Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
conecte-se conosco


Direto de Brasília

Odebrecht detalha e-mails entregues como  prova contra Lula no caso do sítio

Publicado

em


Documento da Polícia Federal mostra fotos de Lula com engenheiro da OAS no controverso sítio de Atibaia
REPRODUÇÃO/POLÍCIA FEDERAL

Documento da Polícia Federal mostra fotos de Lula com engenheiro da OAS no controverso sítio de Atibaia

O empreiteiro Marcelo Bahia Odebrecht, herdeiro da construtora, detalhou à Justiça Federal de Curitiba dezenas de e-mails que tratam sobre as obras realizadas em sítio de Atibaia , no interior de São Paulo. O imóvel é atribuído ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em ação penal da Lava Jato.

Em depoimento prestado nessa quarta-feira (7) à juíza  Gabriela Hardt, substituta de Sérgio Moro na condução dos processos operação, o empreiteiro disse que o conteúdo dessas mensagens, trocadas entre 2008 e 2013, “complicou” a situação do ex-presidente no processo do sítio de Atibaia .

“Um desses e-mails mostra que eu até combinei com o Palocci o seguinte: ‘Vamos fazer aqui um débito na planilha Italiano de R$ 15 milhões que é para atender esses pedidos que nem eu e nem você ficamos sabendo que Lula e meu pai [Emílio Odebrecht] acertam”, relatou o empreiteiro. “O sítio poderia se enquadrar no contexto do que eu acertei com o Palocci”, continuou.

Marcelo disse que, quando soube da existência de acerto para realizar reformas no sítio em benefício do ex-presidente, ele se posicionou de modo contrário pois “achava que era uma exposição desnecessária”. “Seria a primeira vez que a gente estaria fazendo alguma coisa pessoal para o ex-presidente Lula. E tinha um bando de gente trabalhando na obra, ou seja: a dificuldade de manter isso em sigilo era enorme”, relatou o empreiteiro.

O empreiteiro confirmou ainda que Lula tinha “plena ciência” de que a reforma no sítio Santa Bárbara era custeada, em parte, pela Odebrecht. “Ele sabia que tinha. Eu não escutei isso do Lula, mas meu pai sempre deixou claro para mim que ele sabia que estava sendo custeado. E, dentro de casa, todos nós entendíamos que o sítio era de Lula.”

Leia mais:  Mega-Sena pode pagar até R$19 milhões no sorteio deste sábado

Leia também: STF pode julgar pedido de liberdade de Lula ainda neste ano, diz Fachin

Esses e-mails foram entregues à Justiça em março deste ano, poucos meses após  Marcelo Odebrecht ganhar o direito de cumprir prisão domiciliar depois de dois anos e meio preso na carceragem da Polícia Federal no Paraná. Naquela ocasião, os advogados do empreiteiro afirmaram que os documentos “comprovam pedidos de ajuda financeira […] que direta ou indiretamente beneficiaram Lula”.

Em nota divulgada tão logo surgiram os e-mails no âmbito do processo da Lava Jato , os advogados de Lula asseguraram que os documentos “em nada abalam o fato de que o ex-presidente jamais solicitou ou recebeu da Odebrecht ou de qualquer outra empresa algum benefício ou favorecimento”.

“O material não apenas é contraditório com o depoimento de Marcelo Odebrecht na delação premiada bem como em seu depoimento pessoal em outra ação. Laudo apresentado pela Polícia Federal mostrou que documentos atribuídos à Odebrecht foram adulterados. O fato é confirmado pelo depoimento prestado pelo ex-executivo da empresa, Fernando Migliaccio. O ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Durán também já havia feito referência ao tema em depoimento prestado à CPMI da JBS e também em videoconferência feita com a defesa de Lula, que foi gravada e registrada em ata notarial”, disse a defesa do petista.

Nessa ação penal, Lula responde por supostos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro por conta de reforma de mais de R$ 1 milhão pagos pela Odebrecht e OAS no sítio de Atibaia . O processo tem ainda outros 12 réus, numa lista que inclui os empreiteiros Léo Pinheiro (OAS), Emílio Odebrecht e seu filho, Marcelo Bahia Odebrecht, o pecuarista José Carlos Bumlai, o advogado Roberto Teixeira e Fernando Bittar, que é o dono oficial do imóvel no interior paulista.

Leia mais:  Moro e Bolsonaro se reúnem amanhã para discutir convites do futuro presidente

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direto de Brasília

Premiê britânica defende Brexit no Parlamento e vê onda de renúncias em gabinete

Publicado

em


Thereza May durante leitura do novo texto do Brexit no Parlamento do Reino Unido
Reprodução/UK Prime Minister

Thereza May durante leitura do novo texto do Brexit no Parlamento do Reino Unido

 No dia em que a primeira-ministra britânica, Theresa May, apresenta ao Parlamento o texto alcançado para o Brexit, seu gabinete sofre um forte golpe com a renúncia de quatro membros contrários ao acordo com a União Europeia (UE).

A renúncia mais relevante é do próprio ministro para o Brexit, Dominic Raab. “Não posso apoiar o acordo com a UE”, disse. Também deixaram seus cargos a subsecretária para o Brexit, Suella Braverman; o subsecretário para a Irlanda do Norte, Shailesh Vara; e a ministra do Trabalho, Esther McVey.

Segundo eles, os termos do acordo não honram as promessas feitas para os britânicos sobre a relação futura entre a UE e Londres, além da garantia de direitos civis e das fronteiras. Os ministros acusam May de “não entregar o Brexit que os britânicos pediram” nas urnas. May anunciou na terça-feira (13) que havia chegado a um acordo preliminar com a União Europeia para a saída do país do bloco, que deve se concretizar até 29 de março.

O projeto, que tem 585 páginas, ainda precisa ser aprovado pelo Parlamento britânico por pelo menos 320 de 650 votos – mas não há data definida para a votação -. O Conselho Europeu também fará uma reunião extraordinária no dia 25 de novembro para validar o texto.

Nesta quinta-feira (15), May fez um discurso no Parlamento para defender o acordo preliminar. Segundo ela, “votar contra o acordo nos levaria de volta à estaca zero”.

“A escolha é clara: nós podemos escolher deixar sem nenhum acordo, arriscar não ter nenhum Brexit ou escolher nos unir e apoiar o melhor acordo que poderia ser negociado”, disse.

Leia mais:  Cinco meses após assassinato deMarielle, Jungmann coloca PF à disposição

“Este é um momento muito importante. O acordo é justo e equilibrado, assegura as fronteiras da Irlanda e gera bases para uma ambiciosa relação futura. Mas teremos uma longa estrada pela frente”, afirmou a premier. Ela também garantiu que haverá Brexit e que nenhum outro plebiscito será convocado.

A saída do Reino Unido da União Europeia foi aprovada em plebiscito em junho de 2016. Há meses, May tenta negociar um acordo de como será o “divórcio”, encontrando resistência tanto de Bruxelas quanto de membros do seu próprio governo.

Um de principais pontos de entrave era um princípio chamado “backstop”, que garante que, se não houvesse acordo, a fronteira entre as Irlandas permaneceria inexistente. Neste caso, a Irlanda do Norte continuaria no mercado comum e na união alfandegária e ficaria submetida as regras diferentes do restante do Reino Unido.

No entanto, tanto a Irlanda quanto a Irlanda do Norte querem a manutenção de fronteiras abertas, mas isso pode acabar criando uma região com status especial dentro do Reino Unido e até uma espécie de diferenciação entre o território e o restante do país. Sem um acordo com a UE, o Reino Unido corre o risco de ter de sair do bloco de maneira “traumática”, sem garantia de interesses nem de relações comerciais.

*Com informações e reportagem da Ansa

Continue lendo
Economia15 minutos atrás

Roberto Campos Neto é indicado por Bolsonaro para chefiar o Banco Central

Arquivo/Agência Brasil Caberá a Roberto Campos Neto, futuro chefe do Banco Central, zelar pela política cambial, fixar a taxa de...

Política15 minutos atrás

Chega a 59 o número de mortes em incêndio na Califórnia, que já dura uma semana

Divulgação/Departamento de Saúde Pública da Califórnia Incêndios na Califórnia já obrigaram mais de 52 mil a deixarem suas casas Subiu...

Entretenimento39 minutos atrás

Deborah Secco e famosas curtem dia ensolarado no início do feriado!

Após o fim de “Segundo Sol”, Deborah Secco e o marido, Hugo Moura, estão curtindo dias de férias nas Ilhas...

Nacional1 hora atrás

Premiê britânica defende Brexit no Parlamento e vê onda de renúncias em gabinete

Reprodução/UK Prime Minister Thereza May durante leitura do novo texto do Brexit no Parlamento do Reino Unido A primeira-ministra britânica,...

Direto de Brasília2 horas atrás

Premiê britânica defende Brexit no Parlamento e vê onda de renúncias em gabinete

Reprodução/UK Prime Minister Thereza May durante leitura do novo texto do Brexit no Parlamento do Reino Unido  No dia em...

Entretenimento2 horas atrás

Cris Vianna relembra foto de biquíni em dia de #TBT: “Adoro sol”

A atriz Cris Vianna relembrou com seus milhares de seguidores no Instagram um clique pra lá de sensual usando um...

Esportes2 horas atrás

Polícia do Paraná prende o sétimo suspeito da morte do jogador Daniel

Site oficial Daniel foi encontrado morto em matagal do Paraná. Ele estava emprestado pelo São Paulo ao São Bento A...

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana