conecte-se conosco


Agricultura

O Boletim do Leite do Cepea de abril está disponível em nosso site!

Publicado

em

Nesta edição, confira:

Valorização do leite no campo perde intensidade

O preço do leite ao produtor na “Média Brasil” líquida acumulou alta real de 18,9% no primeiro trimestre de 2019. As consecutivas elevações estiveram atreladas à limitação da oferta no campo e à maior competição das indústrias para garantir a compra de matéria-prima. Leia mais. 

 

Consumo retraído pressiona valor do UHT

Apesar das altas do preço do leite no campo em março, as cotações dos derivados recuaram no mercado atacadista de São Paulo no mês passado. O valor médio do leite UHT no período foi de R$ 2,4196/litro, queda de 1,18% frente ao do mês anterior, em termos reais (os valores foram deflacionados pelo IPCA de março/19). Porém, em comparação com o mesmo mês do ano passado, o preço do UHT registrou ligeira alta de 0,58%. Leia mais. 

 

Queda na importação de lácteos reduz déficit da balança comercial 

Com recuo de 36,5% no volume total importado de lácteos, o déficit da balança comercial em março/19 atingiu 72,8 milhões de litros em equivalente leite, abaixo dos 121 milhões de litros registrados no mês anterior. As compras brasileiras totalizaram quase 81 milhões de litros em equivalente leite, marcando o menor volume desde março/18. A importação do leite em pó, que representou 65% do volume total, caiu 48% em relação a fev/19, equivalente a 52,9 milhões de litros. Leia mais. 

Valorização do leite supera aumento dos custos no 1º trimestre

O custo de produção da pecuária leiteira subiu nos primeiros três meses de 2019, mas em menor intensidade que o leite. No acumulado do primeiro trimestre, o Custo Operacional Efetivo (COE), que considera os desembolsos da propriedade, teve aumento de 0,47% na “média Brasil” (BA, GO, MG, PR, RS, SC e SP), sob influência do reajuste do salário mínimo. No mesmo período, os preços de adubos e corretivos registraram queda de 1,16%, na esteira da valorização do Real frente ao dólar, uma vez que os preços desses insumos são influenciados pela moeda norte-americana. Leia mais. 

Leia mais:  BOI/CEPEA: Indicador oscila com força, mas acumula queda na parcial deste mês

Fonte: CEPEA
Comentários do Facebook
publicidade

Agricultura

Workshop internacional capacita profissionais da indústria da pesca para atender ao mercado europeu

Publicado

em

Começou nesta segunda-feira (15), em Itajaí (SC), o Workshop Internacional de Capacitação das Indústrias de Aquicultura e Pesca para o Mercado Europeu. O evento é promovido pela Secretaria de Aquicultura e Pesca, em parceria com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

A abertura do evento contou com a presença do secretário de Aquicultura e Pesca, Jorge Seif Jr, do representante da FAO no Brasil, Rafael Zavala, do prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni, e do presidente do Sindicato dos Armadores e das Indústrias de Pesca de Itajaí e Região (Sindipi), Jorge Neves. 

As aulas ocorrerão até o dia 19 de julho na sede do sindicato e serão ministradas por especialistas internacionais da FAO que abordarão aspectos sobre sanidade e inocuidade dos produtos pesqueiros destinados ao mercado europeu.

“Pedimos o apoio da FAO para que as nossas empresas e indústrias exportadoras estivessem de acordo e preparadas para o novo momento do Brasil e para que estejam de acordo com as normas internacionais de sanidade de peixe. A FAO está aqui com palestrantes internacionais preparando empresas não só de Santa Catarina, mas de todo o Brasil”, disse Jorge Seif Jr.

O objetivo do workshop é atualizar conhecimentos e práticas do parque industrial brasileiro para que atendam a critérios e normas dos importadores europeus. Isso porque, desde janeiro do ano passado, as indústrias brasileiras de pescado estão impedidas de exportar para a Europa,  principalmente, em função de requisitos de ordem sanitária exigidos dos estabelecimentos industriais na produção e industrialização.

Entre os assuntos que serão abordados estão a implementação de programas de pré-requisitos (PRPs), incluindo rastreabilidade do sistema de análise de perigo e pontos críticos de controle (HACCP) e de projetos adequados das áreas de produção, de infraestrutura de estabelecimento de processamento e de barcos congeladores.

Leia mais:  Contratação de crédito rural na safra 2018/2019 fecha em R$ 176 bilhões, alta de 9%

O Workshop é oferecido a 60 participantes indicados por entidades representativas da indústria da aquicultura e da pesca, além de órgãos governamentais relacionados à atividade.

Confira a programação completa do curso. 

Mais informações à Imprensa:

Coordenação-geral de Comunicação Social
[email protected]

Fonte: MAPA
Comentários do Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

São Mateus

Regional

Estadual

Nacional

Policial

Mais Lidas da Semana