CMRJ Carlos Bolsonaro Após quase um mês fora das redes sociais, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) reativou sua...

Política2 horas atrás

Metade do País avalia combate à corrupção de Bolsonaro como ruim ou péssimo

arrow-options Marcos Corrêa/PR Recuperação lenta da economia tem ajudado a diminuir queda da popularidade de Bolsonaro Metade dos brasileiros avalia...

Política2 horas atrás

Doria discute o novo PSDB com Fernando Henrique Cardoso

arrow-options Reprodução Dupla se encontrou no apartamento de FHC Neste domingo 8, o governador de São Paulo, João Doria, e...

Política2 horas atrás

Moro desiste de mudanças no pacote anticrime no Senado

arrow-options Agência Brasil Sergio Moro quer acelerar tramitação do pacote anticrime O ministro Sergio Moro , da Justiça e Segurança...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana